Ads Top

Marketplace de nicho: plataformas focadas em setores

Com a alta competitividade do mercado, segmentar o público-alvo e, automaticamente, a área de atuação é uma das grandes estratégias adotadas pelas empresas atualmente. Nesse sentido, os marketplaces de nicho são uma forma de garantir comunicação assertiva com sua persona.

Partindo do pressuposto de que grandes plataformas de vendas estão repletas de concorrentes devido ao seu renome, investir apenas nelas nem sempre é a melhor estratégia a ser aplicada. Afinal, o equilíbrio entre marketplaces gigantes do mundo digital e aqueles menores é uma estratégia de focalização.

A dúvida é: como encontrar esse equilíbrio e garantir bons resultados? A resposta pode ser encontrada em um lugar comum: as empresas de marketplace nichados. Caso você não conheça o termo, fique tranquilo. Basta continuar a leitura para entender!

O que são marketplaces de nicho?

A definição de marketplace se relaciona com um shopping virtual, no qual diferentes lojistas podem cadastrar seus produtos para venda. Dessa forma, eles aproveitam determinado site, que já possui presença online conquistada, para traçar estratégias de conversão.

O nome tem se popularizado nos últimos anos como solução para quem busca resultados mais rápidos, pois, ao disponibilizar os produtos de determinada loja em seu domínio, as vendas podem aparecer mais rápido, sem que o lojista precise investir em SEO ou em anúncios online.

Logo, ele usa da visibilidade de um site de marketplace, que está há mais tempo na internet, com o objetivo de vender de forma mais assertiva e direta. Exemplos clássicos (e famoso) são a Magazine Luiza, a Americanas e o Mercado Livre —  mas, provavelmente, você já sabia disso!

Os marketplaces nichados são plataformas que podem trazer resultados para iniciantes e para quem está na internet há mais tempo.

Dessa forma, a plataforma oferece vantagens e benefícios para quem investe. Quando olhamos para marketplaces de nicho, os pontos positivos podem aumentar.

Como o próprio nome sugere, essas plataformas são mais focadas em determinado segmento do mercado, a fim de promover lojistas dessas áreas com mais assertividade.

Logo, o marketplace de nicho é uma segmentação dentro dos próprios marketplaces. Enquanto, no Mercado Livre (por exemplo), você pode encontrar livros, jogos, eletrodomésticos e muito mais, as plataformas focadas em determinada área ofecerão o mesmo tipo de produto, contando, evidentemente, com a diversidade de modelos e de numeração.

Para ilustrar o termo, podemos citar a Estante Virtual (focado em livros), o Elo7 (o qual oferece produtos artesanais) e a Dafiti (site de marketplace especializado no ramo da moda).

Dessa forma, lojistas que querem apostar em plataformas nas quais seus segmentos serão trabalhados de forma mais assertiva encontrarão, nas plataformas nichadas, grandes aliadas na conquista de resultados.

O marketplace de nicho realmente vale a pena?

Entendendo a diferença entre os marketplaces convencionais e aqueles nichados, é comum surgir a dúvida sobre quais os benefícios das plataformas mais focadas. Por isso, conheça melhor cada vantagem!

Parceiros especializados

Um marketplace de nicho significa, diretamente, especialização. Por focar em apenas um segmento, a plataforma possui know-how­ desenvolvido sobre o segmento em questão, o que influencia, por exemplo, o design do site.

Um marketplace de nicho é sinônimo de know-how especializado.

Além disso, por focar em apenas uma área, estes marketplaces podem passar mais segurança para o consumidor final, aumentando as possibilidades de conversão.

Centralização dos produtos

Ao reunir diversos produtos em um mesmo site, variando no modelo, é possível trabalhar a centralização dos itens disponíveis para compra. Dessa forma, o consumidor final pode comparar preços e analisar diferentes opções no mesmo lugar.

Proximidade com a concorrência

Ao disponibilizar seus produtos em um marketplace nichado, você trabalha estratégias de vendas e permanece de olho no seu concorrente e no quão competitivo ele está sendo.

Essa análise próxima permite ter insighst, ajustar valores, trabalhar inovações (oferecendo modelos diferenciados, por exemplo) e buscar melhorias frequentemente.

