Ads Top

Live Shopping: por que investir nesta estratégia em sua loja virtual?

O isolamento social ocasionado pela pandemia acelerou a transformação digital das empresas como um todo, fazendo com que tendências se tornassem estratégias essenciais para a saúde do negócio. Este foi o caso do Live Shopping, um novo formato de vendas online que vem se destacando no Brasil de maneira espetacular. Mas, afinal, por que investir nesta tática em seu e-commerce? A seguir, você saberá as principais vantagens de adotar esta estratégia na sua loja virtual, além de dados do mercado que revelam o crescimento desta tendência no país e pontos de atenção para a viabilização do projeto.

O que é Live Shopping?

Uma das grandes vantagens do e-commerce em comparação ao comércio físico é a possibilidade de comprar em qualquer momento e lugar, sem ter que ir à loja fazer a aquisição. O que, sem dúvidas, traz muita praticidade e comodidade aos consumidores. Em contrapartida, eles acabam não tendo a chance de experimentar ou ver o item de perto antes de adquirí-lo. O que podemos notar como uma certa desvantagem.

Mas com a proposta do Live Shopping, este obstáculo se torna bastante reduzido, já que os produtos e suas características e funcionalidades são apresentados ao vivo. Isso é feito através de uma live dentro do próprio e-commerce. Ela permite aos consumidores esclarecerem as suas dúvidas sobre os itens de maneira simultânea, além de poder comprá-los sem ter que parar de assistir ao evento.

Por muito tempo, as compras em lojas virtuais foram consideradas frias, já que não tinham o atendimento humanizado e o relacionamento com os vendedores característicos das lojas físicas. No entanto, a percepção de que era possível tornar as vendas do comércio digital mais aquecidas através das redes sociais — como Instagram e WhatsApp — possibilitou que a relação entre a marca e os seus consumidores, mesmo no ambiente virtual, se estreitasse. Por meio destes recursos, foi mais fácil transformar meros usuários em clientes fiéis e defensores da marca. Afinal, eles rompem a distância que havia entre o e-commerce e os seus consumidores.

O Live Shopping também vem com esse objetivo: humanizar as operações online, estimular vendas, criar vínculos com os usuários e, consequentemente, obter resultados e faturamentos ainda melhores. A seguir, você saberá qual foi o grande impulsionador do crescimento do Live Shopping no Brasil e como isso tudo começou.

O início do Live Shopping

Como já evidenciei no tópico acima, o Live Shopping é uma estratégia de vendas e exibição de produtos que une o streaming e o e-commerce, operando como uma transmissão ao vivo realizada dentro da própria loja virtual. Não é de hoje que esta tática vem trazendo resultados expressivos aos e-commerces. Na China, país onde tudo começou, o Live Shopping vem movimentando bilhões de dólares. Para se ter uma ideia, uma live promovida em 2019 (que contou com a participação de Kim Kardashian e Viya, influenciadora chinesa) resultou na venda de quinze mil frascos de perfume em breves minutos.

Mas os números surpreendentes não param por aí. Em 2018, o Taobao — e-commerce do Alibaba — obteve um faturamento de US$ 15,1 bilhões usando a estratégia. Além disso, em 2020, a receita de vendas através deste formato foi de aproximadamente 691 bilhões de yuans (US$108 bilhões), de acordo com a Statista. No decorrer das lives, os influenciadores chineses mostram e testam os itens, evidenciando suas principais características e funções. Há ainda promoções ao vivo que, a partir deste tipo de operação, as lojas virtuais chinesas registraram um crescimento considerável nas vendas.

O aparecimento do Live Shopping no Brasil

Aqui no Brasil, alguns dos grandes pioneiros a adotarem esta estratégia foram as marcas Dengo, Chili Beans, Americanas, Renner e Farm. As empresas perceberam o potencial do Live Shopping antes mesmo da pandemia, devido ao boom da tendência na China. Ainda assim, não posso deixar de destacar que ela foi o grande motor e acelerador para a adoção e a expansão desta tática no país.

