Ads Top

SEO para WordPress: como otimizar seu conteúdo

Dominar as técnicas de SEO para para WordPress faz muita diferença na hora de ranquear os seus conteúdos nos principais buscadores.

Como o objetivo do nosso blog é oferecer conteúdos que te ajudem a decolar o seu negócio digital, não poderíamos deixar de falar sobre essa importante ferramenta de marketing digital.

Se você quer desbravar o universo do SEO para WordPress, esse post é para você.

Vamos lá?

SEO para WordPress

O WordPress facilita o trabalho de SEO.

Para quem não sabe, o WordPress é o que chamamos de CMS (Content Management System), que pode ser traduzido como Sistema de Gestão de Conteúdo.

Ou seja, o WordPress é um sistema que permite criar, organizar, publicar e excluir conteúdos.

Além disso, no início também podíamos considerá-lo como um facilitador para criação de sites. Você não precisaria mais dominar os códigos HTML para simplesmente fazer uma página na web.

Porém, não basta apenas fazer um site de forma simples e esperar que ele comece a receber visitas automaticamente.

É preciso que ele esteja bem colocado nas páginas de resultados de buscas dos principais buscadores.

Principalmente se a sua estratégia for de tráfego orgânico. Nesse caso, você depende quase que totalmente de um bom ranqueamento.

Para que fique mais fácil o entendimento, vamos usar este mesmo post como exemplo.

Então vamos começar.

Palavras Chaves

Antes de escrever a primeira linha do seu conteúdo, é preciso determinar qual será a sua palavra ou palavras-chaves.

A palavra-chave é uma palavra ou termo que determina tema e o sentido do seu texto. É através desta palavra que você vai informar ao buscador que o seu texto contém a informação pesquisada pelo usuário e sobre o que se trata o seu conteúdo.

Porém, é preciso que você tenha noção do quão difícil será ranquear um conteúdo com determinada palavra-chave. E também se sua palavra chave será Head Tail ou Long Tail.

Para que você escolha melhor a sua palavra-chave, existem algumas ferramentas que podem te ajudar.

Ferramentas para pesquisa sobre palavras chave

Aqui na Monetizze costumamos usar as duas que consideramos as principais do mercado: a Ubersuggest do Neil Patel e a Keyword Planner do Google.

Vamos falar um pouco mais sobre cada uma delas.

Reforçando o que dissemos anteriormente, vamos usar este post como exemplo, e a palavra-chave que usamos neste texto é “SEO para WordPress”.

A palavra que você definir como a chave, deve ser preenchida no campo Frase – chave de foco que fica logo abaixo a caixa de texto do WordPress, conforme mostra a imagem abaixo:

Ubersuggest

Esta ferramenta permite que você procure por palavras-chaves de uma maneira muito prática, gratuita e sem precisar fazer nenhum tipo de cadastro.

Ela é bastante intuitiva, no entanto, vamos dar algumas explicações de como ela funciona.

Na imagem acima, podemos ver os campos que obtivemos como resultados para nossa palavra chave são eles:

  • Volume de buscas: Quantas buscas foram feitas pela sua palavra chave no último mês.
  • Dificuldade de SEO: Em uma escala de 0 a 100, qual a dificuldade de se ranquear a sua palavra chave nos buscadores.
  • Dificuldade paga: Em uma escala de 0 a 100, qual a dificuldade de ranquear a sua palavra como anúncio no Google.
  • Custo por clique: A média de quanto você pagará ao Google cada vez que alguém clicar no seu anúncio quando ele tiver esta palavra-chave.

Keyword Planner

Ferramenta gratuita do Google para pesquisa sobre palavras chave, o Keyword Planner requer que se tenha uma conta no Google Ads.

Ela é um pouco mais complicada do que a Ubersuggest, pois o seu foco principal está voltado para palavras-chave que se queira anunciar no Google.

No entanto, ela também é bastante intuitiva e pode te ajudar a pesquisar sua palavra-chave ideal, mesmo que você não vá anunciar.

Vamos dar uma olhada em como ela funciona.

Na imagem acima podemos ver os seguintes campos:

  • Locais: Em que país você quer que sua pesquisa seja realizada.
  • Idioma: Em qual idioma o seu termo deve ser pesquisado.
  • Rede de Pesquisa: Se você deseja que sua pesquisa de palavra chave seja feita somente no Google ou também em sua rede de pesquisa.
  • Últimos 12 meses: O período em que deve aparecer o resultado da pesquisa.

Outra funcionalidade interessante que a ferramenta possui é a comparação de palavras. Às vezes, você pode estar em dúvida sobre qual termo deve trabalhar.

No entanto, com o Keyword Planner você pode comparar os termos, conforme pode observar na imagem abaixo.

 

Meta-descrição

A meta-descrição fica na parte inferior do WordPress, e para acessar este campo, você tem de clicar no botão editar amostra.

A meta-descrição nada mais é do que o resumo do seu conteúdo, que será informado ao buscador e exibido para o usuário, para que ele saiba do que se trata o seu artigo.

