Ads Top

Facebook Marketplace: Como funciona e dicas para vender muito mais

O crescimento do e-commerce e das redes sociais no Brasil aponta para uma tendência sem volta: a compra e venda de produtos pela internet. Porém, quando falamos em vender pela internet, muitas pessoas acham que precisam ter uma loja virtual. Saiba que você não precisa de uma plataforma própria se quiser começar a fazer suas vendas online. Plataformas como OLX, MercadoLivre e, mais recentemente, o Facebook Marketplace, são formas simples e acessíveis de você também vender usando a internet e as rede sociais.

Seja você uma empresa que quer atrair mais clientes ou uma pessoa que quer apenas vender coisas que não usa mais, plataformas de compra e venda são um atalho para sua loja virtual. Neste post, quero compartilhar um pouco da minha experiência usando o Facebook Marketplace para vender itens que não usava mais. Ao longo do último ano, foram mais de 40 mil reais vendidos com a ajuda do Facebook Marketplace. A partir dessa experiência, separei algumas dicas práticas para você vender muito mais no Marketplace Facebook.

Você pode se inspirar nessas dicas para promover as vendas o seu negócio. Também poderá usar essas dicas para criar anúncios mais efetivos e, quem sabe, levantar um dinheiro extra com coisas que não usa mais na sua casa ou empresa, como foi o meu caso.

O que é o Facebook Marketplace?

Grupos de compra e venda, os famosos “grupo do rolo” foram os primeiros canais de compra e venda “informais” dentro do Facebook. Com a chegada do Facebook Marketplace, os grupos ainda são utilizados, mas têm menos recursos que o marketplace.

O marketplace do Facebook é uma área de compra e venda dentro da rede social. Nela, você encontra produtos à venda na sua região e também pode divulgar os seus produtos. Vamos supor que você tenha um item na sua empresa que não usa mais. Pelo marketplace do Facebook, você pode divulgar esse produto usando os recursos da plataforma e fazer a venda.

Saiba mais: Como vender mais usando o Facebook Marketplace

Como funciona o Facebook Marketplace?

Em linhas gerais, o marketplace é uma vitrine onde você pode expor seus produtos. Até o momento, não é possível fazer ou receber pagamentos por lá, como é feito em um site de e-commerce (darei dicas de como receber os pagamentos das suas vendas mais adiante).

Através da plataforma, você exibe o que quer vender e, se alguém se interessar pelo seu anúncio, pode combinar os termos de compra pelo Messenger ou outro meio de sua preferência, como WhatsApp, por exemplo. O pagamento e a entrega precisam ser combinados entre você e o comprador, já que o papel do marketplace é de apenas disponibilizar o anúncio.

Quais são as regras do Facebook Marketplace?

Quando se trata do marketplace, assim como nos anúncios no Facebook e Instagram, há regras que precisam ser cumpridas para que seus produtos sejam exibidos sem problemas. Neste link, você encontra as Políticas Comerciais do Facebook.

Há uma lista de itens que não podem ser comercializados no marketplace e outros que podem ser vendidos, mas com restrições. Recomendo salvar esse link em seus favoritos e consultar de vez em quando, pois as regras podem mudar. Alguns itens são proibidos por motivos óbvios, mas outros podem ser uma surpresa para você.

O que você não pode vender no Facebook Marketplace (segundo as Políticas Comerciais):

