Ads Top

Cinco maneiras de aumentar a produtividade do seu e-commerce B2B

Com o aumento do comércio eletrônico acelerado pela pandemia e com a rápida digitalização das empresas, ter um e-commerce B2B deixou de ser uma alternativa e passou a ser uma necessidade.

Como todo negócio, o ecommerce B2B só é bem-sucedido se for bem gerenciado. As operações de um e-commerce B2B exigem planejamento e estruturação de processos. Dessa forma, é possível atender às expectativas dos clientes e reduzir custo por pedido, liberando tempo da equipe de vendas para funções estratégicas e de maior impacto.

Exemplos de e-commerce B2B e a expansão deste modelo de negócio
Algumas estratégias de gestão aumentam a produtividade do seu e-commerce B2B, gerando maior ROI, redução de custos e incremento de vendas.

Existem estratégias de gestão do comércio eletrônico que, se somadas a um planejamento bem feito e a uma execução competente, aumentam a produtividade do seu e-commerce B2B, gerando maior ROI (retorno sobre o investimento), redução de custos e incremento de vendas.

Vamos conversar sobre elas? Avalie as que você consegue implementar mais facilmente, para colher os resultados mais rápido. Em seguida, defina a prioridade das demais estratégias e coloque-as em seu plano de melhorias. O e-commerce é um processo vivo e dinâmico, precisa estar em constante inovação.

1. Repetir pedidos com um clique

Pedidos recorrentes são fonte de receita previsível e têm menor complexidade, já que tanto os itens a serem comprados quanto o processo de compras são conhecidos pelo comprador.

Quanto mais simples for para realizá-los, melhor. Colocar um vendedor para operacionalizar esse processo reduz a agilidade e aumenta o custo de atendimento. Claro que vendedores podem e devem estar em contato com os clientes, mas, para pedidos recorrentes, o atendimento digital é mais fácil e rápido para todos.

Assegure-se de disponibilizar uma forma simples de repetir pedidos em seu e-commerce B2B e dar visibilidade desses pedidos ao time de vendas, para garantir o alinhamento.

2. Oferecer autoserviço aos clientes

É fácil entender como uma operação “self-service” facilita o processo de compras. Oferecendo ao seu cliente a possibilidade de resolver problemas e dúvidas pela plataforma, na hora em que ele quiser, você acelera a resolução e, novamente, economiza tempo do time de vendas, que só precisa interagir se e quando houver necessidade.

Dentre as possibilidades de autosserviço no e-commerce B2B, as mais comuns são:

Segunda via de faturas, notas fiscais e outros documentos

  • Acompanhamento/status do pedido
  • Histórico de compras (produtos e preços)
  • Chat e chatbot para atendimento em tempo real, online
  • Informações sobre produtos
  • Alteração de dados cadastrais
  • Reenvio de senha
  • Recomendação de produtos e soluções

3. Pagamento sem atrito

Se antes da pandemia os pagamentos no e-commerce B2B normalmente se limitavam a ordens de compra e boletos, hoje as possibilidades são inúmeras. Oferecer alternativas de meio de pagamento é uma vantagem para o cliente – que pode escolher o método mais conveniente – e para o vendedor – que pode, por exemplo, usar cartões de crédito para ajudar os clientes a financiarem suas compras, sem risco de inadimplência. Ou usar Pix para reduzir taxas e acelerar o processo de aprovação.

Um fluxo de pagamento simplificado e transparente faz uma enorme diferença na experiência do comprador. E uma solução antifraude é uma excelente alternativa para aumentar a segurança e reduzir o risco nas transações.

Quanto mais fácil e seguro for fazer o pagamento, mais escalável será seu negócio. E no mundo digital, um negócio escalável é mais lucrativo e sustentável.

4. Reduza a rotatividade de funcionários

Apesar de ser um custo escondido no processo, a troca de funcionários representa uma perda bastante significativa para as empresas. O investimento, o tempo e os recursos envolvidos no recrutamento e no treinamento de novos funcionários limitam o investimento em outros processos e removem o foco da empresa na escalabilidade e no negócio.

Uma forma de melhorar a retenção de talentos é aumentar o nível de engajamento. Esse é um processo que envolve senso de pertencimento, o propósito de cada colaborador e a remuneração justa alinhada a reconhecimento. Ferramentas que auxiliam na retenção incluem treinamentos, premiações, valores claros e verdadeiros em toda a organização, uma gestão clara e benefícios alinhados à necessidade da força de trabalho.

5. Manufatura sob demanda

A gestão de estoques é um processo de alto custo, risco e que demanda diversos recursos. Um processo de pré-vendas pode ajudar no planejamento da produção e dar aos clientes a possibilidade de participar da produção, permitindo personalizações ou condições comerciais mais favoráveis.

Nem toda empresa consegue oferecer seus produtos sob demanda, mas as que conseguem têm o benefício de gerenciar estoques muito menores, com menor risco e menor custo. Use a criatividade para encontrar maneiras de incorporar a manufatura sob demanda em seus processos.

Algumas estratégias são mais simples de implementar, mas cada empresa tem um cenário. Porém, no e-commerce, o cenário mais importante é aquele que atende o que o seu cliente precisa. Não deixe de conversar com seus clientes para que eles ajudem sua empresa a identificar as soluções ideais. Investimento em soluções demandadas por clientes tendem a ser mais assertivas, com retorno mais rápido e menor probabilidade de retrabalho.

Leia também: Atualização dos meios de pagamento é futuro do mercado B2B

O post Cinco maneiras de aumentar a produtividade do seu e-commerce B2B apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Cinco maneiras de aumentar a produtividade do seu e-commerce B2B. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.