Ads Top

Lei Geral de Proteção de Dados: o impacto nas agências de Marketing Digital

A Lei de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em 18 de setembro de 2020. Aprovada em 2018 no governo Michel Temer, e modificada em 2019, pelo atual presidente, a Lei determina que o usuário tem direitos sobre o uso e a manipulação de seus dados — e as empresas devem seguir regras com relação à coleta e o tratamento desses dados.

O objetivo da Lei é proteger o usuário, garantindo seu direito de liberdade e privacidade. As empresas que dependem da coleta de dados dos clientes são as maiores afetadas pela LGPD e precisam conhecer a regulamentação, pois estão passíveis de multas e punições.

No meu artigo de hoje, vou falar sobre a regulamentação, o que mudou com a Lei de Proteção de Dados e quais são os impactos para as agências de Marketing Digital.

Como principal benefício para o consumidor está a segurança jurídica com relação ao uso de suas informações.

O que é a Lei de Proteção de Dados?

A LGPD é uma regulamentação que determina regras para a coleta, armazenamento, tratamento e o compartilhamento de dados pessoais, com o objetivo de proteger os usuários. Segundo a lei, dado pessoal é toda e qualquer informação que possa identificar o indivíduo e o não cumprimento desta gera penalidades para as empresas.

A criação da lei foi influenciada pela General Data Protection Regulation (GDPR) Europeia, que tem o mesmo objetivo e entrou em vigor em 2019. A GDPR é considerada a lei de proteção de dados mais importante e está sendo usada como modelo para muitos países criarem suas próprias regulamentações.

O que a LGPD traz de benefício para a vida do consumidor e usuário de serviços de Internet? 

Como principal benefício para o consumidor está a segurança jurídica com relação ao uso de suas informações. Antes da LGPD, o consumidor não tinha muito controle de suas informações, não sabia quem estava de fato capturando seus dados e com quem estava compartilhando e caso quisesse fazer alguma alteração nos dados ou até excluí-los do servidor da empresa não era um processo simples e garantido.

Quantas vezes você solicitou a exclusão de seus dados dos arquivos de empresas de telemarketing, por exemplo, e continuou recebendo ligações deles?

A LGPD torna a relação entre a empresa e o consumidor mais transparente, pois ele consegue saber exatamente quais dados estão sendo coletados, o motivo da coleta e  quem está compartilhando.

Além disso, uma mudança que tem impacto direto na vida do consumidor é a assinatura de termos de contratos. Esse processo será mais rápido e fácil porque as empresas estão proibidas de redigir termos muito longos e de difícil compreensão. Se isso continuar acontecendo o consumidor pode acionar um órgão regulamentador e notificar sobre a impossibilidade de compreensão daquelas informações.

O que mudou com a lei de proteção de dados?

A partir deste momento em que a lei entrou em vigor, as empresas devem seguir seu texto e se atentar para as situações em que a coleta e o tratamento de dados é lícito. Os principais são o fornecimento de consentimento e o legítimo interesse.

Isso quer dizer que, de agora em diante, as empresas terão que obter o consentimento explícito do titular dos dados ou de seu responsável legal — no caso de menores de idade.

As empresas terão que mudar sua comunicação, antes de mais nada, para informar ao cliente — de forma clara e explícita — o que será feito com aquelas informações, por que será feito e solicitar sua autorização.

É importante que a LGPD não seja vista como um obstáculo, mas como algo positivo e necessário para o Marketing Digital.

Qual o impacto da Lei de Proteção de Dados no Marketing Digital?

A LGPD está causando mudanças estruturais nas empresas, tanto com relação aos processos, quanto à cultura interna. Porém, muitas organizações ainda não estão totalmente preparadas para lidar com a nova regulamentação. O que é preocupante, levando em consideração que ela já está em vigor.

É importante que a LGPD não seja vista como um obstáculo, mas como algo positivo e necessário para o Marketing Digital. Os dados pessoais vêm ganhando importância não só social, mas também econômica e política. E, por serem em grande medida essenciais para o Marketing Digital, é natural que haja uma preocupação maior com o seu titular. Assim, estar em conformidade com a LGPD é fornecer um serviço saudável e de qualidade.

Pensando nisso, relaciono alguns pontos que as empresas de Marketing Digital devem assegurar para cumprir com a nova lei:

  • Obter a autorização dos clientes para utilizar seus dados;
  • Repensar as estratégias e moldá-las de acordo com as regras da LGPD;
  • Reavaliar as soluções contratadas e ter certeza de que os fornecedores estão alinhados com a nova lei;
  • Oferecer meios para o cliente sair ou tirar suas informações de sua base de dados;
  • Dar autonomia para o cliente controlar e decidir como os dados serão utilizados.

Além disso, ações como a compra de listas de contatos e informações de clientes — que já era uma prática indevida — não serão mais permitidas. Isso quer dizer que deixa de ser uma prática não recomendada e se torna ilegal.

A mudança na cultura das empresas e seus colaboradores é outro desafio. Antigos fluxos precisam ser remodelados para permitir uma governança ainda melhor dos dados pessoais e essa reestruturação ocorre pouco a pouco, com o auxílio de profissionais da área da segurança da informação e do direito digital.

O que recomendo para as empresas que ainda estão se adequando é: busquem orientação e apoio jurídico para garantir o cumprimento da lei. O auxílio de um profissional será fundamental neste momento.

O post Lei Geral de Proteção de Dados: o impacto nas agências de Marketing Digital apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Lei Geral de Proteção de Dados: o impacto nas agências de Marketing Digital. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.