Ads Top

Como se manter competitivo após a pandemia

O período de pandemia da Covid-19 passou de uma “fase” para um “momento” transformador em diversas áreas do mercado, inclusive no varejo. Assim como praticamente todo o mundo, os lojistas tiveram que correr atrás do prejuízo e embarcar de vez no comércio tecnológico.

Quem estava preparado aproveitou a maré, quem não estava teve que se adaptar rapidamente para sobreviver. Não à toa o setor de vendas pela Internet registrou um salto recorde em 2020. A demanda por compras online cresceu, o que, consequentemente, fez com que mais empresas entrassem no comércio eletrônico.

E no que isso resultou? Simples, o varejo online como compensador do impacto negativo que o varejo físico sofreu com a pandemia e as ordens de restrição.

De acordo com um levantamento da ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico -, em parceria com a Neotrust, em 2020, o crescimento nas vendas foi de 68% na comparação com o ano anterior (ano sem pandemia).

A participação do e-commerce teve papel fundamental no faturamento total do varejo, que passou de 5% no final de 2019 para um patamar acima de 10% em alguns meses do ano do início da pandemia, em 2020, onde o cenário era totalmente incerto e imprevisível.

Seguir o fluxo ou estar preparado?

A maré veio e, como disse anteriormente, sobreviveu quem se adaptou. No entanto, agora é preciso mais do que sobreviver. Sabemos que para se manter competitivo no mercado é preciso abraçar as inovações tecnológicas e trabalhar com elas a seu favor.

Segundo o porta-voz da ABComm, “é necessário capacitação, planejamento e organização para que você mantenha o e-commerce como um canal satisfatório e com qualidade de entrega”.

E quando falamos sobre o e-commerce ser um canal satisfatório, estamos falando em diversas áreas, como:

  • Usabilidade da plataforma;
  • Marketing do negócio;
  • Processos logísticos;
  • Jornada do cliente;
  • Entre outros.

Todas essas áreas estão sendo melhoradas e otimizadas por meio da tecnologia. Os serviços estão sendo melhorados tanto para o consumidor final quanto para o lojista que precisa se atualizar frequentemente para vender e lucrar ainda mais.

Uma forma de pagamento mais acessível pode ajudar

Junto a todos os pontos citados acima, destaco aqui uma coisa que pode fazer toda a diferença para o sucesso do seu e-commerce nessa corrida pela competitividade do mercado neste novo momento do varejo online. Estou falando sobre opções de pagamento.

Sabemos que os consumidores não parou de comprar – eles pegaram gosto em comprar pela Internet, continuam comprando também no varejo físico. Eles até percorrem toda a jornada de compra, mas, quando chega na hora de pagar, muitos desistem.

Isso acontece principalmente pelas formas limitadas de opção de pagamento. O brasileiro, e especialmente os jovens, já não está mais tão inclinado a usar seu cartão de crédito, a parcelar, a comprar no boleto.

A novidade é o Pix, algo prático e seguro em que eles confiam e gostam de usar. Agora, junta o Pix com um parcelamento inteligente, sem cartão e sem juros. É o verdadeiro Buy Now Pay Later, que muitos consumidores precisam, muitos varejistas podem confiar e que algumas empresas no mercado brasileiro já oferecem!

Por isso, ao pensar nas estratégias do seu comércio eletrônico, pense também em opções de pagamento e conheça as empresas do mercado que oferecem esse serviço de maneira segura, eficaz e que faz sentido para o seu negócio.

Leia também: Como a tecnologia de pagamentos está mudando a forma de comprar online?

 

O post Como se manter competitivo após a pandemia apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como se manter competitivo após a pandemia. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.