  • Produtos para adultos: Os classificados não devem promover a compra, venda ou uso de produtos para adultos.
  • Bebidas alcoólicas: Os classificados não devem promover a compra ou venda de álcool.
  • Animais: Os classificados não devem promover a compra ou venda de animais.
  • Partes ou fluidos corporais: Os classificados não devem promover a compra ou venda de partes ou fluidos corporais humanos.
  • Mídia digital e dispositivos eletrônicos: Os classificados não devem promover a compra ou venda de dispositivos que facilitem ou incentivem transmissões de conteúdo digital de maneira não autorizada ou interferências na funcionalidade de dispositivos eletrônicos.
  • Discriminação: Os classificados e as conversas do Messenger sobre comércio não devem discriminar injustamente ou sugerir uma preferência por ou em desfavor de pessoas com base em características pessoais, incluindo, entre outras, raça, etnia, cor, nacionalidade, cidadania, religião, gênero, orientação sexual, identidade de gênero, status familiar, estado civil, deficiência e condição médica ou genética. Os classificados devem estar em conformidade com todas as leis aplicáveis que proíbam a discriminação. Isso inclui, entre outros, discriminação envolvendo classificados de moradia.
  • Documentos, moedas e instrumentos financeiros: Os classificados não devem promover a compra ou venda de documentos, moedas, instrumentos financeiros e moedas virtuais, reais ou falsos.
  • Jogos de azar: Os classificados não devem promover a compra, venda ou facilitação de jogos de azar online por dinheiro ou valor, incluindo moedas digitais. Jogos de azar online incluem apostas, loterias, sorteios, cassinos, esporte fantasy, bingo, poker, bolões em um ambiente virtual.
  • Materiais e produtos perigosos: Os classificados não devem promover a compra ou venda de substâncias ou materiais perigosos.
  • Exploração humana e serviços sexuais: Os classificados não devem promover qualquer forma de tráfico humano, prostituição, serviços de acompanhantes ou sexuais.
  • Suplementos para ingestão: Os classificados não devem promover a compra ou venda de suplementos para ingestão.
  • Trabalhos: Os classificados de produtos comerciais não devem promover oportunidades de emprego. Essa proibição inclui oportunidades de emprego que descrevam produtos ou modelos de negócios associados, bem como oportunidades de emprego enganosas, ilusórias, fraudulentas ou com um modelo de negócios pouco claro.
  • Produtos médicos e para saúde: Os classificados não devem promover produtos e serviços médicos e para saúde, inclusive dispositivos médicos e produtos para abandono do tabagismo contendo nicotina.
  • Enganoso, fraudulento ou ofensivo: Os classificados não devem conter produtos e ofertas enganosos, falsos, ilusórios ou ofensivos.
  • Nenhum item à venda: Os classificados não devem promover notícias, humor ou outro conteúdo que não ofereça nenhum produto para venda.
  • Produtos sujeitos à prescrição médica, medicamentos e acessórios para drogas: Os classificados não devem promover a compra ou venda de produtos sujeitos à prescrição médica, drogas ou itens relacionados.

Saiba mais: Instagram lança nova aba para Compras no aplicativo

  • Produtos com posicionamento extremamente sexualizado: Os classificados não podem ter produtos ou serviços posicionados de maneira sexualmente sugestiva.
  • Produtos de recall: Os classificados não devem promover a compra ou venda de produtos de recall.
  • Serviços: Serviços não devem ser organizados em listas.
  • Bens roubados: Os classificados não devem promover a compra ou venda de itens roubados.
  • Assinaturas ou produtos digitais: Os classificados não devem promover a compra ou venda de conteúdo digital que pode ser baixado, assinaturas e contas digitais.
  • Violação de terceiros: Os classificados não podem conter conteúdo que infrinja ou viole os direitos de propriedade intelectual de terceiros, incluindo direitos autorais ou marcas comerciais. Isso inclui, mas não se limita à promoção ou venda de falsificações, como as de bens que copiam a marca comercial (nome ou logotipo) e/ou detalhes característicos de produtos de outras empresas para imitar um produto genuíno.
  • Produtos de tabaco e parafernália relacionada: Os classificados não devem promover a compra ou venda de produtos de tabaco ou itens relacionados.
  • Armas, munições e explosivos: Os classificados não podem promover a compra, a venda ou o uso de armas, munição e explosivos.

Como acessar Marketplace Facebook?

Se você já tem uma conta no Facebook, você poderá acessar o marketplace sem precisar criar nenhum outro cadastro. No computador, basta clicar no ícone do marketplace (uma espécie de banquinha) disponível no lado esquerdo da tela ou na parte superior.

Se quiser acessar o Facebook Marketplace app pelo celular, basta acessar o aplicativo do Facebook em seu celular. Em seguida, procure o ícone do Marketplace ou clique nos “três risquinhos” no canto inferior direito da tela. Um menu com mais opções irá surgir e nele, você encontrará o ícone de acesso ao Marketplace.

