Ads Top

Como utilizar cache para otimizar o seu e-commerce?

Você sabe quanto tempo demora o carregamento do seu site? A lentidão é um dos grandes responsáveis pela baixa taxa de conversão, especialmente em um ambiente digital tão competitivo, no qual os internautas buscam cada vez mais sites rápidos e intuitivos. Se você sofre com esse problema, não se preocupe, pois existe solução.

O armazenamento em cache traz muitas vantagens para o seu e-commerce, mas a principal melhoria gerada por esse recurso é a otimização do carregamento do site, fundamental para um alto nível de aceitação da plataforma pelo público-alvo e para conquistar um posicionamento mais proveitoso nos motores de busca.

A pesquisa Google com a SOASTA Research (2017) revelou que o tempo de carregamento ideal é de até três segundos. Quando um usuário precisa esperar cerca de cinco segundos, a taxa de rejeição atinge 90%. Em um e-commerce cada acesso não realizado simboliza um potencial comprador a menos.

Assim, o cache, como intermediário entre o operador de processos e o sistema de armazenamento, pode ser empregado para reduzir o tempo de resposta, impulsionando o carregamento do site. Isso ocorre por meio da reutilização eficiente de dados. Quando uma página é completamente exibida, as informações são transferidas de maneira automática para o cache do navegador, diminuindo a carga sobre o servidor de hospedagem.

Geralmente, depois do primeiro acesso, os componentes estáticos ficam registrados, o que facilita a navegação nas próximas visitas. Os itens recolhidos englobam referências sobre produtos, cadastros auxiliares, cálculos que se repetem com as mesmas variáveis, consultas a bancos de dados, solicitações ou respostas de API (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicações), formatos como HTML e JavaScript. Contudo, o cache não é compatível com alguns tipos de imagens, ícones e selos, mantidos em CDNs (Content Delivery Networks), que variam de acordo com a plataforma e o projeto em questão.

O uso adequado desse recurso também inclui entender a validade dos dados. Por isso, é essencial ter controles como Time to live (TTLs – vida útil) — para eliminar informações irrelevantes –, Recovery Point Objective (RPO) — para determinar a frequência de backups — e Recovery Time Objective (RTO), que define o tempo necessário para uma plataforma voltar a atuar normalmente depois de um problema no sistema de armazenamento.

Quando utilizado de forma correta, o cache traz muitos benefícios, como o aumento da performance, fortemente ligado ao tempo de carregamento. Apesar de três segundos serem considerados aceitáveis, um site ideal deve levar apenas um terço desse período para estar completamente disponível ao usuário. Logo, o cache precisa memorizar o máximo possível de elementos e ser implementado inclusive em lojas que já estão no ar.

A ferramenta também gera redução de custos e de hotsposts em bancos de dados, redução de carga back-end, facilidade de administração em horários de pico, previsibilidade de performance e aumento do throughput de leitura (IOPS). Todos esses tópicos se refletem na expansão das taxas de conversão, pois os consumidores se sentem mais acolhidos em sites rápidos e otimizados. Por isso, o cache deve ser usado sempre, em todos os projetos de e-commerce.

Ao lado de outras boas práticas para manutenção e implementação de lojas online, como código claro, SEO e usabilidade, o cache é ideal para plataformas sobrecarregadas, lentas, uma vez que contribui para o aumento do tempo de navegação, da satisfação dos clientes e, consequentemente, dos resultados. Portanto, se você está com problemas na taxa de conversão, a solução pode ser mais fácil do que você imagina.

Leia também: Consumidores esperam a mesma flexibilidade dos lojistas após a pandemia, mostra relatório.

O post Como utilizar cache para otimizar o seu e-commerce? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como utilizar cache para otimizar o seu e-commerce?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.