Ads Top

Como se preparar e proteger seu e-commerce na Black Friday 2022

A Black Friday aconteceu pela primeira vez no Brasil em 2010 e, a cada ano, torna-se uma data mais popular e importante para o varejo, sobretudo online. Neste ano, o evento acontecerá no dia 25 de novembro e traz consigo altas expectativas. Com a retomada das atividades e o reaquecimento do mercado, a tendência é de que as pessoas consumam e gastem mais para aproveitar as promoções.

Conforme o Relatório da Black Friday 2021, conduzido pela All iN e Social Miner, com a participação de diversas grandes empresas do mercado, apenas no dias 25 e 26 de novembro de 2021, isto é, a véspera e o próprio evento da Black Friday, o faturamento foi de R$5,41 bilhões, 5,8% a mais do que em 2020.

Já é hora de começar a pensar e traçar suas estratégias para vender muito e proteger seu negócio de fraudes na Black Friday 2022.

O pico de vendas aconteceu entre 10h e 14h da sexta-feira, uma informação importante para ter como referência nas estratégias deste ano, já que, ao que tudo indica, a Black Friday 2022 deve superar o faturamento de 2021.

Lembrando que, no ano passado, embora o crescimento do faturamento não tenha sido tão expressivo em relação a 2020, considerada a maior Black Friday de todos os tempos, o ticket médio dos pedidos aumentou 16%, um dado bem interessante, já que significa que as pessoas gastaram mais dinheiro.

Com isso, as oportunidades de fazer negócios e aquecer as vendas nessa data são muitas. Então, é preciso começar a se preparar para bombar na Black Friday. Mas, além de preparar a sua loja para receber essa importante data, é preciso proteger o negócio de alguns riscos que se tornam ainda maiores nesse período, como as fraudes.

No ano passado, observou-se um crescimento importante de ataques de phishing – programas que simulam páginas de pagamento online – dias antes da Black Friday. O número de bloqueios de ações fraudulentas em pagamentos entre setembro e outubro de 2021 mais que dobrou. Foram mais de 627 mil ações bloqueadas em setembro, contra mais de 1,9 milhão em outubro, um crescimento de 208% em apenas um mês.

Neste artigo, vamos falar sobre como proteger a sua loja virtual contra fraudes durante esse período crítico e trazer algumas dicas de como começar a se preparar para lucrar muito e aproveitar ao máximo todos os benefícios que a Black Friday pode trazer para o seu negócio. Acompanhe!

Como evitar fraudes no e-commerce durante a Black Friday 2022

Com base nos resultados de 2021, o relatório da Kaspersky sobre fraudes durante a Black Friday identificou que novos meios de pagamento como o Pix e novos canais como o WhatsApp, que habilitou a função de pagamento na própria ferramenta, abriram espaço para novas modalidades de fraudes.

Além disso, durante esse período, observou-se um aumento das campanhas de spam, com detecção de mais de 220 mil e-mails maliciosos contendo o termo “Black Friday” entre outubro e novembro de 2021.

Uma boa dica para evitar que conteúdos maliciosos e fraudulentos sejam enviados em nome da sua empresa é criar uma comunicação para os seus consumidores reafirmando quais são os canais pelos quais você fala com eles. Por exemplo, informar que todas as promoções da Black Friday estarão disponíveis no endereço oficial do seu site e apenas lá, que cupons e outros descontos serão distribuídos apenas através de determinado remetente, informar que a empresa não entra em contato por WhatsApp e nem solicita dados de pagamento, entre outras ações.

A grande dica aqui é ser transparente com o seu consumidor, falar a verdade e orientá-lo. Além de evitar que sua loja seja envolvida em casos de fraude, você ganha pontos de relacionamento com o seu público.

E talvez a dica mais importante de todas: tenha uma solução de pagamentos online que ofereça análise antifraude. Esse recurso pode reduzir substancialmente as tentativas de transações fraudulentas na sua loja e evitar prejuízos, sobretudo durante a Black Friday.

Prepare seu sistema de pagamentos para a Black Friday

Nas duas últimas Black Fridays, foi possível observar um cenário de evolução bem importante quanto aos meios de pagamento mais utilizados pelo consumidor. Em 2020, o relatório da Linx apontou que o cartão de crédito foi o meio de pagamento preferido de 67% dos consumidores, enquanto o boleto bancário ficou em segundo lugar, com 27%.

