Ads Top

Como começar um e-commerce sem muitos recursos (dinheiro) usando o Google

Eis que, por conta da pandemia da Covid-19, muitos foram obrigados a tirar do planejamento aquele projeto de transformação digital. Ou, simplesmente, implantar um à força, sob o risco de ver seu faturamento cair bruscamente ou simplesmente desaparecer.

Por conta disso, de 10 mil e-commerces lançados por mês, fomos a 50 mil novas lojas virtuais lançadas mensalmente, pós-decreto de pandemia. Incluindo as lojas de aplicativos de entrega, páginas tradicionais e marketplaces.

Se todas estão “rodando” bem, com operação saudável, planejamento e gerando resultados, aí é outra história. Mas é fato que com esse volume de novos negócios, concorrência e disputa pelo consumidor, o budget para investimento pode ter aumentado consideravelmente.

E como fazer quando a carteira, até por conta da situação que atravessamos no momento, não está tão boa assim?

Infelizmente, fazer tudo de graça ainda não é possível na internet (até é, mas não reclame se o negócio não engrenar). Portanto, a ideia aqui é sugerir ferramentas gratuitas (ou com algumas partes delas) para auxiliar no início difícil de implantar a transformação digital em sua loja.

Por conta das diversas ferramentas relevantes que levantei, vou dividir o artigo em duas partes: as ferramentas Google e os outros programas que não são do universo da gigante de buscas. Então, segue abaixo os principais aplicativos do universo do principal buscador da web, numa ordem de uso. Não necessariamente obrigatória:

Google

Meio óbvio isso, mas essa é a principal ferramenta não só para seu negócio, mas para tudo que faz na internet. Inclusive nos ajustes de seu site, já que o SEO, UX, Imagens, etc. são feitos para que se consiga a melhor posição possível dentro do buscador. 94% das buscas na internet, subindo para 96% se considerar só as buscas mobile, são feitas nele. Também é lá que será pesquisado sobre tudo que for possível para auxiliar o seu negócio. Logo, a primeira ferramenta a ser utilizada é essa.

Meu Negócio

O Google Meu Negócio é a transição — ou a integração — do seu negócio físico com o online. Gratuito, é lá que você insere os dados básicos da sua loja, criando uma espécie de card e integrando com o buscador e o Google Maps — endereço, mini bio, horário de funcionamento, imagens, interação com clientes, telefone, site ou página do aplicativo e até ofertas. É possível até ver relatórios de interação dos clientes. Imprescindível para quem quer destacar sua empresa no mundo offline e, para o momento, mostrar que está atendendo e que oferece outras opções na pandemia.

Drive

Coloquei o Google Drive porque sabemos que licenças de software, apesar de não serem tão caras quanto no passado, ainda são um gasto que podem fazer a diferença para quem está começando. Como o Drive incorporou o “office”, também estão disponíveis o “Word”, “Excel” e “Powerpoint” genéricos lá.

É excelente para trabalhar pastas, planilhas, docs e apresentações compartilhadas — além de espaço para arquivar documentos e relatórios que podem ser acessados de qualquer lugar e aparelho. Obviamente, assim que a empresa crescer mais, recomendo adquirir o pacote G Suite, para mais espaço de armazenamento e funções (ou ir para o tradicional Office mesmo).

Think With Google

O Think With Google é basicamente um portal de marketing digital do Google. Nele, estão disponíveis insights, artigos, tendências, estratégias e mais ferramentas voltadas para desenvolvimento de vendas e estratégias digitais. Recomendo fortemente cadastrar o e-mail para receber as novidades desse universo. Quanto às ferramentas, vou criar subtópicos para falar de cada uma:

– Test My Site

É quase um mantra repetir que o conteúdo, de qualidade e assertivo, é importante para seu ranqueamento de SEO, assim como é quase um mantra do mantra dizer que não basta só isso, que é necessário ter um site amigável para o ambiente mobile (entrou usabilidade na jogada (UX, mas ainda tá recente).

O Test My Site serve para isso, para descobrir se o seu site está otimizado para os celulares e tablets, assim como a velocidade do carregamento está ok, até no ambiente desktop e inclusive em relação à concorrência. Ferramenta fundamental para analisar seu site e descobrir o que precisa melhorar para ter um melhor ranqueamento de SEO.