Como vender pelo Marketplace do Facebook?

Se o que você vai vender está de acordo com as políticas do Facebook Marketplace, você já pode começar a cadastrar seus anúncios. Cada produto oferecido terá uma página com todas as informações que você cadastrar e as fotos que você vai utilizar para mostrar o que está vendendo. Existem algumas dicas sobre a criação do seu anúncio que vão te ajudar a vender ainda mais. Mais abaixo compartilho algumas estratégias para aumentar suas vendas.

Um ponto importante é que quando você cria um anúncio no marketplace do Facebook, ele fica vinculado ao seu perfil do Facebook. Desta forma, toda a comunicação entre você e os interessados será feita a partir deste perfil. Se, por algum motivo você não quiser usar seu perfil pessoal, recomendo que crie um perfil apenas para este fim. No entanto, quanto “menos real” for esse perfil, mais desconfiança para o comprador. Desta forma, avalie se vale a pena criar um perfil exclusivo para suas vendas ou se usar o seu perfil pessoal não é melhor.

Saiba mais: Mensagens do Instagram: como vender mais

Há um programa para empresas que querem usar o marketplace, mas ele ainda não está disponível no Brasil. Você pode se inscrever em uma lista de espera e, quando essa opção chegar por aqui, você pode saber mais. Cadastre-se na lista de interesse para esse recurso aqui. 

Como criar um anúncio no Facebook Marketplace para um produto.

Passo 1. Acesse o marketplace e clique em “Criar novo classificado”;

Passo 2. Escolha o tipo de classificado que irá usar (vender um item, um veículo ou imóvel para locação);

Passo 3. Adicione as fotos do que está anunciando. Você pode adicionar até 10 fotos.

Passo 4. Insira um título para o anúncio. De preferência, algo curto que deixe claro sobre o que se trata o anúncio.

Passo 5. Defina o valor que irá custar o item à venda;

Passo 6. Escolha a categoria do produto;

Passo 7. Forneça uma descrição para o que está vendendo;

Passo 8. Mostre a localização de onde você está ou de onde é sua loja;

Passo 9. Se o que você está vendendo existe em mais quantidade (você é uma empresa, por exemplo), selecione a opção “Anunciar como Em estoque”. Já se o item que está à venda é algo único (uma cadeira que você não usa mais) selecione a opção “Anunciar como item único”.

Passo 10. Clique em “Publicar” para o anúncio ir para análise e, quando aprovado, ele irá aparecer no marketplace.

Agora, se você for anunciar um imóvel ou um veículo, as informações que precisa fornecer são diferentes. Contudo, preencher os dados não é difícil. O que fará a diferença é como você preenche. Mais adiante eu compartilho algumas ideias que me ajudaram a vender mais de 40 mil reais no Marketplace no ano passado.

Anúncios no marketplace Facebook

Se você for uma empresa ou quiser usar o marketplace para vender seus produtos, saiba que é possível contar com anúncios no marketplace do Facebook. Esta é uma forma de impulsionar suas vendas investindo em campanhas e anúncios pagos que rodam dentro da plataforma de compra e venda do Facebook. Porém, no momento não é possível promover seus produtos cadastrados no marketplace.

Saiba mais: Anúncios no Facebook e Instagram: 6 erros comuns que te fazem perder dinheiro

Só é possível rodar seus anúncios dentro da plataforma. O Facebook Marketplace funciona como uma opção de posicionamento dentro do Facebook. Assim como você pode rodar anúncios no feed de notícias, em vídeos e no Messenger, o marketplace funciona apenas como mais um lugar para mostrar seus anúncios. Ainda não é possível criar um classificado e promovê-lo no marketplace.

Impulsionar classificados do Marketplace

Apesar de não estar disponível em meus anúncios, na Central de Ajuda do Facebook há um tópico que fala sobre uma possibilidade de impulsionar seus classificados no marketplace. Segundo a Central de Ajuda do Facebook, para impulsionar um classificado (se esta opção estiver disponível para você):

“Depois de publicar um item no Marketplace, o botão Impulsionar classificado poderá aparecer no classificado. Quando você impulsiona um classificado do Marketplace, ele é transformado em um anúncio do Facebook. Assim, mais pessoas nas imediações podem ver o que você publicou.”

