Ads Top

Entenda como aumentar o nível de recompra do seu e-commerce

Muitas pessoas reclamam por receber e-mails e mensagens sem sentido de lojas virtuais. Realmente, em muitos casos, as empresas, quando se valem do e-mail marketing, o fazem de forma atrapalhada e sem o devido planejamento. Porém, se bem utilizada, a ferramenta pode se tornar fundamental para a obtenção de resultados em uma loja virtual. Por isso, hoje falaremos sobre como aumentar o nível de recompra dos e-commerces por meio desta solução. Fique comigo até o fim deste artigo.

Em primeiro lugar, valem algumas considerações antes de iniciar esta conversa. Todos os anos é muito comum ouvir alguém dizer que o e-mail morreu. Isto não é verdade. Ele segue firme e forte como um canal de relacionamento desde que a estratégia seja bem traçada.

Durante a semana, por exemplo, as quedas de plataformas como WhatsApp, Facebook e Instagram deixaram clara a necessidade de contar com outros canais de comunicação em um negócio. Enquanto tudo estava fora do ar, você provavelmente continuou a receber e-mails normalmente.

Mas, voltando ao tema inicial do artigo, hoje muitas empresas de e-commerce focam demais na aquisição de novos clientes e acabam, de certa forma, negligenciando aqueles que já são seus consumidores.

E isto é um erro grave. O custo por clique está nas alturas e nunca foi tão caro patrocinar um conteúdo na internet. Por isso, é muito importante contar com estratégias que ajudem a reter compradores.

Em geral, um consumidor recorrente possui ticket médio maior. Ele compra mais e paga mais caro, além de indicar a sua loja para amigos e familiares. E isto tem um valor inestimável para uma empresa no longo prazo.

Contudo, qual caminho seguir exatamente?

Eu diria que um profissional ou empreendedor precisa investir na integração da plataforma com o CRM, que será o grande driver de relacionamento com o cliente. Com ele será possível organizar campanhas personalizadas e segmentadas por meio de dados.

Neste sentido, a capacidade analítica do colaborador ou gestor é fundamental. Esta pessoa vai precisar saber usar o Google Analytics para trabalhar com recompra. Com o GA, ela entenderá o comportamento do consumidor em relação a determinados tipos de produtos, categorias e marcas.

Dito isso, a elaboração de um planejamento mensal adequado de campanhas com dias e horários de envio definidos de forma organizada também é parte essencial do projeto.

Lembre-se de sempre mensurar resultados. Use plataformas e ferramentas, mas não esqueça de acompanhar os números. E a grande dica neste sentido é fazer este acompanhamento virar um hábito diário. Fará toda a diferença no futuro.

Por fim, alguns hacks também podem ajudar o lojista virtual que esteja atrás de alguma orientação. Campanhas automatizadas de recompra e cross sell com base no último pedido podem ser interessantes.

Mas, como funciona exatamente?

Na prática, se um produto tem alta recompra, como suplementos alimentares, é possível identificar a quantidade de dias que as pessoas levam para comprar novamente e impactá-las novamente com base neste histórico. E lembre-se de fazer o link para oferecer produtos relacionados ao tema daquele comprado anteriormente.

O mesmo vale para itens com pouco giro. Uma loja de câmeras fotográficas, por exemplo, pode oferecer cases, lentes, carregadores e outros itens correlacionados.

O segundo hack trata de campanhas automáticas de feliz aniversário. Aqui vale um parenteses. Todos gostam de ser lembrados nesta data, mas é preciso lembrar que muitas lojas já enviam mensagens parabenizando as pessoas. Neste sentido, pense em estratégias um pouco diferentes, eu diria, fora da caixa. Envie conteúdos no mês, antes ou até depois da data. Suas chances de ser visto serão maiores.

Já o terceiro trata dos clientes VIPs. Boa parte das lojas não sabem quem são esses consumidores. De forma resumida, são todos os que estão na sua lista e compram recorrentemente de você. Estas pessoas devem ser tratadas de uma forma diferenciada dentro da sua loja.

Na Black Friday, por exemplo, promoções podem ser antecipadas para este cliente, além do oferecimento de frete grátis e até brindes. Além disso, invista em outras formas de relacionamento. Se possível, ligue para esta pessoa e agradeça a confiança. Fugir do online também pode trazer bons resultados. Claro, desde que se saiba como utilizar as ferramentas.

Remarketing nas redes sociais para a recompra

O quarto, por sua vez, trata daquela base de clientes inativos. Em todas as lojas sempre existem aqueles que não compram há algum tempo. Como reativá-los? Organize campanhas mensais e teste novos conteúdos para tentar reengajar esta pessoa. Ofereça promoções, frete grátis ou alguma vantagem. Contudo, estabeleça um limite para esta comunicação. Caso não tenha retorno, use um e-mail de break-up encerrando os contatos. Este tipo de estratégia costuma surpreender.

Por último, muitos pensam que uma base de e-mails serve apenas para campanhas de e-mail marketing, mas isto também não é verdade. Nas redes sociais é possível fazer remarketing e impactar quem já se relacionou com a loja. Se você tem uma lista de clientes VIP, é possível fazer campanhas que apareçam para essas pessoas nas redes sociais. Isto também vale para reativação.

Para encerrar, é fundamental deixar clara a mensagem de que CRM não é simplesmente apertar um botão. Um consumidor que se sente bem atendido provavelmente voltará a comprar do seu e-commerce. Portanto, é preciso ter uma estratégia e se dedicar aos processos para a recompra. Os resultados, sem dúvida, logo aparecerão.

O post Entenda como aumentar o nível de recompra do seu e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Entenda como aumentar o nível de recompra do seu e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.