Ads Top

Como o tempo de permanência na página influencia a classificação do Google?

Com tanta concorrência no mercado online, é preciso que os e-commerces sejam mais assertivos em suas ações. Entre as principais possibilidades, estar nas primeiras posições nos buscadores é a chave para conquistar a atenção e atrair clientes para as suas plataformas.

É fato que existem muitas estratégias para gerar vendas e mais conversões, como investir em estratégias de marketing de conteúdo, aplicando as técnicas de SEO e outras. Mas algo para o qual algumas marcas ainda não estão se atentando é que o tempo de permanência do usuário na página pode impactar na classificação do e-commerce no Google. Entenda!

Por que o tempo de permanência na página influencia na classificação do site pelos buscadores?

Primeiro, é preciso entender que quanto mais tempo o visitante passa em seu e-commerce, mais chances de expor os seus produtos você terá. Além disso, quando se aplica uma estratégia voltada para o tempo de permanência do usuário na página, mais aprofundada será a navegação. Isso contribui para o aumento de cliques em produtos ou serviços.

Sem contar na possibilidade de guiar o usuário até áreas específicas, o que poderá contribuir com a venda de determinados produtos. No geral, quanto maior o tempo que o visitante passa na sua página, maior será a possibilidade de capturar leads por meio de ações.

Outro ponto importante é que o Google considera o tempo de permanência do usuário na página, sendo esse um dos critérios para ranquear o site. Portanto, aumentar esse período é ter mais chances de destacar a sua marca entre a concorrência, saindo na frente na disputa por visitantes, que podem se tornarem futuros compradores.

Afinal, quanto mais tempo o usuário passa no seu site, menor é a taxa de rejeição. Assim sendo, focar nesse ponto é uma excelente estratégia para as marcas que investem em marketing digital.

O que é a taxa de rejeição e por que me preocupar?

É importante ter em mente que a taxa de rejeição é quando um usuário acessa a sua página e sai em seguida, sem qualquer ação. Ela é calculada por meio de dados do Google Analytics, ou seja, pela divisão do número de sessões de página única pelo total de sessões.

Funciona assim: quando os usuários visualizam apenas uma página, acionam somente uma solicitação ao servidor do Google Analytics, que mede a porcentagem de todas as sessões do site. Essa taxa é considerada aceitável se estiver entre 26% a 40%, média se ficar entre 41% a 55% e alta se ficar entre 56% e 70%.

Portanto, se a taxa de rejeição do seu e-commerce estiver alta, mostrará que seus visitantes estão vendo o seu site apenas como uma vitrine, ou seja, passando para “dar uma olhada”.

Qual a importância de aumentar o tempo de permanência do visitante na página?

Para garantir melhor impacto da experiência do usuário no algoritmo de classificação do Google, é preciso cuidar de vários aspectos. Entre eles, velocidade do site, navegabilidade, experiência móvel e outros, como muitos profissionais de SEO já estão acostumados.

Mas o Google está sempre mudando essas regras e incluiu também um aspecto da experiência do usuário muito importante: o tempo de permanência. Focar em aspectos que contribuam com o tempo que o visitante fica na sua página ao clicar em um link da SERP, bem como antes de retornar aos SERPs, é fundamental.

Considere o seguinte: um usuário faz uma busca no Google usando a palavra-chave “seguro auto barato”. Entre os principais resultados, encontra um site X que oferece tabelas de cotação com várias simulações de valores de seguro de carro. Ele acessa tal página e passa cinco minutos e 15 segundos, pois já encontrou o que buscava, retornando aos SERPs para ver outras opções.

Se o Google perceber que o visitante passa mais tempo na sua página do que em outras de concorrentes, vai deduzir que a sua página oferece algo melhor. Assim sendo, quanto mais usuários felizes, melhor o Google vai recompensar essa página.

Embora não tenhamos como mensurar o quanto isso vai influenciar no ranking do Google, é certo que o alto tempo de permanência em seu site, em relação aos concorrentes, será de grande ajuda para conseguir melhor posição no buscador, especialmente em se tratando de uma palavra-chave competitiva, como a do exemplo.

Tempo de permanência x taxa de rejeição

Entenda que tempo de permanência não é a mesma coisa que taxa de rejeição. Afinal, esta última tem por finalidade medir o número de visitantes que chegam à sua página e saem sem interagir.

Como mencionamos acima, a taxa de rejeição é a % de sessões de uma página dividida por todas as outras seções do seu site.

Já o tempo de permanência não se refere ao tempo que o usuário passa no local e, para melhorá-lo, é importante melhorar a experiência do seu usuário. Para isso, basta tornar o seu site não só atraente, mas mais fácil de usar e sempre atualizado, o que também vai gerar mais confiança.

Como aumentar o tempo de permanência no meu e-commerce?

Agora você já sabe o quanto o tempo de permanência é importante para a sua página, confira algumas técnicas de SEO que vão contribuir para melhorar a experiência dos visitantes e impulsionar a sua página nos mecanismos de buscas.

Tenha um blog e invista em conteúdos fáceis de ler

Você já deve ter ouvido sobre a importância de formatar conteúdos para a web e como isso contribui para aumentar seu ranking orgânico. Ao otimizar o seu conteúdo, deixando-o mais fácil de ler, é possível se aproximar da sua meta.

Portanto, ao apresentar o seu serviço ou produto, invista em algumas dicas de formatação, como escrever conteúdos de qualidade, compartilhando grandes ideias e boa gramática.

Além disso, foque em parágrafos curtos, sem frases longas, bem como em subtítulos intuitivos. Ou seja, que contribuam com o leitor em entender, de forma rápida, do que trata o seu texto. Usar bullet points também é importante para artigos que oferecem muitos dados.

Aproveite uma das regras básicas de jornalistas

A pirâmide invertida é uma boa ideia para aplicar em sua página para tornar o conteúdo mais atrativo. A estratégia é deixar as informações mais preciosas no topo do texto e as de menor peso, ao final. Afinal, os leitores costumam escanear o artigo e nem sempre chegam até ao final do conteúdo.

Enriqueça seu conteúdo na loja virtual

Quanto mais conteúdos a sua página oferecer, maior será o tempo que o visitante passará nela para consumi-lo. Mas é preciso que este seja de qualidade e relevante, com a descrição do produto que possa transmitir a mensagem sobre como ele é e as vantagens.

Embora o espaço para as descrições seja mais curto, é preciso investir nas estratégias certas para que seja encontrado. Nessa parte, invista nas palavras-chave – principais e secundárias. Saiba que se incluir palavras-chave erradas, ou seja, que não sejam específicas, o visitante ficará segundos ali.

Aproveite também a parte de suporte, detalhando as informações do e-commerce. Isso favorece o tempo de visita, bem como o relacionamento da marca com o usuário. Afinal, quanto mais transparente uma loja online for, maior será a confiança transmitida.

Inclua vídeos

Tanto no conteúdo do seu blog quanto na loja virtual incorporar um vídeo sobre o produto ou serviço oferecido traz vantagens. No blog, você poderá adicioná-lo no meio do texto ou ao final. Na loja, poderá fazer isso  junto com as imagens ou na descrição.

Assim, ao invés de enviar o usuário para outra página, você conseguirá retê-lo por mais tempo na sua.

Então, preparado para aumentar o tempo de permanência na sua página e conseguir elevar as possibilidades de o Google ranquear melhor o seu site?

Leia também: Saiba o que os buscadores querem do seu e-commerce

O post Como o tempo de permanência na página influencia a classificação do Google? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como o tempo de permanência na página influencia a classificação do Google?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.