Ads Top

Core Web Vitals e e-commerces: precisamos falar sobre essa relação!

Há cerca de um ano as Core Web Vitals se tornaram um dos assuntos mais discutidos no meio digital, principalmente por nós, profissionais de SEO. Mas, o que são essas métricas e por quê elas são tão importantes?

O update do Google, que aconteceu em junho deste ano e colocou as Core Web Vitals em evidência, surgiu de um movimento que tem como objetivo melhorar cada vez mais a experiência do usuário na web, a qual está diretamente relacionada à velocidade de carregamento das páginas.

Pensando nisso, foram criadas três principais métricas que avaliam a experiência de estabilidade, carregamento e interatividade que uma determinada página oferece aos visitantes, sendo elas:

  • Largest Contentful Paint (LCP), que mede quanto tempo leva para que o principal conteúdo da página, geralmente banners promocionais, imagens ou blocos de texto, demora para ser totalmente carregado e exibido ao usuário;
  • First Input Delay (FID), que mensura o tempo gasto para que a página carregue totalmente e responda às interações realizadas pelos visitantes, como cliques em botões ou links internos;
  • Cumulative Layout Shift (CLS), que mede a estabilidade visual dos elementos da página — ou seja, verifica se ocorrem deslocamentos que prejudicam a experiência do usuário. Por exemplo, se há um grande deslocamento em algum banner da página, outros elementos podem ser deslocados também. Neste caso, pode levar o usuário a clicar e ser redirecionado para outras páginas, o que pode aumentar a taxa de rejeição e diminuir o tempo de sessão.

Como essas métricas podem impactar minhas vendas?

Quando falamos em posicionamento orgânico e KPIs como taxa de conversão e faturamento, as Core Web Vitals são realmente importantes? A resposta é: sim, com certeza!

Após o update, o Google passou a utilizar a pontuação para esse conjunto de métricas como um fator decisivo para o bom ranqueamento de um site nas pesquisas orgânicas. Sendo assim, de agora em diante, os sites que não se preocuparem em oferecer uma boa experiência de navegação, usabilidade e velocidade para os seus visitantes ficarão para trás nos resultados de busca, perdendo posicionamento e tráfego orgânico.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Moz, 71% dos cliques ocorrem em sites que estão na primeira página dos resultados de busca. Ou seja, assim como no ditado popular “quem não é visto não é lembrado”, o mesmo se aplica quando falamos de pesquisas e tráfego orgânico. Afinal, quanto melhor for o posicionamento do site, maiores são as chances de que ele seja encontrado e acessado pelos usuários.

No caso dos e-commerces, a preocupação com as Core Web Vitals e com o bom posicionamento do site deve ser ainda maior. Isso porque a experiência do usuário pode afetar — e muito! — nas taxas de conversão. De acordo com alguns estudos realizados pelo Google, cerca de 53% dos visitantes abandonam páginas que demoram mais de 3 segundos para carregar. Além disso, à cada segundo de atraso no carregamento de uma página, a taxa de conversão pode sofrer uma queda de até 20%.

Como diminuir esse impacto e melhorar a experiência do usuário?

Se você, principalmente dono de e-commerce, ainda não otimizou seu site pensando em melhorias para as Core Web Vitals, já está mais do que na hora de analisar como as páginas do seu domínio estão atualmente. Para isso, sugiro a utilização do PageSpeed Insights, uma ferramenta criada pelo próprio Google que permite analisar de forma rápida e completa a performance das páginas do domínio.

Por meio dela é possível verificar como o site está performando, além de pontos de melhoria relacionados à cada uma das métricas, como:

  • eliminação de elementos CSS e JavaScript não utilizados;
  • adição de recursos de pré-carregamento;
  • otimização do tempo de resposta do servidor;
  • e dimensionamento correto das imagens e demais recursos visuais.

Para utilizar a ferramenta basta inserir a URL do site e clicar em “analisar”. Após alguns segundos você verá um relatório completo com as pontuações para LCP, FID e CLS e as oportunidades de otimização.

Ficou claro que pensar em otimizações de performance é mais do que essencial (e urgente) nos dias de hoje. E, claro, que essa preocupação vai muito além de melhorar apenas a pontuação para as Core Web Vitals. Afinal, melhorando a experiência do usuário dentro do site, o aumento da taxa de conversão e do faturamento se tornam uma ótima consequência!

O post Core Web Vitals e e-commerces: precisamos falar sobre essa relação! apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Core Web Vitals e e-commerces: precisamos falar sobre essa relação!. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.