Ads Top

Cibersegurança: o que é preciso ser feito em seu e-commerce

No e-commerce, proteger dados envolvidos em transações online é de alta importância. Dados como CPF, endereço, número de cartões, entre outras informações que possam ser usadas de má-fé em caso de vazamento desses dados.

Por isso, leis como a LGPD foram criadas para garantir a segurança de dados no e-commerce. No geral, a Lei Geral de Proteção de Dados visa a proteger os direitos de privacidade dos usuários, tratando seus dados da melhor forma possível, inibindo a ação inadequada de terceiros, um processamento, armazenamento seguros e, claro, a transparência de informações.

Aplicando alguns critérios no cenário do e-commerce, as informações precisam ser tratadas em quatro níveis:

  • Confiabilidade: Apenas os responsáveis diretos pelos dados têm acesso, evitando a divulgação do usuário, entidade ou processos não-autorizados.
  • Integridade: Preservar as informações e dados coletados para que não sejam alterados ou excluídos sem autorização.
  • Disponibilidade: Garantir que o acesso aos sistemas, dados e serviços sejam realizados apenas por pessoas autorizadas.
  • Autenticidade: Preservar a identidade da pessoa que está enviando a informação e confiando dados pessoais à sua empresa.

Outras preocupações relacionadas à segurança da informação em um e-commerce são sobre a estrutura técnica. Isso porque ataques cibernéticos que mais ocorrem são relacionados a rede, dispositivo e configurações de sistema, de acordo com dados da FinanceOnline.

Por isso, veja o que precisa ser feito para manter a segurança da sua operação de e-commerce:

Domínios

O domínio é o seu nome na rede mundial de computadores, ou seja, o endereço no qual você será encontrado.

Isso é uma brecha para hackers que desejam fazer sequestro de domínio, tirando a sua loja do ar, alterando dados ou até mesmo pedindo dinheiro para devolver seu domínio.

Se seu e-commerce não dá a atenção necessária para a segurança do seu domínio, vale a pena verificar onde ele está registrado, quem está responsável por essa informação e se todas as pessoas com acesso a senhas e registros realmente precisam ter isso.

Mapa de aplicações e parceiros

A operação de um e-commerce demanda esforços de muitas áreas, muitas vezes de parceiros e aplicações diversas.

Cada um desses pontos, para funcionar em sintonia com sua operação, precisa de algum tipo de acesso a informações da sua empresa. Rever esses acessos periodicamente é importante para identificar e questionar os acessos ao seu sistema, se existem acessos antigos ou que estão dentro das suas normas de segurança.

Além disso, é necessário garantir que as informações a que esses aplicativos ou parceiros têm acesso estejam armazenadas de forma segura, já que qualquer bloqueio na operação desses terceiros poderá impactar diretamente a sua operação também.

Hospedagem

A hospedagem é o serviço de armazenamento de arquivos de um site em um servidor profissional. Quando se tem um site, os arquivos que são hospedados passam a estar disponíveis na Internet. Assim, os visitantes podem acessar o site, navegar pelas páginas, realizar compras etc.

Em plataforma no estilo open source, o lojista normalmente precisa ter seu site hospedado e providenciar atualizações de segurança por conta própria, o que demanda um trabalho recorrente e complexo.

Já em plataformas SaaS, a hospedagem é feita dentro do software em seus próprios servidores. As atualizações de segurança são realizadas pela própria plataforma de forma recorrente e geral. Isso garante que sua hospedagem esteja sempre em segurança dentro do seu ambiente de compra.

À medida que as ameaças cibernéticas se tornam mais agressivas, as empresas precisam tomar medidas importantes para fortalecer suas medidas de segurança, e a conscientização sobre o tema é importante para evitar danos desastrosos.

Se você quer aprofundar mais sobre o tema, indico a leitura do “Cyber Security Deck 2022 para e-commerce e lojistas”, que engloba os principais pontos sobre cibersegurança para você compreender como esse tema é importante para o seu negócio, bem como saber com o que você precisa se preocupar quando o assunto é a segurança do seu e-commerce.

Como sua empresa está lidando com a segurança de seus dados?

Leia também: Descubra quais são os quatro maiores erros em cibersegurança e como evitá-los 

 

O post Cibersegurança: o que é preciso ser feito em seu e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Cibersegurança: o que é preciso ser feito em seu e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.