Com as portas do comércio físico fechadas, os e-commerces passaram a atrair novos consumidores. Os dados não mentem! Segundo o índice MCC-ENET, desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital, em parceria com o Neotrust | Movimento Compre & Confie, o e-commerce brasileiro obteve um crescimento de 73,88% em 2020. Somente no primeiro semestre do ano passado, a Ebit | Nielsen registrou a entrada de 13,2 milhões de novos consumidores no comércio eletrônico, o que representa 17% dos consumidores do ano.

Inquestionavelmente, a pandemia impulsionou diversas corporações a investirem de maneira mais intensa no e-commerce. Quem ainda não estava no digital, passou a estar, e quem já estava precisou apostar em artifícios que tornassem as vendas online mais humanizadas. Além, é claro, de aumentarem os seus investimentos em maneiras de atrair os consumidores ao virtual e proporcionar uma experiência de consumo mais completa.

Outro ponto que não podemos esquecer foi o crescimento das lives, em geral, promovidas nas redes sociais em meio à pandemia. Bastava acessar o Instagram, por exemplo, que visualizávamos uma série de perfis fazendo transmissões ao vivo. Portanto, a chegada do Live Shopping no Brasil se deu, principalmente, por causa do crescimento deste tipo de entretenimento. Sem falar, claro, da tendência que já existia de maneira bem forte na China — revelando números cada vez mais otimistas.

Por que apostar no Live Shopping?

Dentre os principais motivos de investir no Live Shopping, posso ilustrar, por exemplo, o case da marca de chocolates premium Dengo, pioneira deste formato de vendas online no Brasil. Para se ter uma ideia, a empresa registrou uma expansão de 120% no faturamento da sua loja virtual através desta estratégia. Mas, afinal, por que ele pode ser um grande impulsionador de vendas? E a longo prazo, o Live Shopping ainda será um bom investimento?

Pense comigo! Hoje, antes de um consumidor adquirir um produto, ele realiza diversas pesquisas sobre o item. Pesquisa, inclusive, vídeos de influencers e produtores de conteúdo para saber um pouco mais sobre aquele determinado produto. Sempre ponderando as opiniões e avaliando se a compra será uma decisão assertiva.

Pense que agora você mesmo pode produzir este conteúdo em sua loja virtual e fazer a transmissão ao vivo. A aquisição, da mesma maneira, pode ocorrer ocorrer simultaneamente, enquanto os espectadores assistem à live. Você também poderá esclarecer eventuais dúvidas, o que elevará (e muito) a possibilidade de aquisição do produto. Isso sem mencionar que os incentiva a não esperarem mais tempo para converterem. De maneira sutil, traz uma certa sensação de urgência, já que o produto pode esgotar a qualquer momento.

Outro ponto de destaque é que através desta estratégia é possível estreitar o relacionamento com os seus clientes e trazer mais confiança e credibilidade à sua marca. Afinal, ao mesmo tempo que você está anunciando os seus itens, também está oferecendo um conteúdo aos consumidores com relevância e transparência. A ideia da live é usar o branding sensorial a seu favor, estabelecendo uma conexão ainda maior com os espectadores e mostrando os detalhes e diferenciais dos seus produtos — a fim de que haja encantamento. Dicas também são muito bem-vindas neste formato de vendas.

Como começar a operar com Live Shopping?

Para adotar esta estratégia na sua loja virtual, o primeiro passo é contar com uma plataforma de e-commerce que esteja preparada para isso. Além disso, é interessante se atentar à divulgação e produção das lives em si. Promova uma campanha atrativa para apresentar o evento. Afinal, se os consumidores não souberem, eles não comparecerão.

Em relação à condução da live, você pode contar com a sua própria equipe de vendas ou convidar influenciadores relevantes para a sua marca. Por fim, quanto à execução e produção, é interessante ter ao seu lado bons equipamentos e profissionais especializados em audiovisual, com know-how para executar este tipo de evento.

Após estas dicas, certamente você estará muito mais preparado para levar a estratégia ao seu e-commerce.

O post Live Shopping: por que investir nesta estratégia em sua loja virtual? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Live Shopping: por que investir nesta estratégia em sua loja virtual?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.