Ads Top

Como implementar a governança de uma marca nas redes sociais na era da LGPD

Na era do TikTok, Instagram, Snapchat, Twitter, Facebook, Linkedin e tantas outras redes sociais, garantir que os múltiplos formatos criativos não interfiram na consistência da mensagem para que ela permaneça fiel à identidade da marca é a melhor definição para “governança de marca” — ou brand governance, termo popular nos EUA. Como resultado, se alcança uma melhor experiência do cliente e confiança na marca.

À medida que as marcas buscam ativamente o potencial de engajamento apresentado pelas redes sociais, os canais de marketing estão inevitavelmente se tornando mais complexos no processo. A governança de marca permite que os profissionais de marketing monitorem a aderência aos elementos obrigatórios da marca e às práticas recomendadas por cada plataforma de mídia — além de obter recomendações e suporte de produção eficiente para lidar com peças criativas não compatíveis.

Pesquisas mostram que as marcas que mantêm a consistência de suas identidades entre os canais geram um crescimento 33% maior e as que fazem isso em todas as plataformas obtêm 23% mais receita. Os formatos criativos também estão se proliferando. Afinal, hoje 50% das empresas relatam que os clientes esperam consistência da marca, juntamente com um excelente design criativo, e 63% dos funcionários dizem que isso ajuda a fechar negócios.

O ritmo dessa mudança vem acontecendo cada vez mais rápido. Agora que os ativos criativos são amplamente distribuídos em várias plataformas de maneiras diferentes, garantir que a mensagem de uma marca permaneça fiel à sua identidade — e siga as regras específicas da plataforma — é cada vez mais desafiador.

Embora sempre tenha havido diretrizes para a criação e apresentação de ativos de marca, a governança de marca usa a Inteligência Artificial e a análise de dados para gerenciar automaticamente os ativos e fornecer insights para sua otimização. Ela remove a tensão entre os valores da marca e os objetivos de desempenho de marketing, fornecendo não apenas as melhores práticas, mas dados e insights em tempo real. Isso torna o processo criativo mais mensurável e transparente.

Novas ferramentas fornecem uma visão clara e intuitiva de todos os ativos criativos em jogo e podem ser filtradas por região ou plataforma, sinalizando todos os anúncios que não seguem as práticas recomendadas. Algumas das soluções mais avançadas já permitem análises prévias e otimização no meio da campanha para maximizar o impacto.

A governança da marca também facilita a adesão às regulamentações como a LGPD, garantindo que as campanhas não violem a privacidade do consumidor. Além disso, reduz a dependência de segmentação comportamental de rastreamento cruzado, que pode prejudicar a reputação da marca, ajudando a otimizar o envolvimento dos consumidores.

São quatro os passos para implementar a governança de uma marca nas redes sociais:

Defina critérios

Escolha as melhores práticas que deseja monitorar. Isso deve incluir aqueles que correspondem à sua marca, mercado, plataforma e objetivo da campanha.

Pontue os ativos criativos

Classifique os ativos de acordo com sua conformidade. Em seguida, peça à equipe de produção para modificar aqueles que precisam de trabalho antes de irem ao ar.

Monitore o desempenho

Avalie o desempenho de cada peça durante a campanha. Acompanhe as métricas entre plataformas e regiões geográficas. Em seguida, use a análise de dados para revelar insights úteis sobre os motivadores criativos do desempenho.

Aplique insights para melhorias

Use esses insights para atualizar as melhores práticas criativas, isso melhora continuamente o desempenho.

A manipulação e a quantidade absoluta de dados que esse processo gera o tornariam demorado e difícil de manejar usando ferramentas convencionais. Felizmente, várias empresas têm desenvolvido soluções tecnológicas que automatizam essas atividades, tornando-as mais rápidas e menos trabalhosas. E a governança de marca permite que essas identidades sejam gerenciadas e fortalecidas em tempo real, ao mesmo tempo em que fornece agilidade para se adaptar rapidamente às crescentes complexidades do marketing digital.

O post Como implementar a governança de uma marca nas redes sociais na era da LGPD apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como implementar a governança de uma marca nas redes sociais na era da LGPD. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.