Case prático: a Amazon

A nível de exemplificação do quanto um marketplace de nicho pode conquistar bons resultados, podemos citar o case da Amazon – uma plataforma que, atualmente, não é mais segmentada. No entanto, um dia, ela já foi!

Criada em 1994, a Amazon foi fundada por Jeff Bezos com o intuito de vender livros online. O sucesso da marca foi tamanho que, hoje em dia, ela expandiu seu catálogo para os mais diversos tipos de produtos.

O foco inicial da Amazon, é válido ressaltar, foi a segmentação literária. Fazendo sucesso com este item, ela iniciou a etapa de crescimento. Logo, marketplaces de nicho são excelentes oportunidades de crescimento e de desenvolvimento para lojistas.

Como escolher o marketplace de nicho ideal?

Escolher o marketplace para expor seus produtos deve ser uma tarefa regrada e feita com base em análise estratégica, a fim de que a melhor plataforma seja definida, o que impactará diretamente no desenvolvimento da sua loja.

1. Pesquise

O primeiro passo é, evidentemente, pesquisar os marketplaces de nicho disponíveis para o seu segmento. Lojistas do ramo da moda e que vendem peças de vestuário ou calçados, por exemplo, podem encontrar a solução em plataformas como Netshoes e Dafiti.

Realize pesquisas para contratar a melhor plataforma disponível.

No entanto, existem outras opções, e elas devem ser pesquisadas para que você opte por aquela que sane sua necessidade e que esteja alinhada ao propósito do seu negócio.

Observe, ainda, as redes sociais dessas plataformas, para identificar o posicionamento delas no mundo digital, o número de seguidores e o engajamento.

2. Avalie seu público-alvo

Se você tem o nicho bem definido, provavelmente também terá o público-alvo. Analisá-lo antes de contratar o marketplace de nicho é importante para ter insights relevantes.

Pessoas mais velhas, por exemplo, não se familiarizam com páginas virtuais com muitas informações. Por isso, se sua persona tiver mais idade, é válido optar por uma plataforma com design mais minimalista.

O comportamento e as preferências dos seus compradores são pontos fundamentais antes de contratar o marketplaces, pois, se eles não gostarem do site, não farão a compra.

3. Analise a reputação

Pesquise sobre o marketplace em questão em plataformas de atendimento, como a Reclame Aqui, e note se os feedbacks negativos sobre ela são frequentes. Além disso, observe como a marca responde quem está com problema nos pedidos, para identificar o posicionamento verbal dela com o cliente.

Esta etapa é importante para que você contrate uma plataforma que trate o cliente de maneira respeitosa e cordial. Ela também garante que você não fará parceria com uma marca conhecida por “dar problema”.

Comentários em redes sociais também podem ser analisados, a fim de perceber como o marketplace responde os usuários.

4. Avalie a concorrência

Não vale a pena investir em um marketplace que está ocupado por inúmeros concorrentes, que oferecem modelos de calçados similares ou idênticos aos seus. Por isso, analise bem quem está na plataforma antes de contratá-la.

Levante a concorrência presente no marketplace antes de contratá-lo.

Este levantamento é ideal, também, para se posicionar. Caso haja apenas alguns concorrentes, certifique-se de entrar no marketplace com um bom trabalho sendo executado, a fim de se destacar.

5. Levante os gastos

Independentemente do seu tempo online como marca, o levantamento dos gastos antes de realizar um investimento será sempre necessário. Fotos, contratação de equipe para demandas logísticas e outras tarefas aparecerão na hora de começar a trabalhar em um novo marketplace e é importante ter tudo mapeado.

6. Estude bem a plataforma

Antes da contratação, estude o marketplace de nicho que será contratado. Entenda como funciona o painel administrativo, o repasse de valores e demais questões técnicas.

Esta etapa é importante para garantir que você está investindo em uma plataforma que trará mais vantagens que dores de cabeça para seu negócio.

Agora que você conhece alguns marketplaces nichados, seus benefícios e o passo a passo antes da contratação, é hora de pesquisar opções para seu segmento e começar a ter mais resultados – ainda – dentro do mundo virtual.

Sucesso nos negócios e até a próxima!

O post Marketplace de nicho: plataformas focadas em setores apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Marketplace de nicho: plataformas focadas em setores. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.