Ads Top

Logística no varejo e no e-commerce

As cadeias de suprimentos atuais são mais complexas do que nunca, e as organizações que dela fazem parte são altamente codependentes umas das outras. Cada elo é essencial para o fluxo saudável do processo de abastecimento e deve ser fortalecido para se tornar resiliente em tempos de e-commerce em alta e economia sob demanda.

Após anos de experiência ajudando empresas a se automatizarem, posso afirmar que a melhor maneira de alcançar essa força conjunta é por meio da tecnologia. E se eu pudesse dar uma dica para uma empresa que está começando sua digitalização neste momento, seria a de priorizar os centros de distribuição e conquistar benefícios em toda a cadeia.

Não estou sozinho nessa posição. Varejistas do país inteiro, de diferentes portes, estão reforçando suas operações de armazéns e centros de distribuição com soluções tecnológicas que fornecem às equipes as informações e ferramentas necessárias para reagirem rapidamente a imprevistos, evitando atrasos e garantindo o fluxo normal da operação.

Trabalhando lado a lado com empresas que estão se mexendo para se tornarem mais competitivas, divido com vocês as soluções aplicadas nos bastidores – nos armazéns – que mais têm trazido resultados e que são responsáveis por entregas rápidas de e-commerce e por prateleiras de lojas sempre cheias:

Operações de carga e descarga baseadas em análise preditiva

Soluções de última geração aproveitam a análise preditiva para otimizar as operações de carga e descarga de um varejista. Fazendo um paralelo entre comportamentos históricos e as atuais demandas e disponibilidade de recursos, a tecnologia contribui para otimizar a execução de tarefas de carga e descarga, identificando quando e onde alocar mão de obra, por exemplo. A gestão mais eficiente das operações contribui para times que sempre sabem qual é a próxima tarefa a ser executada.

Visibilidade de estoque com scanners e RFID para atendimento rápido e redução de perdas

As operações de logística não começam e terminam na área das docas de carga e descarga. Assim que os paletes são descarregados, condutores de empilhadeira precisam saber imediatamente para onde levá-los. Também devem ser capazes de escanear paletes como um todo ou pacotes unitários, contabilizando os itens de maneira rápida e eficiente, à prova de erros humanos. Tecnologias como scanners estacionários industriais, câmeras de visão inteligente e identificação por radiofrequência (RFID) tornam tudo isso possível e ainda melhoram a precisão de tarefas e registros, permitindo o acompanhamento do processo por todos os elos da operação, inclusive o consumidor. É assim que é possível monitorar o andamento do seu pedido, desde a aprovação do pagamento até a porta de casa.

Operações da cadeia de frio na temperatura certa com tecnologias de rastreio

Uma cadeia de suprimentos otimizada é ainda mais crítica quando falamos de uma cadeia de frio. Produtos como alimentos, flores e medicamentos exigem temperaturas específicas e constantes durante o trânsito. Tecnologias de rastreamento, incluindo RFID, sistemas de código de barras e sensores de temperatura podem ajudar a monitorar a carga de caminhões ou contêineres, garantindo a manutenção do clima ideal, com informações sobre localização e temperatura sendo registradas e compartilhadas com toda a cadeia de suprimentos. No último ano, a solução de controle de temperatura foi usada ao redor do mundo para garantir que as vacinas contra a Covid-19 chegassem à população em perfeito estado.

Cadeias mais organizadas com automação

A logística é uma orquestração complexa de etapas em constante movimento. O que acontece no recebimento impacta toda a operação, incluindo picking, embalagem, inspeção do produto, expedição e exposição nas prateleiras. Investir em maior automação na captura de dados, na coordenação de tarefas e processos de rastreamento pode ajudar operadores de armazéns e centros de distribuição a identificar e abordar os pontos problemáticos antes que eles afetem todo o sistema. Novamente, isso é possível por meio de dispositivos simples e versáteis, como computadores móveis, scanners e impressoras, e por meio de softwares de última geração que interagem com os outros sistemas da empresa.

O varejo enfrenta uma escolha crítica: manter as coisas como estão e lutar contra o impacto de imprevistos e atrasos ou implementar novas tecnologias que podem melhorar os fluxos de trabalho e garantir gestão de pedidos e de estoque de primeira linha.

Por mais que toda a operação dos e-commerces e lojas esteja caminhando para a automação, é nos armazéns e centros de distribuição que os investimentos em tecnologia das empresas mais surtem impacto e se transformam em benefícios para toda a operação e para o consumidor.

Leia também: A importância da capilaridade para a eficiência das entregas

O post Logística no varejo e no e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Logística no varejo e no e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.