– Form

O Google Form é bastante útil para variados usos, mas, para pesquisas de mercado, coletar e-mails, avaliação de serviços, entre outros insights para o seu negócio, ele é fundamental. Com a opção de adicionar colaboradores, assim como a integração com as outras ferramentas do Drive, é possível ter resultados rapidamente disponíveis em planilhas e gráficos para todos analisarem. Obviamente que há serviços pagos e melhores que essa solução, mas para quem está iniciando já é de uma tremenda ajuda.

– Trends

O Google Trends oferece dados em tempo real de assuntos, termos e apontando tendências de buscas e contextos similares, mostrando gráficos de interesse e em quais regiões há maior interesse nessas buscas. Extremamente importante para elaborar estratégias de marketing e expansão, assim como observar os assuntos relacionados.

Recentemente foi lançado um serviço derivado do Trends chamado “Categorias em ascensão no varejo” (creio que o batizador do Google está em quarentena). Ele mostra o comportamento do consumidor dentro do varejo — exibe o que está sendo mais buscado dentro do varejo naquele momento, bem como em qual região. Interessante para quem possui negócios que aparecem lá, já que é bem limitado, ou que está pensando em abrir determinado tipo de negócio.

– Alerta

O Google Alerta não faz parte do Think with Google, mas poderia. Afinal, é uma ferramenta bem interessante para quem procura monitorar certos termos — que às vezes não estão no universo do Trends, ou até a própria marca ou produto. O Alerta, a grosso modo, é uma atualização de buscas que você receberá na sua caixa de e-mail. Bem interessante para ver se aquele termo, produto ou marca estão sendo procurados na rede.

Keyword Planner

O Planejador de Palavras-chave do Google (ou Google Keyword Planner – GKP) é um complemento do Google ADS para fazer anúncios dentro do universo Google (Buscador, Parceiros, Youtube, Play Store). Porém, ele pode ser usado até para trabalhar o conteúdo e SEO de seu site. Também tem funcionalidades de verificar a intensidade de buscas de determinadas palavras, termos, expressões e relacionados, assim como pode ter uma ideia de custo e concorrência por elas em determinadas regiões, raios ou CEPs.

Também é possível, utilizando algumas perguntas no Google com esses termos, ter uma ideia maior de palavras e demanda por produtos. Se dominar o GKP, terá a mais poderosa e útil ferramenta para estratégia de marketing digital e conteúdo possível, dentro de todas as apresentadas aqui. Se já estiver investindo em mídia, terá um maior controle de gastos e aproveitar melhor as oportunidades frente à concorrência. Lembrando que é uma ferramenta totalmente gratuita.

Tag Manager

O Google Tag Manager é um gestor de “tags” que, ao se cadastrar, gera um código para colocar em seu site e, assim, instalar outros serviços Google e até de terceiros. Gerenciando a gestão de códigos do seu site, o controle dos outros serviços fica mais dinâmico, reduzindo gastos com TI, agilizando produtividade e centralizando as análises e ações do marketing.

Analytics

Se chegou até aqui, parabéns, já tem um site e, como tudo nos negócios, precisa ver como está o fluxo de visitas, acessos, conversões, rejeição, conversões, entre outros KPIs importantes para o seu negócio. Aqui, entra o Google Analytics, a ferramenta mais importante para esse meio.

O Analytics mostra todos os caminhos percorridos dentro do seu site e como é possível consertá-los e deixa-lo ainda mais assertivo. Muitas vezes usado só como monitoramento de visitas, o GA, como também é conhecido, é uma poderosa ferramenta para decisões e rumos que devem ser tomados ou corrigidos em relação ao seu site, sendo utilizado em conjunto com o ADS e o Tag Manager.

Bônus – Google Keep

O Google Keep é uma espécie de bloco de notas virtuais, mas incorporado com lembretes, listas e até gravações freestyle de vozes. Gosto de utilizar muito com ideias soltas ou até para anotações de reuniões ou palestras, para desenvolver depois.

Enfim, creio que essas são as principais ferramentas Google, cruciais para iniciar ou desenvolver um negócio sem gastar muito ou até nada. Economizando recursos cruciais para investir em outras áreas para fazer todo esse universo girar.

No próximo artigo, abordo outras ferramentas, que não são do universo Google, mas que são tão importantes quanto.

Aproveitem essas sugestões e aguardem as próximas.

O post Como começar um e-commerce sem muitos recursos (dinheiro) usando o Google apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como começar um e-commerce sem muitos recursos (dinheiro) usando o Google. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.