Ads Top

Os desafios e as perspectivas do Pix no e-commerce

Segurança, praticidade, inclusão. O Pix, sem dúvidas, está ajudado o e-commerce a atingir novos perfis de público. Rapidamente adotada por quem compra e vende, essa tecnologia de pagamento é prática e facilita a transformação de oportunidades em conversão no setor.

Recentemente, li alguns estudos que mostram que a modalidade representou 9,7% dos pedidos feitos no primeiro trimestre de 2022. No mesmo período de 2021, o Pix representava apenas 4,3% dos pedidos totais (entre as lojas que aceitam a ferramenta como forma de pagamento). Ou seja, foram mais de 4% de crescimento de um ano para outro.

Além disso, no começo do ano, ao analisarmos os números de 2021, época em que o meio de pagamento tinha apenas um ano de existência, os pagamentos com Pix já haviam crescido 40% e já representavam 6% do volume de faturamento no setor.

O Pix, sem dúvidas, está ajudado o e-commerce a atingir novos perfis de público por oferecer segurança, praticidade e inclusão.

O Pix e as fraudes

E como ficam as fraudes com a utilização do Pix? Assim como a tecnologia avança, os criminosos também estão sempre em movimento. Diante do enorme aumento de transações financeiras realizadas por essa nova ferramenta de pagamento, os cibercriminosos criaram maneiras de aplicar golpes e obter vantagens indevidas.

Um exemplo claro e recorrente do risco é a clonagem de WhatsApp, crime no qual os golpistas clonam o aplicativo do e-commerce e têm acesso aos contatos do celular, enviando mensagens para pedir pagamentos e transferência de valores por meio do Pix.

Vendo situações como essa, é impossível não ressaltar o quão fundamental é a terceirização da solução antifraude para garantir tranquilidade de vendas legítimas e proteção dos dados.

Sabemos que o Pix no e-commerce veio para ficar e que a tendência é que sua participação no faturamento aumente cada vez mais e mais. Então, estar preparado, garantir a segurança e contar com uma inteligência especializada são, sem dúvidas, os caminhos certos para aproveitar todos os benefícios. Ao mesmo tempo, isso possibilita blindar a loja de fraudes que possam surgir no futuro.

As vantagens de utilizar o Pix como meio de pagamento

O Pix tem um grande privilégio financeiro para o e-commerce já que, realmente, tem um custo menor diretamente na transação e custos indiretos menores – pensando que ele tem disponibilidade imediata do dinheiro e pode trabalhar o fluxo de caixa. Mas, além disso, existem outros pontos que precisam ser destacados.

O aumento das oportunidades de conversão é um deles, já que permite que as pessoas comprem online sem inserir dados bancários e sem a utilização de cartões de crédito. Além disso, oferece menos atrito na experiência de compra, pois diminui as etapas e, inclusive, em casos de integração com apps de bancos, aumenta o poder do m-commerce, ou e-commerce móvel.

Como garantir a segurança do e-commerce?

Para obter segurança com esse novo meio de pagamento, que é instantâneo, é muito importante levar em consideração a análise de risco. Esse processo precisa ser muito rápido e garantir que todo perigo seja avaliado. Por isso, é importante contar com empresas especializadas para que se consiga analisar os riscos nesse conceito de instantaneidade. Ou seja, que a partir da verificação de um conjunto de dados, se possa garantir não só agilidade, mas também o máximo de eficácia possível.

Para o lojista, ainda é importante ressaltar que esse é um processo de aprendizado e que contar com soluções voltadas para o contexto é essencial. Afinal, estamos em um universo brasileiro, no qual a fraude é muito dinâmica e conta com uma engenharia criativa muito grande.

Com certeza ainda vamos aprender muito sobre fraudes e processos de risco em relações aos pagamentos com Pix, então é essencial evoluir rapidamente, usar soluções especializadas e contar com um olhar profissional para entender todo o movimento.

Leia também: Pix vs boleto: quem está ganhando mais espaço nos hábitos do brasileiro

O post Os desafios e as perspectivas do Pix no e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Os desafios e as perspectivas do Pix no e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.