Vamos supor que você faça uma busca no Google com os seguintes termos: “receitas de bolo”. Agora vejamos os resultados apresentados.

Se você analisar irá perceber que os resultados apresentados são um breve resumo sobre o conteúdo.

Dica importante: Coloque a sua palavra chave no início da sua meta descrição. Os buscadores prezam pela melhor experiência em resultados para o seu usuário.

Ter a palavra-chave no início da sua meta-descrição é entendido pelos buscadores como pertinência do conteúdo ao interesse do usuário.

Como você pode ver, o resultado que tem a palavra-chave no início da meta-descrição ficou melhor posicionado do que o que não possui.

Observe que neste post também colocamos a palavra-chave no início da meta-descrição, conforme imagem abaixo.

Perceba que há uma barra verde abaixo do campo Meta-descrição. Ele deve sempre estar dessa cor para que sua meta-descrição não seja cortada no resultado dos buscadores.

Imagens

Todo conteúdo gerado no WordPress deve conter imagens. Que fique claro que isto não é uma obrigação, mas se você realmente quer fazer seu conteúdo ter relevância e atingir os primeiros resultados dos buscadores, é bom ficar atento a isto.

Para se ter uma ideia da importância das imagens em um conteúdo, dê uma olhada nos dados abaixo referentes a uma pesquisa da Affiliate Summit.

  •  Publicações no Facebook que contém imagens geram um engajamento 3 vezes maior do que quando publicado somente o texto.
  •  As pessoas se recordam apenas 10% das informações que são repassadas a elas, três dias após terem as ouvido. Porém, se uma imagem for inserida juntamente com esta informação, este índice aumenta para 65%.
  • Artigos que possuem imagens a cada 100 palavras aumentam em 100% o compartilhamento nas redes sociais.
  • 74% dos profissionais de Mídias Sociais fazem uso de imagens em suas estratégias de Marketing.
  • Tuítes que possuem imagens aumentam em 150% os retuítes comparados com aqueles que possuem apenas textos.

Tamanho das imagens

Outra fator que deve ser analisado no SEO para WordPress é o tamanho das imagens. Isso se deve ao fato de que o tempo de carregamento de uma página é fator fundamental para o ranqueamento dela nos mecanismos de busca.

Isto significa que quanto mais rápido for o carregamento da sua página, melhor ela ficará ranqueada nos buscadores.

É sabido que quanto menor for o tamanho de uma imagem menor será a sua qualidade. No entanto, mais rápido será o carregamento da página.

O que deve haver é o bom senso. Se você precisa postar uma foto na sua página com maior qualidade, não há problemas, porém, o melhor a se fazer é escolher os menores formatos, como o jpg.

Dica importante: Uma boa fonte de imagens são os bancos de imagens. Entretanto, a grande maioria deles não possuem filtros do tamanho ou formato das imagens.

Por este motivo aconselho a utilização de um conversor de imagens online para JPG.

Vale lembrar que é possível instalar plugins no WordPress que fazem automaticamente esta conversão das imagens.

Porém, a instalação de plugins requer conhecimento avançado. Além disso, ele pode acabar por impedir que você poste imagens com maior tamanho e qualidade quando for necessário.

Nomeando as imagens para SEO

Após enviar as suas imagens para o WordPress é necessário nomeá-las.

Para fazer isto, basta que você clique na imagem que você inseriu no WordPress. Em seguida, aparecerá alguns ícones na parte superior, clique na imagem de um lápis ou em editar.

Você deve preencher os seguintes campos marcados de vermelho.

Vou explicar cada campo e como ele deve ser preenchido.

  • Texto Alternativo: É como você quer nomear a sua imagem.
  • Atributo title da imagem: É a parte mais importante a ser preenchida. Os buscadores ainda não são capazes de identificar de qual assunto trata a sua imagem. Por este motivo, este campo deve ser preenchido com o que a sua imagem deve dizer.

Como devo preencher estes campos

Embora não seja uma regra, o mais aconselhável é que você preencha estes campos com a sua palavra-chave.

Isto porque, quando a pessoa fizer uma busca pelos termos da sua palavra-chave e mudar a opção de resultados para imagem, ele pode aparecer lá como resultado e encaminhar para sua página, gerando tráfego.

Título SEO ou H1

O título da sua postagem no WordPress também é conhecido como título SEO ou H1.

Quando você insere o título, ele automaticamente se torna o seu H1. Mas somente isto não é suficiente, já que é necessário que você edite para as boas práticas de SEO.

Na imagem abaixo, você pode ver onde deve ser inserido o título da sua postagem ou o H1.

Porém, é necessário que você adapte seu texto para as boas práticas de SEO para WordPress. E para isto você precisa acessar o campo Título para SEO.

Para acessá-lo, vá a parte inferior do WordPress e clique no campo editar amostra. Após clicar no campo editor de amostra, ele irá aparecer com os seguintes campos preenchidos.

