Ads Top

Drones entregadores: um futuro distante?

Quem acompanha as tendências do varejo, de e-commerce e do comércio de forma geral, sabe que os drones entregadores estão sempre na lista de inovações que estão chegando.

No entanto, mesmo sendo uma tendência, não é de hoje (e nem deste ano) que as empresas possuem equipes inteiras que pensam nesse projeto de entregas (e até mesmo em outros serviços) por meio de drones.

Quem está pensando nos drones entregadores?

Os drones entregadores já não se mostram mais como um futuro tão distante. Mas ainda não estão inteiramente consolidados, afinal, ter licença e conhecimento para utilizar esse recurso demanda tempo e esforço.

Mas isso vou falar um pouco mais à frente. Por agora vamos ver quais empresas já estão com projetos e até mesmo previsões para o uso de drones em seus serviços.

  • Amazon

Essa gigante do comércio eletrônico já tem planos consolidados para drones entregadores desde 2013. A empresa estava testando o equipamento para entregar pacotes de até 5 kg em um prazo de até 30 minutos.

Além disso, eles anunciaram que em 2019 esse serviço já estaria disponível em algumas cidades. No entanto, devido a problemas internos o projeto ainda está em andamento e não foi lançado.

Ifood

O grande aplicativo de entregas de comida também está por dentro da novidade. Em um dos seus canais oficiais, a empresa explicou como seria a dinâmica, uma vez que muitos entregadores ficaram receosos em perder sua função. Segundo a empresa:

“O drone não fará entregas nas janelas dos clientes, isso não soa muito seguro e nem higiênico, na verdade. A ideia é que ele complemente a operação dos modais tradicionais, realizando a primeira parte da rota das entregas, que será finalizada por um entregador com moto, bike ou patinete.”

Os testes iniciais foram feitos em rotas de 400 metros, na cidade de Campinas. De acordo com a empresa, a rota dos drones entregadores liga a praça de alimentação do Shopping Iguatemi da cidade e o iFood Hub, que fica nas redondezas.

Google

Claro que a Google não ia ficar de fora dessa onda. A empresa, no entanto, atua com o Project Wing, que começou a testar seus voos no ano de 2014, na Austrália. Mas só recentemente foi autorizada pela FAA (órgão regulador do espaço aéreo nos Estados Unidos) para trabalhar com entregas comerciais.

Para além do serviço de entrega de e-commerce

Obviamente que muitas outras empresas estão nessa busca por aprimorar seus serviços com o recurso de drones entregadores. Algumas delas também são:

  • FedEx;
  • Uber com o UberEats;
  • Microsoft;
  • Facebook;
  • Apple;
  • IBM;
  • Walmart;
  • Intel.

Lembrando que dessas empresas, nem todas fazem testes no Brasil, por isso, o uso da tecnologia deve demorar um pouco mais para chegar ao País. Além disso, nem todas usam exclusivamente para a finalidade de entregar produtos comerciais, como compras, comida, roupas, etc.

Os drones também são usados para entretenimento (com câmeras e até mesmo show de luzes), hospitais usam para transportar amostras médicas, empresas digitais fazem uso do drone para levar internet a áreas remotas, e assim por diante. Todos esses usos trazem os seguintes benefícios para as empresas:

Serviços logísticos vão ficar de fora?

Mesmo com a tecnologia ainda não disseminada no Brasil, a resposta é simples: não. Os serviços de logística não serão menos necessários, pelo contrário.

Como o iFood citou acima, os drones entregadores não farão tudo, não irão bater na porta do cliente. A intenção é que drones apenas agilizem o caminho e otimizem o processo. Isso significa que serviços logísticos ainda possuem um papel de grande importância, principalmente com toda a parte de packing, armazenagem, enfim, todo o processo.

Por isso, é importante que empresas especializadas em soluções logísticas estejam atentas às mudanças e inovações. Isso porque os drones entregadores são apenas mais uma das novidades e tendências que o setor promete para os próximos anos. Um bom trabalho é feito com integrações, não substituições.

Leia também: Com atraso e aos poucos, atacarejos se rendem às vendas pela internet

O post Drones entregadores: um futuro distante? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Drones entregadores: um futuro distante?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.