Ads Top

Estratégias omnichannel por geolocalização para aumentar vendas

As medidas de isolamento social impostas pela pandemia atraíram 13 milhões de novos consumidores para o e-commerce em 2020, um salto de 29% sobre o ano anterior, segundo estudo recente da Ebit/Nielsen. Enquanto os varejistas tiveram que se adaptar à digitalização do consumo e estruturar suas operações online, o varejo foi impactado pelo fechamento de 20% das lojas físicas.

Em busca de conectar pontos de contato online e offline e proporcionar uma experiência sem fricção em diferentes canais, novas formas de atendimento ao consumidor e de entrega de produtos surgiram como alternativa para atender ao público. Varejistas de todas as partes se viram desafiados a modernizar suas operações e adotar uma abordagem capaz de unificar as vendas pelo site, app ou lojas físicas.

As estratégias multicanais passaram a ser orientadas por dados de geolocalização e permitiram às empresas chegar até os consumidores, independentemente de onde estejam. Integrados a sistemas ou aplicações de e-commerce, os recursos de geolocalização vêm impulsionando a digitalização, a transformação para o varejo do futuro e a adoção de estratégias multicanais em ascensão.

Esses modelos de atendimento e entrega, como store locator, ship-from-store e pick-up in store, permitiram aos varejistas transformar as adversidades em maiores ganhos ao oferecerem serviços mais ágeis e eficientes.

Confira a seguir como essas 3 estratégias omnichannel apoiadas na inteligência da geolocalização aceleram a adaptação à nova realidade virtual.

Store locator: ajude o cliente a chegar até o seu negócio

Mesmo com o crescimento do comércio eletrônico e das medidas de isolamento adotadas na pandemia, 48% dos consumidores ainda preferem comprar apenas em lojas físicas nesse período. Permitir que as pessoas encontrem a loja mais próxima e cheguem facilmente até ela é o ponto de partida para construir uma experiência de compra positiva.

Ao mostrar a localização das lojas de um varejista em um mapa e fornecer o passo a passo de como chegar, o store locator ajuda a levar o cliente até o negócio. Além de funcionar como um localizador de lojas que pode ser adicionado a um site ou aplicativo de e-commerce, esse recurso de geolocalização também proporciona uma experiência mais imersiva ao consumidor.

Isso porque o store locator fornece informações adicionais, como o horário de funcionamento, disponibilidade de um produto no estoque e oferta da rota para chegar até a loja pelo celular. Ganha o cliente, que economiza tempo para encontrar o que precisa, e o varejista, que não apenas melhora a divulgação de suas unidades, mas impulsiona as vendas ao fornecer informações decisivas em uma etapa decisão de compra.

Algumas tecnologias de geolocalização disponíveis no mercado, como a Plataforma Google Maps, permitem implementar o recurso de store locator, que oferece:

  • compatibilidade com vários dispositivos, especialmente os móveis, já que metade das vendas (55,1%) online do e-commerce no ano passado ocorreu por meio de dispositivos móveis;
  • informações sobre estoque e disponibilidade de produtos, melhorando o atendimento ao cliente;
  • direções e rotas até as lojas para diferentes tipos de transporte, incluindo caminhada;
  • múltiplos pontos de acesso e integração com o site e aplicativo;
  • possibilidade de trabalhar com ofertas exclusivas que levem as pessoas à loja;
  • informações para análise interna e tomada de decisão.

Ship-from-store: transforme suas lojas em pequenos centros de distribuição

O prazo de entrega e o valor do frete são fatores decisivos para o cliente concluir uma compra online, segundo o levantamento da Ebit-Nielsen. À medida que os consumidores adquirem o hábito de comprar online, as lojas físicas ganham uma importância crítica na distribuição de produtos e serviços. Diante disso, o ship-from-store (SFS) é uma inovação do varejo que vem potencializando o papel das lojas físicas na estratégia multicanal.

A tendência é que os pontos físicos se transformem em espaços de experimentação e centros de distribuição de produtos e serviços. Ou seja, os serviços de geolocalização entram em cena para transformar os estoques das lojas em verdadeiros centros de distribuição.

O ship-from-store é um processo de atendimento no qual se utiliza o estoque de uma loja física para atender aos pedidos realizados nos canais virtuais. A entrega final dos produtos adquiridos pelo cliente não acontece a partir de um centro de distribuição (CD), que normalmente está distante do cliente final e, sim, a partir da loja mais próxima do endereço do consumidor.

As vantagens em descentralizar a distribuição e fragmentá-la a partir dos estoques de cada loja são inúmeras:

  • entregas mais rápidas, já que as mercadorias não saem de um centro único, mas da base mais próxima do endereço do consumidor;
  • redução com custos logísticos e dinâmica de entrega otimizada, possibilitando entregas rápidas e o “same day delivery”, e até mesmo a redução do valor do frete;
  • maior giro e gestão integrada dos estoques, o que torna o fluxo de venda mais econômico e flexível;
  • maior satisfação do cliente, especialmente durante a pandemia, quando muitas pessoas querem receber seus pedidos em casa e sem atrasos.

Pickup in Store: ofereça a conveniência de comprar online e retirar na loja

A experiência tendência “Buy Online and Pickup in Store” (BOPIS) ou seja, aquela em que o consumidor opta por comprar online e retirar os produtos na loja física deve se manter entre as preferências dos consumidores, mesmo após a pandemia.

De olho nisso, as varejistas podem implementar o Pickup In Store, ou coleta na loja, e permitir a retirada nas lojas de produtos comprados no e-commerce. Os recursos de geolocalização tornam-se extremamente úteis na hora de ajudar os clientes a encontrar a loja mais próxima para a retirada dos produtos comprados online.

A aplicação de Pickup in Store do Google Maps, por exemplo, permite que o consumidor tenha a opção de escolher em qual loja quer retirar um pedido. No geral, as soluções de coleta impulsionam a estratégia omnichannel de diversas maneiras:

  • indicação da melhor loja de retirada, a partir da localização do consumidor;
  • eliminação de custos com frete, um fato decisivo para a compra, sem abrir mão da conveniência;
  • simplificação do checkout com recursos de autocompletar, que sugere endereços possíveis enquanto o usuário digita sua localização, diminuindo as chances de erros de endereço;
  • visualização e gerenciamento da logística, desde os centros de distribuição, passando pelos pontos-de-venda, até chegar na localização dos consumidores;
  • personalização de experiências.

O post Estratégias omnichannel por geolocalização para aumentar vendas apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Estratégias omnichannel por geolocalização para aumentar vendas. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.