Agora você posiciona o cursor no campo e apaga todos os itens pré selecionados.

O próximo passo é ir preenchendo o campo com o título do seu post até que a barra que se encontra embaixo do campo fique verde, conforme você pode ver abaixo.

A regra dos 3 I’s

O WordPress é capaz de te informar se o seu título está adequado as técnicas de SEO, mas ele não te diz quantos caracteres deve ter no mínimo ou no máximo.

Vamos exemplificar para que vocês compreendam melhor.

O campo título SEO acima foi preenchido totalmente com a letra I.

A barra que indica se ele está aceitável, de verde, está totalmente cheia. Se mais uma letra I for inserida o título, ele deixa de ser adequado para SEO.

Agora, vamos contar quantas letras I couberam no espaço dedicado ao título do post respeitando as técnicas de SEO.

Coube no espaço destinado ao título 120 letras I.

Agora vamos repetir o mesmo processo utilizando a letra M.

Vamos contar quantas letras M coube no mesmo espaço em que foram digitadas as Letras I?

Podemos notar que couberam 40 letras M no mesmo espaço em que couberam 120 letras I.

Se você parar pra pensar, uma letra M é a junção de três letras I.

Logo, 120 / 40 = 3. Ou seja, o Google transforma seus caracteres em pixels. Por isso não tem como medir a quantidade de caracteres corretas para um bom SEO de título H1.

Isto ocorre por que os buscadores não contam caracteres, e sim o espaço que eles ficam. Por isto é tão importante que se preencha o campo título de SEO até a barra estar verde.

Slug

Slug, de uma maneira mais primitiva, pode se considerar tudo que se encontra no endereço de uma página após a barra (/).

Ele sempre irá aparecer após o seu domínio, e nada mais é do que o link permanente que irá levar até uma página que está contida dentro do seu site.

A definição do slug muitas vezes passa despercebida. Entretanto, a otimização dele é importante para que os mecanismos de buscas encontrem sua página mais facilmente.

Porém, antes de dar umas dicas de como otimizá-lo, é preciso que você saiba de duas coisas muito importantes:

  • O slug não admite que se utilize espaços, ele deve ser substituído por hífens.
  • Ele também não deve conter caracteres especiais como asterisco, arroba, cifrão, etc. Somente o hífen é aceito.

Otimização do slug

Quando você começa a digitar o seu título SEO ou H1, o WordPress automaticamente torna ele seu slug. Porém, ele deve conter apenas os termos que interessam ao usuário e aos buscadores.

O slug deste post, naturalmente seria: “seo-para-wordpress-como-otimizar-seu-conteúdo“. No entanto, a palavra-chave que trabalhamos neste post é SEO para WordPress.

Dessa forma, não faz sentido o nosso slug conter mais caracteres do que a nossa palavra-chave.

Um slug muito comprido acaba confundindo os mecanismos de busca, além deles demorarem mais para “ler” a sua página. E isto pode pode ser prejudicial para as boas práticas de SEO.

Então, como modificamos o nosso slug? É isso que vou te ensinar agora.

Para modificá-lo você precisa digitar o seu título SEO ou H1.

Logo abaixo do campo onde você o digita, na parte superior da tela, haverá a informação de qual será o seu link permanente.

Basta você clicar em editar e colocar o slug que remete ao seu conteúdo. O mais indicado é que ele seja a sua palavra-chave, conforme fizemos na imagem abaixo.

Depois, basta clicar em ok e pronto. Seu slug está otimizado para SEO.

Conclusão

O WordPress ajuda a otimizar qualquer conteúdo para SEO.

Todavia, ele não é capaz de fazer uma adequação necessária para uma estratégia de sucesso.

Grande parte disso se deve ao incrível número de atualizações que os buscadores fazem. Somente o Google faz mais de 500 por ano. Isso dá mais de uma por dia.

Claro que grande parte dessas atualizações são de baixa relevância. Apenas algumas contém modificações realmente relevantes.

Existem também plugins que podem te ajudar a otimizar o SEO para WordPress.

O mais famoso deles é o YOAST.

Ele contém sua versão gratuita e também paga. Instale pelo menos a gratuita, mas dê uma verificada no que a paga têm a oferecer e se você realmente necessita dela.

O Yoast inclusive foi utilizado para a elaboração deste post, os indicativos com as “barras verdes” são fornecidos por ele. 

Mas, como podemos observar, somente ele não é suficiente para quem realmente quer conseguir um resultado de tráfego orgânico relevante. 

Por isso é importante estarmos atentos às boas práticas de SEO.

Uma estratégia de tráfego orgânico depende totalmente delas.

Gostou das dicas?

Quer aprender muito mais sobre tráfego orgânico, SEO e tudo que envolve o marketing digital? Inscreva-se na Escola Monetizze.

É totalmente gratuito.

 

The post SEO para WordPress: como otimizar seu conteúdo appeared first on Monetizze.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre SEO para WordPress: como otimizar seu conteúdo. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.