Ads Top

Como atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos

O setor de odontologia vem crescendo nos últimos anos e ao mesmo tempo estão surgindo agências de marketing especializadas em marketing odontológico. Essas agências se tornaram especializadas em atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos, além de adotarem estratégias para encher a agenda de uma clínica odontológica de pacientes.

No entanto, nem todo mundo tem condições de contratar os serviços de um time de marketing especializado no segmento odontológico. Para quem está começando agora ou tem uma verba um pouco mais restrita, é importante tentar usar estratégias de publicidade por conta própria para aumentar as vendas e, então, ter o dinheiro para bancar uma campanha mais completa e abrangente.

Estratégias de marketing podem atrair clientes, inclusive, para a compra de produtos odontológicos.

Como atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos: 4 estratégias

1 – Invista tempo nas redes sociais

É nas redes sociais que acontece o contato direto com seu público-alvo. Hoje em dia é vital ter conta nas principais redes, como Facebook e Instagram e produzir conteúdo com frequência para passar credibilidade a seus futuros clientes.

É nessas redes que sua marca mostrará produtos, avaliações de clientes satisfeitos, contará como funciona o processo de compra e envio e lidará com o SAC.

O trabalho nas redes fortalece o nome do e-commerce, permitindo o compartilhamento da página por outros usuários, e tem alcance localizado por nichos, usando as hashtags específicas para seu público.

2 – Crie um blog

O blog é uma aba dentro do próprio site do e-commerce. Nele são publicados artigos de interesse de seu público, como textos abordando métodos de odontologia ou o uso de novos produtos.

A função desta etapa, além de manter seu público bem informado e interessado em sua marca, é elevar o ranqueamento de palavras-chave específicas, usando as técnicas de SEO, para que o site chegue ao topo na página de busca do Google (lembre-se de que são 100 bilhões de pesquisas por mês no buscador).

Com um blog bem estruturado e bem ranqueado, o site será visto como autoridade pela ferramenta de busca, e poderá passar da primeira posição para a ‘posição zero’, que é a caixa localizada antes dos links, mais conhecida como “As pessoas também perguntam”.

3 – Trabalhe com post patrocinado no Instagram

Além do engajamento orgânico, é necessário trabalhar com tráfego pago para otimizar a resposta das ações de marketing e obter retorno em curto prazo. Uma das principais ações de tráfego pago para e-commerce são os posts patrocinados no Instagram.

Esta é a ação de patrocinar um post já publicado ou criar um post específico, que não precisa aparecer no feed, para aumentar o alcance de exposição. Você pode gerenciar seus posts patrocinados na Central de Anúncios do Facebook Business Suite ou no aplicativo do Instagram. No gerenciamento você pode controlar detalhes dos anúncios como a região que serão exibidos, qual a faixa etária das pessoas que visualizarão, quais os interesses de seu público, duração e a verba a ser usada.

4 – Invista em Google Ads

Google Ads é o nome dado à plataforma de anúncios do Google. Ela trabalha tanto com anunciantes (empresas que querem promover seus produtos ou serviços) quanto com produtores de conteúdo que vincularão as campanhas e receberão pagamentos para isso.

No geral, o Google Ads conta com 5 grandes canais de veiculação de anúncios e 2 deles são muito recomendados para um e-commerce de produtos odontológicos (com 1 outro sendo um complemento interessante).

O primeiro caminho de anúncios do Google Ads que faz sentido para um e-commerce é anunciar no Google Shopping. A plataforma de compras do buscador tem alguns requisitos específicos, mas depois que o anúncio for aprovado, seu produto será exibido com muito destaque quando o usuário fizer uma pesquisa relacionada a ele.

Por exemplo, suponha que seu e-commerce tenha uma sessão completa de escovas de dente elétricas. É possível anunciar no Google Shopping para o termo “escova de dente elétrica” (que tem cerca de 40,5 mil buscas mensais no país). Todo usuário que fizer essa pesquisa verá uma listagem de produtos no Google Shopping logo em primeiro lugar na pesquisa. Se você converter, digamos, 0,1% de todas as pessoas que fizerem essa busca mensal no Google, você venderia algo como 40 escovas. Nada mal, não é mesmo?

O outro canal de divulgação do Google Ads que faz sentido para um e-commerce são os links patrocinados. Nesse caso, o anúncio assume a forma de resultados de pesquisas na 1ª página do Google.

Essa estratégia é indicada para termos e palavras-chave que não são relacionadas a produtos específicos. Por exemplo, “escova de dente elétrica” é um produto específico, mas “dental online” não. Então, nesses termos que não indicam produtos em específico, o melhor a fazer é usar os links patrocinados.

Por fim, vale mencionar um terceiro mecanismo do Google Ads que traz um bom retorno: os anúncios na Rede Display. Na prática, esses anúncios são formados por banners que aparecem em todos os tipos de sites, com base nos interesses dos usuários. Basta montar imagens bonitas, atraentes e com boas ofertas para puxar os consumidores para o seu site.

Para montar uma boa estratégia de anúncios no Google Ads, você precisará fazer uma pesquisa básica com base nos custos prováveis que sua campanha terá. Afinal, isso ajudará a ter uma previsão de orçamento em média para ter os resultados que você deseja.

Por exemplo, vamos voltar no termo “escova de dente elétrica”. Segundo as ferramentas de análise, o custo por clique desse termo é de algo como R$ 0,60. Isso significa que cada pessoa que clicar no anúncio custará R$ 0,60 para você.

Se você tiver uma taxa de conversão de 10% (ou seja, a cada 100 pessoas que veem o seu produto, 10 compram), você precisaria de 10 cliques para vender uma escova (em média). Isso significaria que você pode assumir um custo de R$6,00 de anúncio por escova de dente vendida. Essa é uma previsão, não significa que será assim mesmo, claro. No entanto, essa análise já dá uma perspectiva de quanto custará sua campanha.

E aí, aprendeu como atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos? Então coloque essas dicas em prática agora mesmo! Ah, não esqueça de deixar um comentário dizendo qual das dicas foi mais útil para você!

O post Como atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como atrair clientes para um e-commerce de produtos odontológicos. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.