Ads Top

Como aliar Inbound Marketing ao SEO para impulsionar o e-commerce?

Inbound marketing e SEO são métodos que se convergem em diversos aspectos. No entanto, não são interdependentes – visto que um não depende do outro para existir –, mas podem ser trabalhados em conjunto para alcançar resultados notáveis a curto, médio e longo prazo.

Nesse sentido, trago neste artigo uma reflexão acerca desse tema para que você entenda como o SEO pode ser um aliado para metodologia de inbound marketing e vice-versa, com isso, você compreenderá qual a relação entre as duas estratégias e como aplicá-las concomitantemente em seu site.

Imagem de um imã "puxando" pessoas

Inbound Marketing: uma metodologia de relacionamento

Inbound marketing é a nomenclatura dada pela Hubspot para a metodologia que visa atrair clientes por meio de conteúdos valiosos, que elevem a experiência do usuário de modo personalizado e criem relação de valor com o público. Portanto, mais do que atrair, o método diz respeito a criar relações duradouras com prospects e clientes, fazendo com que eles se sintam capacitados a atingirem seus objetivos em qualquer etapa da jornada que realizam no domínio que visitam.

Entre as principais características e objetivos do inbound, podemos citar: comunicação interativa, engajamento, bom relacionamento com o cliente e, principalmente, assertividade – no sentido de garantir que o produto seja encontrado por pessoas realmente interessadas.

Essas características são opostas ao velho outbound marketing, conhecido também como uma estratégia de “marketing tradicional” para prospecção ativa de clientes. No marketing offline, utilizam-se de propagandas em televisão e rádio, telemarketing/ cold calling, flyers, banners e outdoors para captar possíveis interessados.

Porém, com a ascensão do online e consequente mudança de comportamento dos consumidores, a venda direta e invasiva começou a ficar para trás, dando lugar a uma nova abordagem: o outbound marketing 2.0 de Aaron Ross. Essa metodologia traz novas maneiras de conectar com o cliente como: cold calling 2.0, banners e anúncios em sites, propagandas em vídeo, links patrocinados, etc.

A publicidade continua sendo um ponto crucial dentro do outbound, porém a diferença está na segmentação. Com o direcionamento e informações sobre o interesse e estágio de compra, é possível atuar de forma assertiva para atrair clientes clientes em potencial.

As 3 fases do Inbound Marketing

Considerando que a metodologia inbound consiste em garantir um bom relacionamento com o cliente, ela pode acontecer em três fases:

Atração

Essa fase tem o propósito de atuar em estratégias específicas e comunicação adequada para ser encontrado pelo público em potencial. Assim, a ideia é conquistar novos visitantes para seu site e transformá-los em prospects.

Engajamento

Após “atrair o desconhecido” e transformá-lo em prospect, o próximo passo é engajar esse prospect e transformá-lo em cliente. Para isso, faz-se necessário oferecer soluções adequadas a seus problemas, a fim de estabelecer uma relação de confiança e aumentar as chances de ele comprar com você.

Encantamento

Ao oferecer ajuda para o seu cliente ter sucesso com o seu produto, você o está encantando e transformando-o em um promotor da marca. Dessa forma, as chances de tê-lo como cliente fiel, que sempre compra no seu site e ainda faz indicações para os amigos e familiares, é muito maior.

Essas três fases têm uma relação bem estreita com o famoso funil de vendas, estando a etapa de atração no topo do funil e a de encantamento, no fundo. E assim entendemos que, ao fazer inbound marketing, trabalhamos também com a jornada completa do usuário, oferecendo os subsídios necessários para construir o relacionamento em cada momento de compra.

Como o SEO contribui com o Inbound Marketing?

Existem estratégias específicas para cada uma das fases apresentadas. Quando falamos da etapa de atração, não tratamos do objetivo despretensioso de aumentar o número de acessos de quaisquer visitantes, mas sim de trazer pessoas interessadas no produto/serviço e que apresentem maiores chances de se tornarem leads e, posteriormente, em clientes satisfeitos.

Nesse sentido, as estratégias para atrair o público-alvo devem estar vinculadas à construção de conteúdos relevantes e adequados ao momento da jornada do usuário. Inicie produzindo artigos em um blog, publicando vídeos e imagens nas mídias sociais, construindo guias completos ensinando a utilizar os produtos, e dispondo de informações sobre como sua solução pode ajudar no problema de seu cliente.

