Ads Top

CTA no e-commerce: qual o impacto desse recurso na conversão?

No comércio online, há tantos detalhes que um empreendedor como você precisa lidar, que muitos deles passam desapercebidos. O recurso “CTA no e-commerce”, por exemplo, nem sempre recebe a devida atenção, apesar de ser muito importante para gerar conversões de leads, clientes e fregueses.

Só para contextualizar, caso o leitor não saiba, a sigla CTA se refere ao termo em Inglês “Call To Action”, o que em bom Português significa “Chamada Para a Ação”. Uma CTA pode ser uma palavra ou frase no imperativo, ou seja, que expressa uma ordem ao consumidor. É, em outras palavras, um chamariz.

“Compre agora!”, “Assine nossa newsletter!”, “Entre em contato!”, por exemplo, são CTAs bem conhecidas no comércio eletrônico. Elas são usadas tanto em blogs de e-commerce quanto em lojas virtuais. Além disso, também podem ser úteis no Vídeo Commerce, nas squeeze pages, landing pages, E-mail Marketing e outros canais.

Existem basicamente três tipos de CTAs. As básicas são aquelas constantes para todos os consumidores. As variáveis são duas ou mais CTAs que passam por um processo de teste AB, sendo que aquela com melhor performance passa a ser a oficial. E as smarts ou inteligentes são CTAs personalizadas conforme características do visitante.

Você pode usar as CTAs para ordenar aos consumidores que façam a compra de um produto, acessem um conteúdo especial, baixem um e-book, assinem uma lista de e-mails, compartilhem um artigo, deem um like em um conteúdo, comprem um produto complementar e daí por diante.

As CTAs são, desse modo, fundamentais em quase todas as páginas do seu comércio eletrônico e em todas as etapas do seu Funil de Vendas. Elas são o empurrão que os consumidores precisam levar para assim avançarem no seu e-commerce e tomarem uma decisão de compra.

Importância da CTA no e-commerce em números

A importância das CTAs no comércio digital pode ser comprovada com números. Pois confira em seguida algumas estatísticas de várias fontes sobre esse assunto:

  • 202% maior é a conversão das CTAs inteligentes em relação às básicas e variáveis (HubSpot);
  • 6,5% é a conversão gerada por CTAs com botões contra 2,5% das CTAs com imagens (HubSpot);
  • 10% a 25% é o que geram as CTAs em páginas de boas-vindas contra 0,5% a 1,5% na barra lateral e fim de post, 1% a 8% em pop-ups e 3% a 9% em caixas de recursos (A Grow & Convert citada por Go Top Shelf);
  • 371% é o aumento dos cliques em e-mails que usam apenas uma CTA (WordStream citada por Protocol 80);
  • 285% maior é o que pode ser a taxa de cliques em uma fanpage no Facebook se esta tiver CTAs (Dsim);
  • 121% de aumento na conversão foi o que obteve a HubSpot usando CTAs em textos âncora (Dsim);
  • 90% de aumento na taxa de cliques é o que obteve a ContentVerve ao usar CTAs em primeira pessoa como “Comece meu teste” ao invés de “Comece o teste” (Protocol 80);
  • 26% de aumento nos cliques é o que obteve a Helzberg Diamonds ao adicionar um ícone de seta aos botões CTA (Protocol 80).

Repare que, de acordo com estes dados, a melhores frases de chamariz são aquelas personalizadas, colocadas sobre um botão, inseridas em páginas de boas-vindas. Elas também geram melhor performance quando não competem com outras CTAs na mesma página. São muito úteis nas redes sociais.

Enfim, com base nestas e em outras informações que você encontrar na web, recomendo que faça uma revisão completa das CTAs no seu e-commerce. Ah, e não se esqueça, sempre faça testes para entender quais delas geram melhor conversão de leads, clientes e fregueses nos seus canais de vendas online.

O post CTA no e-commerce: qual o impacto desse recurso na conversão? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre CTA no e-commerce: qual o impacto desse recurso na conversão?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.