Ads Top

Como empreendedores menores podem se beneficiar com marketplaces

Fazer parte de uma plataforma que já tem um público consolidado, alta credibilidade, layout e infraestrutura online prontos, conquistar maior visibilidade e economizar nas estratégias de marketing: essas são as principais vantagens de um marketplace.

Mas, ao ter uma estratégia de vendas bem definida, é possível aproveitar ainda mais benefícios. Descubra como, mesmo para micro, pequenos e médios empreendedores, ter uma loja virtual dentro de um marketplace pode ser um grande negócio.

Veja como empresas menores também podem se beneficiar dos marketplaces.

O passo mais importante é escolher o marketplace ideal para sua loja

Pequenos e médios empreendedores se beneficiam com os marketplaces ao escolher aquele que melhor se adequa ao seu modelo de negócio. Existem marketplaces divididos por nichos, voltados apenas para um setor como moda, beleza ou eletroeletrônicos. Por outro lado, há aqueles que englobam diferentes setores dentro da mesma plataforma, e vendem desde livros, peças automotivas até acessórios de maquiagem. Ao pensar na melhor estratégia para o seu negócio, é importante conhecer quem são seus consumidores e o perfil dos usuários de cada marketplace. Assim, você saberá onde seu produto irá se destacar mais.

Os principais modelos de marketplace são:

  • B2B (Business to Business): voltados para negócios entre empresas, sejam produtos ou serviços, onde a empresa pode comprar diretamente dos fornecedores.
  • B2C (Business to Consumer): focados no consumidor final, como no caso de lojas de varejo. Por exemplo, lojas de roupas e livrarias.
  • C2C (Consumer to Consumer): onde os consumidores vendem produtos para outros consumidores. É um caso comum em plataformas voltadas para a comercialização de itens usados, onde os consumidores negociam entre si.
  • Marketplace de nicho: direcionado somente para um nicho específico de consumidores, sejam produtos para decoração, itens para pets ou produtos para cuidados com a pele. É uma forma de chamar a atenção de um público muito bem delineado.

Além das diferenças de cada modelo de marketplace, é necessário observar os valores das taxas cobradas, como comissão e mensalidade, pois elas variam de uma plataforma para outra. Confira também quais tipos de produtos ou serviços podem ser inseridos em cada marketplace, se é possível comercializar itens de fabricação própria, revenda, novos ou usados.

Outro fator decisivo na escolha de marketplaces é pesquisar os recursos e ferramentas oferecidos. Há consultoria de venda e materiais de apoio? Quais são os tipos de publicidade e ofertas em que o marketplace investe para que as lojas inseridas nela utilizem?

Outra questão é a relação com o consumidor dentro do marketplace. O relacionamento com seu cliente é algo muito valioso para fidelizá-lo e impulsionar as vendas. Portanto, é de grande utilidade contar com ferramentas como avaliação do produto e responder comentários.

Após observar essas questões e identificar o que melhor se adequa ao seu plano de negócios, é possível criar diferentes estratégias e usar até mais de um marketplace. Esse é um passo que irá ajudar você, pequeno ou médio empreendedor, a expandir seus negócios e alcançar novos objetivos, como melhorar a margem de lucro.

Entenda seu público para montar uma estratégia de vendas de sucesso

Um dos aspectos mais importantes é conhecer seu público. Isso inclui dados como idade, sexo, localização, marcas mais consumidas e preferências. Uma empresa pode ter um ou mais público foco e criar estratégias de vendas a partir disso. Os marketplaces fornecem dados de uma maneira simples e visual que permite um melhor conhecimento do seu público. Em um e-commerce próprio, dificilmente você conseguiria obter tantos dados ou demoraria muito tempo para construir essa base. Use o acesso a essas informações para desenvolver estratégias de vendas focadas nas principais dores do seu público. Isso pode ajudar a identificar os tipos de produtos ideais e o que deve ser descontinuado. Além disso, é possível aplicar esse conhecimento em todos seus outros canais de venda.

Automação para ter mais autonomia

Encontrar formas de otimizar o tempo e priorizar as tarefas de gestão são essenciais. Com os marketplaces, você pode automatizar processos como o controle de estoque e inventário. É possível, ainda, integrar o sistema com outros softwares. Em vez de fazer essas tarefas manualmente, você pode redirecionar sua atenção para analisar dados, atualizar seu plano de negócios e identificar o que precisa ser melhorado.

Leia também: Principais métricas do marketplace

 

O post Como empreendedores menores podem se beneficiar com marketplaces apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como empreendedores menores podem se beneficiar com marketplaces. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.