Ads Top

Transportadoras preparadas para garantir segurança nas entregas do e-commerce

A nova onda da Covid-19 registrada com a variante ômicron vem trazendo reflexos de imediato na Saúde. Isso ocorre por conta do seu alto poder de transmissão, e impacta a operação de diversos outros mercados. Afinal, tem afastado pessoas infectadas e contribuído para a volta ao home office por tempo indeterminado — ou seja, posterga a retomada das atividades de trabalho presenciais ou híbridas.

Para o e-commerce, este cenário de agravamento da pandemia acaba se refletindo em crescimento, já que as compras online são priorizadas em relação às aquisições em lojas físicas (por conta do isolamento).

Contudo, o aumento das transações pelo comércio eletrônico, em um momento de mais casos de infecções com a nova variante, traz desafios às transportadoras. Essas, atuam na tangibilidade de tudo que se compra no ambiente virtual, e se encontram focadas em fortalecer toda a infraestrutura logística em favor das melhores práticas de entregas exigidas pelo atual momento.

Prioritariamente, o objetivo é garantir a saúde e a segurança das pessoas. Neste caso, seja àquelas trabalhadoras de qualquer área do ecossistema das entregas e coletas, especialmente motoristas e entregadores da última milha; sejam os parceiros e, claro, os consumidores, que adquirem seus produtos nos varejistas virtuais e marketplaces.

Em janeiro deste ano, as operações estão no mesmo patamar de volume registrado no fim do ano passado — quando o ritmo de vendas se acelerou por conta da Black Friday e do Natal. Por conta disso, transportadoras e operadores logísticos redobraram os cuidados preventivos por meio de protocolos rígidos de combate à nova variante do coronavírus.

Principalmente das áreas operacionais e dos veículos, algumas informações sobre a pandemia foram reforçadas, como:

  • esforços para que todos estejam vacinados;
  • medidas de higiene e proteção internas das empresas, como o aumento da frequência de limpeza;
  • intensificação de reuniões através de videoconferência;
  • presença de equipes de saúde ainda mais alertas e testando com mais frequência.

Adicionalmente, a contratação de pessoal extra permanece, e há planos de remanejamento e apoio entre unidades para que as operações não sejam de maneira alguma comprometidas.

Entregas, por exemplo, são realizadas sem qualquer contato físico, preservando o entregador e o consumidor. Afinal, no recebimento da encomenda pelo delivery não é preciso assinar o recibo no papel ou dispositivo móvel do entregador. Agora, o colaborador apenas coleta os dados (nome e RG do recebedor) para dar baixa no sistema.

Pode-se afirmar que a logística é uma atividade fundamental para o e-commerce e ganha ainda mais importância neste momento de nova variante do novo coronavírus. Portanto, ela requer investimentos para que as transportadoras ofereçam aos embarcadores e consumidores a melhor infraestrutura. Esse mesmo adicional envolve a tecnologia embarcada nas entregas e coletas, que trazem mais eficiência e agilidade aos processos.

A automatização e a digitalização apoiadas em softwares garantem a integração de todo o ecossistema, como:

  • monitoramento diário e em tempo real da operação;
  • medição do tempo de cada etapa, bem como nos sistemas de gerenciamento de armazéns e de transportes.

Lembro ainda que investir em equipamentos de seleção de última geração são igualmente primordiais para o sucesso da última milha.

Portanto, neste momento ruim de agravamento da pandemia — que se reflete em mais movimentação de cargas fracionadas do e-commerce —, é fundamental que as transportadoras e operadores logísticos estejam preparados para prestar um atendimento seguro a todos. E, por fim, manter simultaneamente níveis positivos de satisfação de embarcadores e consumidores.

O post Transportadoras preparadas para garantir segurança nas entregas do e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Transportadoras preparadas para garantir segurança nas entregas do e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.