Ads Top

Representatividade do Google Shopping no e-commerce brasileiro

Com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade imediata de nos adaptarmos a um cenário de isolamento social, muita coisa mudou. E é claro que os hábitos de consumo não ficariam de fora dessa.

De um dia para o outro, nos vimos obrigados a comprarmos até os itens mais básicos pela Internet. Afinal, não deveríamos sair de casa pelo bem da nossa saúde e daqueles que mais amamos.

O resultado foi surpreendente. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), apenas em 15 dias o aumento nas compras online foi de 35%, considerando uma média entre todos os segmentos que embarcaram nessa novidade. Além disso, desde o início da pandemia, a quantidade de lojas online criadas também subiu muito, passando de 10 para 50 mil em apenas um ano – crescimento de nada mais, nada menos do que 400%.

Voltando para o cenário atual, de março de 2020 para cá, muita coisa mudou, é fato. Mas uma coisa que promete permanecer após esse período de pandemia é o hábito de consumo no ambiente digital, que ganhou, sobretudo, credibilidade para acontecer de uma forma segura e responsável.

Para quem criou a sua primeira loja nesse cenário, sabemos que também é um desafio ser “escolhido” em uma prateleira com tantas opções como é a Internet. Por isso, destacar os seus produtos e aumentar a visibilidade dos mesmos são fundamentais para conseguir alavancar as vendas. E uma das formas de fazer isso é investindo na ferramenta Google Shopping, da gigante Google.

Vamos conhecer mais sobre ele?

O que é o Google Shopping?

O Google Shopping nada mais é do que uma gigante “vitrine virtual” do Google. Empreendedores de qualquer segmento do mercado que sejam donos de lojas virtuais podem anunciar os seus produtos nessa vitrine, aumentando não só a visibilidade deles, mas principalmente as conversões em vendas.

A razão é compreensível. O anúncio passa a ser visto por uma quantidade muito elevada de possíveis compradores, que recebem os anúncios após realizarem as suas buscas tradicionais naquele que é o maior buscador do mundo.

A comparação é muito útil não só para as empresas, como também para os usuários que podem comprar preços com facilidade por meio dela.

Só vantagens, não é mesmo?

Trazendo para uma visão mais prática, vamos imaginar que você tenha uma loja de roupas para pets. Quando o usuário pesquisar por esse termo no Google, diversas lojas que vendem esse tipo de produto aparecerão em uma lista para ele, incluindo, é claro, a sua. Uma vez que os anúncios aparecem para o usuário no efetivo momento em que ele está propenso a realizar uma compra, as chances de conversão são muito altas.

É claro que o Google Shopping não deve ser a única estratégia de vendas da sua loja. Mas com certeza pode ser uma das mais lucrativas, sendo uma tendência muito forte para aumentar de maneira expressiva o faturamento dela.

Para entender por que você deve investir nessa tendência, confira a seguir alguns dados que mostram como o Google Shopping tem impactado o e-commerce brasileiro.

Como o Google Shopping tem impactado o e-commerce brasileiro

Uma pesquisa sobre comportamento de busca dos brasileiros realizada em conjunto por três gigantes do universo digital (Opinion Box, SemRush e Heagehog Digital) apontou que hoje o Google Shopping é a funcionalidade de compras mais utilizada pelos usuários, com 40% de uso na hora de comprar online. Isso fez da plataforma a mais utilizada do Google pelos usuários no ano de 2020.

Além disso, de acordo com a pesquisa, a taxa média de conversão obtida por essa ferramenta é de 2,5%, sendo essa média 36% maior do que na comparação com as lojas online brasileiras.

E você quer uma notícia melhor ainda?

Empreendedores podem utilizar essa ferramenta pagando apenas pelas campanhas dos anúncios em particular. Ou seja, podem escolher quais são os produtos em que vale mais (ou menos) a pena investir. Ah, e tem mais: diferentemente do Google Ads, plataforma de anúncios do Google, no Google Shopping, quem determina quais são os termos mais relevantes para os anúncios é o próprio Google.

Alguns dados sobre lojas brasileiras no Google Shopping

O próprio Google tem uma cartela de orientações para que as lojas possam aproveitar ao máximo essa funcionalidade. De acordo com ele, é fundamental que todos os anúncios de produtos sejam preenchidos de forma completa, com o máximo de informações relevantes sobre eles. Assim, as chances de que o robozinho entenda que aquele produto é confiante e de qualidade se tornam muito maiores.

Entre os atributos mais valorizados pelo Google estão:

  • Presença de GTINs (número global do item comercial);
  • Cor e tamanho;
  • Marca;
  • Material e estampa;
  • Indicação de gênero.

Todas essas informações são relevantes porque funcionam como “palavras-chave” para que o usuário consiga encontrar os produtos facilmente.

Atualmente, os produtos que são patrocinados ganham destaque na página inicial do Google, sendo excelentes para quem quer aumentar de forma expressiva as vendas. Já os itens gratuitos aparecem em uma lista na sequência dos anúncios. Para visualizar qualquer um deles, o usuário deve fazer a pesquisa no Google e depois clicar na aba específica de “Shopping”. Muito fácil e intuitivo, vai dizer?

A seguir, confira ainda quais são os principais benefícios em utilizar o Google Shopping em sua estratégia de vendas online.

Gerar leads bem qualificados

O Google Shopping traz aos lojistas algo que até então não era comum na Internet: a entrega de leads sempre qualificados, ou seja, de usuários que de uma forma ou outra efetivamente estão procurando por aquele produto que o lojista tem.

Sendo assim, a principal vantagem dessa ferramenta é que ela entrega aos lojistas usuários que demonstraram algum tipo de interesse naqueles produtos específicos – que também já têm ideia de quanto devem pagar por ele.

Mais tráfego para a loja virtual

Um produto específico pode atrair a atenção do consumidor – que será direcionado para o site e poderá, ainda, inserir mais itens ao seu carrinho de compras.

Além disso, aumento nas conversões, possibilidade de monitoramento dos produtos e maiores chances de aparecer nos buscadores são benefícios observados.

O post Representatividade do Google Shopping no e-commerce brasileiro apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Representatividade do Google Shopping no e-commerce brasileiro. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.