Ads Top

A fórmula das startups: tecnologias acessíveis de alta performance

As startups vêm ganhando cada vez mais espaço e têm desbancado grandes empresas tradicionais no mercado. Afinal, suas tecnologias, além de terem alta performance, também são muito mais acessíveis.

Isso acontece por dois principais motivos:

  1. essas tecnologias são novas, mais avançadas;
  2. elas automatizam processos.

Vou me aprofundar nesses dois pontos ao longo deste artigo. Acompanhe.

Tecnologias novas no mercado

Um dos grandes motivos do sucesso das startups se deve ao uso de tecnologias que são novas no mercado. Elas já nasceram utilizando tecnologias mais avançadas, que demandam menos trabalho e menos recursos. Por isso, custam menos para a empresa e, consequentemente, para o consumidor também.

A computação em nuvem (cloud computing) é um exemplo de tecnologia muito mais inteligente, pois não utiliza mais locação de máquinas físicas que custavam muito caro.

Ao criar instâncias de máquinas virtuais, esse tipo de computação consegue oferecer maior velocidade para contratar e o pagamento. Por vezes, pode ser feito por hora de processamento, tornando-o, um formato mais barato.

A possibilidade de aumentar ou diminuir as instâncias conforme a necessidade também permite suportar grandes demandas (escalabilidade) e reduzir quando não há utilização, balanceando e economizando a operação.

Tecnologias que automatizam processos

Outro fator decisivo para o avanço das startups é o fato de automatizarem processos. Ou seja, não precisam criar um projeto específico para cada novo cliente.

No caso dos sistemas de busca e recomendação para e-commerce, por exemplo, a automação faz com que não seja necessário demandar uma equipe inteira para fazer a instalação do sistema em cada loja virtual.

Isso acontece porque o sistema já fica integrado com as plataformas, não sendo necessário realizar um projeto novo para cada cliente. Basta o lojista fazer a instalação e ela já começa a rodar. Em alguns casos, há a necessidade de pequenos ajustes apenas, como os relacionados a layout.

Sistemas mais antigos, no entanto, não utilizam a automação, por isso precisam de um projeto para cada loja. Isso demanda muito mais tempo e trabalho da equipe, o que gera mais gastos para ela e para o cliente. Há empresas, por exemplo, que ficam em média de 2 a 3 meses somente em projeto, com necessidade de pelo menos mais 3 meses de calibração. O custo (e risco) disso para o cliente é muito alto.

Esse tipo de automação também permite que os processos possam ser escaláveis. Ou seja, que tenham condições de suportar um grande aumento na demanda sem causar qualquer tipo de dano ou prejuízo. Nem para a empresa, caso não aguentasse a carga de trabalho, nem para os consumidores, caso o produto ou serviço final chegasse com algum tipo de problema.

Empresas antenadas apostam nas novas tecnologias

Empresas que possuem líderes de marketing, gerentes ou diretores antenados e ligados nas inovações do mercado apostam nesse tipo de tecnologia, porque sabem que vão elevar a performance da companhia e ainda reduzir custos. Muitas delas têm tido ótimos resultados, como melhora na experiência do consumidor, aumento no tempo de permanência do cliente na loja e redução da taxa de rejeição.

As startups chegaram para reanimar aquela velha máxima do “mais por menos”. E nesse caso, a quantidade tem sim a ver com qualidade.

O post A fórmula das startups: tecnologias acessíveis de alta performance apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre A fórmula das startups: tecnologias acessíveis de alta performance. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.