Para impulsionar seu classificado:

Passo 1. Abra os itens anunciados no Marketplace.

Passo 2. Clique em Impulsionar classificado.

Passo 3. Defina o orçamento total.

Passo 4. Escolha por quanto tempo o anúncio será veiculado.

Passo 5. Escolha a forma de pagamento.

Passo 6. Veja uma prévia do classificado impulsionado.

Passo 7. Clique em Impulsionar classificado.

O classificado impulsionado será veiculado no Feed de Notícias do Facebook e no Marketplace.

Como vender mais no Facebook Marketplace: táticas que aprendi na prática

Como disse no início do texto, no último ano vendi 40 mil reais em itens que não usava mais. Eram principalmente equipamentos eletrônicos como computadores, equipamentos de filmagem e de escritório. Não sou uma vendedora profissional no marketplace, mas com algumas táticas que aprendi na prática, acredito que possa te ajudar a vender mais na rede social.

Use sempre fotos de qualidade

As imagens que você utiliza para ilustrar seu anúncio fazem diferença. Muitas pessoas colocam apenas 1 foto ou imagens que pegam do Google. Acho isso pouco efetivo, pois a pessoa quer ver o máximo de informações sobre o que está comprando. Tire várias fotos e use o limite de 10 imagens por anúncio. Dá mais trabalho, mas quanto mais informações seu cliente tiver para tomar a decisão, melhor. Tire fotos de perto, mostrando os detalhes do que está à venda. Use um pano de fundo neutro para destacar as cores e detalhes. Cuide da iluminação o ambiente para que as fotos pareçam o mais profissionais possíveis, mesmo que você esteja usando um celular. Saiba que a maioria das pessoas não cuida disso. Esse descuido dos concorrentes dará uma vantagem para o seu anúncio, pois ele vai parecer muito mais atrativo.

Use gatilhos mentais

Escassez

Gatilhos mentais ajudam a chamar a atenção das pessoas para seu anúncio. Elas serão atraídas por uma boa imagem, mas a descrição e o título do anúncio farão o papel de conversão. Em meus anúncios gosto de usar palavras como: oportunidade, última unidade, promoção. Parecem coisas simples, mas isso ativa a escassez do comprador e costuma funcionar.

Razão

Outro gatilho que gosto de usar é o do porque, a razão pela qual estou vendendo o item. Isso costuma funcionar para produtos usados, mas pode funcionar para produtos novos. Quando vendi alguns computadores da empresa, sempre colocava o motivo da venda. Quando é um eletrônico, as pessoas podem pensar que está à venda porque tem alguma coisa estragada. No caso, sempre colocava que o motivo da venda era a troca por outro modelo. Por exemplo, motivo da venda: vou trocar este computador com Windows por um da Apple.

Especificidade

Seja específico na descrição do anúncio. Diga em detalhes o que é o produto, quanto pesa, quanto mede, quais os materiais. Deixe claro também como a pessoa pode pagar, se pode usar cartão, transferência, pagamento em dinheiro. Se ela precisa retirar, se você faz entrega, quanto custa a entrega ou qual o endereço para retirada. Evite muitas divagações, mas dar detalhes ajuda a eliminar várias perguntas repetidas que as pessoas podem fazer antes de comprar.

Preço âncora

Antes de cadastrar um produto, pesquise na sua região quanto as pessoas estão cobrando em média por produtos semelhantes. Veja os anúncios concorrentes e o valor cobrado. Você irá encontrar provavelmente muitos anúncios descuidados. No meu caso, eu sempre colocava o preço no anúncio 10% acima do preço que gostaria de vender. Assim, na negociação, eu tinha uma margem para desconto. Para isso funcionar, você precisa caprichar nas imagens, senão seu produto pode parecer caro demais, mesmo com um preço dentro da média de mercado.

Outra forma de melhorar sua margem é ter alguns produtos mais baratos para dar como brinde. Quando eu ia vender produtos mais caros, sempre tinha algo de brinde. Ao vender um computador, se o cliente ficasse batendo muito na tecla do desconto, eu dizia que não podia fazer mais desconto, mas daria um brinde. O brinde neste caso, era um mouse de 10 reais. Sempre funcionava.