Agora, para conquistar um público de modo mais aprofundado, é importante otimizar o conteúdo com base em estratégias de SEO. Isso porque, ao trabalhar as palavras-chave específicas em seu domínio, você garante que seu conteúdo apareça de maneira orgânica na página de resultados dos mecanismos de busca (SERP), ou seja, que seu público-alvo te encontre de modo natural ao realizar suas pesquisas. E é aí que o SEO e inbound começam a estabelecer uma relação promissora.

Algumas ações de SEO para atrair pessoas qualificadas são:

  • Construção de autoridade da marca/autor no nicho por meio de conteúdos que fortaleçam seu EAT (Expertise, Authoritativeness and Trust);
  • Blogposts com conteúdos relevantes, que respondam à necessidade da keyword em foco;
  • Guias que ensinem e tragam na utilização de produtos;
  • Landing pages bem estruturadas.

Em outras palavras, ao fazer um trabalho refinado de SEO, você permite que sua empresa seja encontrada pelo seu público-alvo quando ele estiver buscando por informações em cada etapa de sua jornada: descoberta, consideração ou decisão. Dessa forma, o objetivo de ser encontrado pelas pessoas certas, no momento certo, é concluído com sucesso.

Devo fazer SEO ou Inbound Marketing?

Para muitos, fazer SEO é focar em palavras-chave, mas a verdade é que a questão vai muito além disso. Para contextualizar, o SEO é fundamentado por três pilares que fazem dele uma estratégia pertinente em diferentes cenários: On Page, Off Page e UX, e vale uma explicação breve sobre cada um deles:

On Page

Esse pilar se refere às ações realizadas “dentro do site”, e influencia diretamente em sua classificação na SERP. Assim, subdivide-se em SEO Técnico, com ações que envolvem velocidade, estrutura, dados estruturados etc; e SEO de Conteúdo, que engloba links internos, SERP, blogposts e análise de palavras-chave, por exemplo.

Off Page

Essas são as otimizações “fora do site”, e muitas vezes não estão ao nosso alcance. Backlinks, Redes sociais e ORM (Online Reputation Management) são o grande foco.

UX

O pilar de User Experience diz respeito à experiência do usuário. As métricas se referem à Taxa de Cliques, Taxa de Rejeição, Tempo de Permanência e Dwell Time.

Isso comprova que o SEO é muito mais do que uma técnica para atrair o público-alvo por meio de conteúdos: é uma estratégia para garantir que o usuário navegue por um site responsivo, rápido, que seja autoridade no nicho, que tenha conteúdos de qualidade para ajudá-lo em sua jornada de compra e que sua experiência seja a melhor possível desde o primeiro contato, lá na SERP.

Por esta razão, se mostra um investimento indispensável para quem procura um retorno progressivo e a longo prazo. Afinal, de nada adianta atrair o usuário para um site “vazio” e mal estruturado, que seja lento e pouco navegável – pois o número de acessos aumentaria junto com sua taxa de rejeição.

Retomando a metodologia de inbound marketing, que tem como objetivo consolidar um relacionamento duradouro com o consumidor, esta também não seria eficaz sem um bom SEO: se um usuário não tiver uma boa experiência no site, não vai sequer fazer a primeira compra e tampouco promover a marca. Então o ciclo (denominado como flywheel) é quebrado logo após a atração deste potencial cliente.

E é por isso que recomendamos fazer SEO independentemente de outros canais ou metodologias – claro que o ideal é apostar no SEO e no Inbound Marketing de modo conjunto, como complementares, mas sabemos que isso nem sempre é possível em um primeiro momento.

Para definir um plano estratégico para seu site, pense nas características de seu e-commerce: ele é novo e tem como objetivo gerar tráfego a curto prazo? O inbound vai ser excelente para trazer novos usuários nesse espaço de tempo. Agora, se seu site já está ganhando maturidade e tem como objetivo crescer de modo progressivo a médio e longo prazo, o SEO é uma ferramenta essencial.

Por fim, se você tiver a oportunidade de aliar as duas estratégias em seu e-commerce, aposte no SEO como uma ferramenta de atração do inbound marketing e usufrua dos resultados de modo progressivo e gradual.

O post Como aliar Inbound Marketing ao SEO para impulsionar o e-commerce? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como aliar Inbound Marketing ao SEO para impulsionar o e-commerce?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.