Ads Top

Como profissionalizar o seu e-commerce

As previsões de crescimento para o comércio eletrônico em 2020 já eram otimistas antes da pandemia, mas o sucesso foi acima das projeções. Segundo um levantamento realizado pela Câmara Brasileira da Economia Digital, em parceria com a Neotrust, foram movimentados R$ 115,3 bilhões de janeiro a novembro do ano passado – crescimento de 120% em relação a 2019. Daí a necessidade cada vez maior de se profissionalizar o seu e-commerce.

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) mostrou outros dados otimistas: entre abril e setembro (segundo e terceiro trimestres), 11,5 milhões de pessoas fizeram sua primeira compra online. Também foram registradas mais de 150 mil novas lojas online no período.

O cenário é realmente maravilhoso, estimulando o crescimento de diversos empreendedores, mas para garantir a longevidade dos negócios online o seller não pode esquecer de algo básico: o plano de negócios.

Na corrida por entrar no e-commerce e driblar a crise, muitos empresários não tiveram tempo para pensar no bem-estar do negócio a médio e longo prazo – o que pode ser um grande problema. Sua loja virtual teve bons resultados em 2020? Então saiba como profissionalizar a operação e se manter nas estatísticas positivas!

Plano de negócios para loja virtual

O e-commerce é um segmento que respira inovação e um pouco de ousadia, mas não incertezas. Por isso, é vital organizar um bom plano de negócios para que ele sirva como um guia de gestão. Ele serve para planejar tanto a estrutura quanto as jogadas estratégicas da sua loja virtual. Quem serão seus fornecedores? Qual o público-alvo? Como será o calendário para ações de marketing? Quais as metas e como concretizá-las?

Essas são algumas das perguntas que precisam ser respondidas para você saber onde seu negócio está, aonde ele pode chegar, quanto isso vai custar e como e quando conquistar esse espaço. Com o plano de negócio em mãos, você reduz as incertezas e aumenta a maturidade da sua operação.

Existem quatro partes fundamentais para a concepção desse “dossiê”:

  • SOBRE O SEU NEGÓCIO

  • Reúna todas as informações sobre o empreendimento. Desde os dados legais, como CNPJ e capital social, até missão e valores. É necessário, ainda, identificar itens como seu segmento de e-commerce, relação de fornecedores, prestadores de logística, projeto orçamentário, ciclo financeiro e demais despesas para manter a operação funcionando.

  • ANÁLISE DE MERCADO

  • Estude o público alvo a fundo: produtos que mais compram, recorrência, preferências, meios de pagamento mais utilizados, enfim, tudo o que possa refletir na decisão de compra. Além dos consumidores, observe os principais concorrentes diretos – incluindo seus pontos fortes e fracos. Com base na análise do seu próprio negócio, do público-alvo e da concorrência, sinalize quais diferenciais podem fazer sua marca se destacar em relação às outras.

  • ESTRATÉGIAS E MARKETING

  • Dificilmente um e-commerce alcança a longevidade sem estratégias. Portanto, quando criar seu plano de negócios pense nas estratégias de gestão e no plano de marketing digital como assuntos complementares. Um influencia e precisa do outro.

    Quanto à gestão, certifique-se de que todos os produtos possuem fotos, descrição técnica, margem de lucro bem definida e cadastro no sistema de gestão para controlar entradas e saídas. No planejamento de marketing, construa um bom calendário de ações e alinhe os cronogramas com a equipe de vendas.

  • OBJETIVOS

  • Faça uma projeção realista do tempo de retorno do investimento. O plano de negócios organiza um panorama da sua operação, mas não deve ficar esquecido na gaveta. Para atingir que as metas sejam alcançadas, revise periodicamente os objetivos, compare os dados do seu negócio com as métricas do mercado e, se necessário, faça ajustes nas estratégias.

    Invista em tecnologia e saia na frente

    Uma pesquisa elaborada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas revelou que 84% dos empreendedores que estrearam no e-commerce em 2020 utilizam o WhatsApp como plataforma de vendas. Instagram (54%) e Facebook (51%) vêm logo em seguida na preferência dos novos sellers e prestadores de serviços online.

    O estudo mostrou outros dados interessantes: 55% das micro e pequenas empresas utilizam sistema de gestão e somente 25% contam com serviço de CRM. Já que estamos falando sobre profissionalizar uma loja virtual, vale a pena ficar de olho nas soluções tecnológicas para sair na frente da concorrência.

    ERP

    Ter um sistema de gestão (ERP) integrado ao seu negócio é o primeiro passo para otimizar o dia a dia da operação. Estoque, financeiro, logística, emissão de documentos fiscais e boleto registrado são algumas das funcionalidades que os ERPs oferecem para simplificar o gerenciamento da sua loja virtual.

    Existem muitas opções desse software no mercado brasileiro, desde os especializados em pequenos negócios até os mais robustos. Pesquise bastante e escolha aquele que oferece a melhor relação entre custo e benefício.

    HUB

    Já o hub é um software voltado para quem vende em mais de um canal (loja virtual própria + marketplaces, somente em vários marketplaces ou varejo físico + varejo online). O hub é integrado ao ERP para que você possa gerenciar todos os canais em um só sistema. Uma solução fantástica para economizar tempo e ganhar precisão.

    CRM

    Essa ferramenta oferece um panorama completo de vendas, marketing, atendimento ao cliente e demais pontos de contato com os usuários. O sistema reúne dados sobre clientes atuais e em potencial para que as equipes de vendas e marketing tenham abordagens mais assertivas.

    Faça 2021 ser o ano do seu e-commerce!

    Aproveite o boom  para profissionalizar o seu e-commerce. Se você não tiver um negócio bem estruturado, em algum momento a gestão vai falhar. Por isso, estruture sua operação para que ela cresça em 2021 e se mantenha relevante.

    O post Como profissionalizar o seu e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

    Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como profissionalizar o seu e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

    Nenhum comentário:

    Tecnologia do Blogger.