Ads Top

Marketplace segmentado: uma alternativa para seu e-commerce

Um dos efeitos da pandemia no mercado foi a consolidação do e-commerce e o rompimento de paradigmas estabelecidos até então. Consequentemente, o número de marketplaces também teve crescimento exponencial durante o período.

Os marketplaces são espaços para vendas. Atualmente, o termo tem sido mais utilizado para designar espaços de comercialização na Internet que contam com estrutura para apresentação de produtos e transação de pagamento de maneira fácil e ágil. Possuem certo caráter colaborativo, já que várias empresas, de diversos tipos e setores, se unem como um grande conglomerado com o mesmo fim.

Uma nova tendência que vem ganhando força são os marketplaces segmentados. Também chamados de marketplaces de nicho, adotam a estratégia de trabalhar com produtos de um mesmo universo, sendo exclusivos para determinado segmento.

Os marketplaces segmentados chamam a atenção por estarem focados em grupos específicos. Com público qualificado, há mais chances de o cliente já ter certeza do que quer, o que pode ser um diferencial para a conversão de vendas.

Por isso, pode ser encarado como mais vantajoso do que um marketplace tradicional, já que a probabilidade de vender seria maior. Entretanto, não é necessário escolher entre um tipo específico de canal. Você pode estar presente em diferentes marketplaces, agregando possibilidades de comunicação com seu cliente.

Olhando pela perspectiva do consumidor, um marketplace segmentado promove facilidade para adquirir aquilo que ele está procurando, seja produto ou serviço, pois é muito mais prático encontrar opções específicas em determinado site do que ficar utilizando vários filtros e fazendo longas buscas em um espaço com uma variedade tão grande que apresenta resultados alheios à busca.

Para o empreendedor, os benefícios de estar em um marketplace segmentado incluem maior taxa de conversão, fidelização do público e direcionamento mais assertivo de campanhas de marketing.

Perfis de cliente

Antes de escolher a qual marketplace se vincular ou até mesmo de pensar em criar seu próprio marketplace segmentado, é interessante ter clareza do tipo de negócio com que se trabalha ou quer trabalhar e, consequentemente, o perfil de seus clientes.

No perfil Business to Consumer (B2C), as transações são feitas de empresas para consumidores finais. Alguns exemplos são Magazine Luiza, Dafiti, Airbnb e Uber. O perfil Business to Business (B2B) corresponde ao tipo em que os negócios ocorrem entre empresas, como o que é feito no VR Benefícios e Alibaba. Por fim, o perfil Consumer to Consumer (C2C) refere-se às transações feitas de consumidor para consumidor. OLX e Enjoei são alguns exemplos dessa modalidade.

Para criar uma plataforma marketplace de segmentado

Caso opte por desenvolver uma plataforma de marketplace, é necessário levar em conta alguns pontos em nome do bom andamento de suas atividades.

Primeiro, defina um nicho, observando o potencial de crescimento dele. Para tanto, uma pesquisa de mercado é bem-vinda. Na sequência, defina o foco de seu trabalho: irá trabalhar com venda de produtos, serviços, aluguel, agendamentos? O próximo passo é o estabelecimento da plataforma em si. Considere as funcionalidades e benefícios, além do suporte oferecido.

A etapa seguinte é a prospecção de vendedores ou prestadores de serviço para a sua plataforma. Para facilitar, defina a persona que irá fazer parte desse marketplace. Assim, ficará mais claro identificar em quais canais irá encontrá-los. Também pense nas estratégias para fechar o negócio. O modelo de pagamento de comissão por venda costuma ser mais atrativo do que o que exige assinatura.

Depois disso, desenvolva estratégias de marketing para trazer clientes para seu marketplace. Você pode ir testando diferentes canais e modalidades para avaliar qual é mais eficiente no seu nicho e, posteriormente, intensificá-la.

Tenha sempre em mente que a tendência no marketplace segmentado é de que o público seja mais exigente. Portanto, não meça esforços para garantir uma boa experiência a seus clientes, transmitindo credibilidade de qualidade.

Ter uma boa gestão de logística evita desgastes desnecessários com clientes insatisfeitos por conta de extravios, atrasos na entrega e dificuldades no rastreio. Além disso, economiza tempo na fila dos Correios para postagem de objetos.

Uma empresa especializada em soluções logísticas pode oferecer as melhores opções de entregas para o seu negócio – inclusive, com coleta gratuita, evitando tempo perdido na fila dos Correios.

O post Marketplace segmentado: uma alternativa para seu e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Marketplace segmentado: uma alternativa para seu e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.