Formas de pagamento

Se você tem um negócio, fica mais fácil, pois terá uma máquina de cartão provavelmente. Agora se você é uma pessoa física que quer vender coisas que não usa, ter formas de pagamento que aceitem cartão ajuda. No meu caso, eu comecei a vender usando o aplicativo “Vendas” do Pagseguro. Ele funciona como uma máquina de cartão, só que pelo celular. Basta ter uma conta no PagSeguro, baixar o app e digitar os dados do cartão.

Você pode escolher em quantas vezes quer parcelar e, se você ou o cliente irá arcar com os juros. No meu caso, eu sempre dava um desconto à vista no pagamento com transferência ou em dinheiro. Se a pessoa quisesse passar no cartão, por conta das taxas que eu pago ao receber, não tinha desconto. Se ela quisesse parcelar, ela quem arcava com os juros.

Outra forma de receber suas vendas via cartão é pelo PicPay. Você pode enviar uma cobrança para o cliente e ele pode pagar também com cartão ou saldo. Tem taxas também, mas permite que você venda no cartão sem ter que ter contrato com bancos e maquininha de cartão.

Saiba mais: Empreendedorismo Digital: Ideias para criar seu próprio negócio online

O Facebook Marketplace é seguro?

Esta é uma pergunta que me fazia sempre. Porém, com alguns cuidados, acredito que é seguro sim, tanto para quem vende, quanto para quem compra. As dicas de segurança para fazer suas compras e vendas são já conhecidas, mas vou reforçar aqui.

Local de entrega dos produtos

Se você não tem uma loja, você irá combinar a entrega dos produtos com o comprador. Sempre evite lugares desconhecidos e marque, de preferência, em lugares públicos como shoppings, estações de metrô, ônibus. Se possível, defina você o lugar de entrega, assim você sabe que é um lugar seguro. No meu caso, como moro em prédio, nunca forneci os dados do meu apartamento e, as entregas eram sempre feitas durante o dia, na portaria. Sabia que sempre haveria alguém e câmeras ali para me ajudar em algum problema.

Dados pessoais

Nunca forneça dados pessoais como CPF, endereço completo, números de cartão de crédito ou outros dados sensíveis. Por questões de privacidade, optei por manter todas as conversas com os potenciais compradores no Messenger do Facebook. Apesar de muitas pessoas pedirem para conversar pelo WhatsApp, sempre busquei manter a negociação pelo Messenger. Assim, quando a compra era concretizada, fechava a conversa e a pessoa não fica com meu número de telefone.

Pagamento dos produtos

Não faça a entrega de nenhum produto até receber a confirmação de pagamento. Já deixe acertado como será feito o pagamento antes da entrega e, se der algum problema, não entregue nada antes de receber a confirmação de que o pagamento foi aprovado. Muita gente pode dar alguma desculpa na hora de retirar o produto e diz que irá pagar depois. Cuidado com esse tipo de golpe.

Acredite nas pessoas

Mesmo ouvindo histórias de dar medo, saiba que pela minha experiência, 100% das minhas vendas foram para pessoas do bem. Algumas mais estranhas, menos simpáticas, mais diretas. Porém, nunca tive nenhum problema. Neste ponto, acredito sim que a maioria das pessoas são boas e temos que tomar certos cuidados com todos.

Mas, de forma geral, vender pelo Marketplace do Facebook é também uma forma de consumo consciente ao vender coisas que não usamos mais. Além disso, para quem tem um negócio, uma forma gratuita de promover seus produtos.

Esta foi minha experiência com o Facebook Marketplace. Espero que as dicas deste post tenham te ajudado a enxergar as oportunidades dessa plataforma incrível. Além do que falamos aqui, há muito mais sobre esse tema e, o espaço de comentários está aberto para que você também compartilhe suas dúvidas e experiências com o marketplace do Facebook. Boas vendas.

O post Facebook Marketplace: Como funciona e dicas para vender muito mais apareceu primeiro em Camila Porto.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Facebook Marketplace: Como funciona e dicas para vender muito mais. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.