Já no ano passado tivemos um avanço importante dos meios de pagamento digitais. Segundo pesquisa da Opinion Box, na Black Friday 2021, 64% dos brasileiros já utilizaram o Pix como meio de pagamento, e outros 47% utilizaram carteiras digitais.

A expectativa para 2022 é de que os meios de pagamento digitais, sobretudo o Pix, dominem ainda mais as transações. Por isso, oriente seu consumidor sobre como efetuar pagamentos via Pix e informe os canais de contato oficiais da sua loja para transmitir mais segurança ao comprador.

Além disso, vale buscar soluções em pagamentos que automatizam e tornam o processo de compra mais seguro. Além do sistema antifraude sobre o qual falamos anteriormente, avalie opções que oferecem checkout transparente, diversidade de meios de pagamento para atender o seu consumidor e estorno de chargeback.

Dicas para começar a esquentar os motores para a Black Friday 2022

Existem diversos cuidados que você deve tomar para começar a preparar o seu negócio e receber uma das datas mais importantes do comércio. Vou elencar neste tópico alguns dos principais.

Crie um fluxo livre de falhas

Para começar, se na venda online já é fácil perder a atenção do consumidor, durante a Black Friday, criar um fluxo excelente e livre de falhas é fundamental para garantir a compra. Então, tenha certeza de que o seu site ou plataforma estão tinindo e vão suportar o aumento do fluxo de visitantes que acontecerá durante esse período. Faça uma revisão em todas as funcionalidades para evitar que o consumidor se depare com mensagens de erro ou falhas durante as transações, especialmente no processo de pagamento.

Cuide do estoque e da logística

Outro ponto fundamental é cuidar do seu estoque e logística. Lembre-se que as pessoas que compram na Black Friday, chegam com altas expectativas e ansiosas, já que, muitas vezes, esperam o ano todo para consumir nessa data. Por isso, garanta que seu estoque esteja preparado para atender à demanda e que seu processo logístico seja capaz de cumprir os prazos sem gerar frustração no consumidor.

Atendimento ao cliente

Vale atentar também para o atendimento ao cliente. Oferecer uma experiência de compra excelente é tão importante quanto os preços praticados. Por isso, redobre o cuidado com o atendimento durante esse período e tenha certeza de oferecer todo o suporte que o cliente precisa, com a maior velocidade possível. Abra diversos canais de comunicação e, se for necessário, crie plantões de atendimento durante o fim de semana da Black Friday. Afinal, a experiência de compra será determinante para que o cliente volte a fazer negócio mesmo fora da sazonalidade.

Seja transparente

Um ponto crucial que pode fazer toda a diferença é ser transparente com seus clientes. Quase tão popular quanto a Black Friday, é a parcela do público que denomina o evento de “Black Fraude”. Não é incomum encontrar nas redes queixas de consumidores sobre lojas que “vendem tudo pela metade do dobro”. Não seja uma delas.

Se você não conseguir praticar descontos muito altos, não minta para o consumidor. Apenas reforce as vantagens do seu produto e, principalmente, do atendimento. Nesse caso, avalie oferecer outros benefícios, como frete grátis ou entrega rápida. E especialmente não anuncie um desconto maior do que o real. O consumidor adota, cada vez mais, a prática de pesquisar preços por dias, até meses, antes da Black Friday e cria alertas para acompanhar as variações. Por isso, se você subir seu preço um pouco antes para voltar ao valor normal durante a Black Friday, o consumidor vai saber.

Pense na campanha

E por fim, mas não menos importante, pense com cuidado na sua campanha de Black Friday. Crie um conceito, defina objetivos para essa data, prepare anúncios e ações de marketing que gerem expectativas no consumidor e não deixe tudo isso para fazer em cima da hora. A Black Friday pode render muitos frutos para o seu negócio, mas quanto mais cuidado e com mais antecedência você começar a se preparar, mais chances tem de fazer dessa data um sucesso para o seu e-commerce.

Aqueça os motores e ótimas vendas!

Leia também: Black Friday 2022: como se preparar para aumentar seus resultados

O post Como se preparar e proteger seu e-commerce na Black Friday 2022 apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como se preparar e proteger seu e-commerce na Black Friday 2022. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.