Ads Top

Estratégias para o seu e-commerce em 2022

Com a instabilidade econômica, lojas online precisaram investir em estratégias de marketing para vender mais. Veja o que vai continuar em alta

O ano de 2021 trouxe graves consequências da pandemia de Covid-19, incluindo instabilidade econômica. Com o aumento constante dos preços, o consumidor acabou com receio de gastar. Isso, claro, se reflete nos resultados de lojas, que viram nas estratégias de marketing digital uma forma de divulgar seu e-commerce e potencializar seus negócios.

Agora, é hora de utilizar as melhores estratégias de marketing para atingir um público ainda maior e garantir a boa presença digital do negócio. Veja as tendências que estarão em alta em 2022:

Olhar sobre 2021 para pensar 2022

Analisar as tendências deste ano é fundamental para entender o que pode ou não continuar no ano seguinte. Ainda como consequência da pandemia, uma série de estratégias se desenvolveu com mais rapidez para manter o consumidor comprando, sobretudo no meio online, que mantém um crescimento exponencial.

Takeaways

Confira um pequeno resumo do que se viu em 2021:

  • o WhatsApp não substitui o e-commerce (apesar de ter ganhado força): ele pode ser utilizado com o chatbot para fazer o atendimento inicial, além de facilitar a interação entre empresa e cliente;
  • humanização das marcas: 2021 sofreu com o impacto negativo que a Covid-19 trouxe para a vida do consumidor. Uma relação mais humana e compreensiva ajuda a estreitar laços e a criar campanhas de vendas mais sensíveis;
  • TikTok é importante: a rede social preferida da geração Z pega uma boa fatia de consumidores. Além disso, o público mais velho também está criando perfis e procurando marcas por lá;
  • slow content: mais importante do que a quantidade é a qualidade do seu conteúdo. Portanto, muitas marcas abrem mão das postagens diárias por conteúdos mais ricos, que estão alinhados com seus objetivos de venda;
  • delivery não é apenas de comida: a entrega rápida motiva o consumidor a comprar, já que terá o produto em mãos com mais rapidez e praticidade.

Tendências

Veja o que estará em alta no próximo ano:

Compra por voz

Digitar o nome do produto no Google ou no e-commerce é ainda o método mais utilizado, mas não necessariamente o mais prático. A compra por voz, ou seja, o uso da fala para fazer uma pesquisa na internet, foi uma tendência que apareceu em 2021 e pretende se firmar no ano seguinte.

Esse tipo de pesquisa vem crescendo consideravelmente, até mesmo para buscas simples no Google. O efeito é tão grande que tem afetado até mesmo as regras de SEO para os profissionais de marketing.

As vendas por meio do comércio de voz devem atingir US$ 40 bilhões até 2022, de acordo com dados da OC&C Strategy Consultants.

Mascotes digitais

O tradicional garoto-propaganda já não é mais de carne e osso, mas também não é um simples mascote. Hoje, as marcas investem em personagens digitais para representar a empresa. E isso não significa apenas uma animação em banners: esses “embaixadores virtuais” interagem com o público, fazem dancinhas no TikTok e até agem como influencers.

As vantagens aqui são inúmeras: o mascote não envelhece, tampouco se mete em confusões que possam levá-lo ao cancelamento. Além disso, é mais em conta para as empresas do que investir sempre em um garoto-propaganda de verdade.

Por fim, é um recurso no qual até mesmo pequenas empresas podem investir, mesmo sem a parte da animação. O importante é investir no atendimento. A experiência imersiva é interessante para o público, e melhor ainda é que ele tenha seus problemas resolvidos.

Chatbot e inteligência artificial

Já faz alguns anos que o chatbot surgiu no marketing digital, mas foi em 2021 que ele mais se firmou. Em 2022, não será diferente. Aqui, o que se espera é que a inteligência artificial seja mais desenvolvida para permitir que os robôs assimilem as informações cedidas pelas pessoas e consigam resolver problemas mais complexos (machine learning). Assim, o chatbot será capaz de fazer todo o atendimento básico e passar apenas casos importantes para o atendente humano.

Meios de pagamento instantâneos

Surgido no final de 2020, o Pix revolucionou a forma de transferir dinheiro — o que poderia demorar dias caso fosse feito em um fim de semana ou feriado, por exemplo, agora, ela ocorre em segundos. Então, por que não levar essa forma de enviar e receber valores para o e-commerce?

O uso de pagamento instantâneo facilita a compra do consumidor. Ele já não precisaria esperar dois dias para o pagamento do boleto cair na conta da empresa. Além disso, é uma ótima opção para quem evita gastar no crédito: como o dinheiro sai diretamente da conta corrente, o cliente não se assusta com faturas altas.

Super aplicativos

No Brasil, o uso da internet pelo celular é maior do que pelo computador tradicional ou notebook. Prático, leve e de fácil acesso, o smartphone carrega a vida do indivíduo em poucos aplicativos. Mas o que mais espanta é que, por mais que o usuário procure por aparelhos com grande capacidade de armazenamento, em 80% do tempo ele usa apenas três, segundo dados do site Statista.

Se o usuário fica apenas em poucos aplicativos, o ideal é oferecer a ele um app com uma experiência mais completa justamente para que ele não precise ir a outros para encontrar o que não acha no seu. Ofertas pensadas no seu cliente, cupons de desconto e diferentes formas de pagamento são alguns recursos que vão melhorar a experiência dele.

Live commerce

Durante a pandemia de Covid-19, as lives ganharam muita força. Com elas, o patrocínio e uma técnica de marketing inovadora: na tela, aparecia um QR Code e o usuário poderia fazer uma compra na hora, que poderia ser de um item exclusivo ou de um desconto único.

Além de apresentar novidades ao público, o e-commerce consegue criar picos de venda em um determinado momento. Por fim, ainda aumenta a relação com o consumidor, principalmente a confiança na marca.

O post Estratégias para o seu e-commerce em 2022 apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Estratégias para o seu e-commerce em 2022. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.