Ads Top

Com CPC nas alturas, e-mail marketing pode ser alternativa para e-commerces

Um velho conhecido dos profissionais de marketing e e-commerce é o Custo por Clique, o famoso CPC. Com o “boom” causado pela pandemia, se valer de campanhas pagas ficou muito mais caro e, claro, o CPC também. Isto ocorreu porque hoje as empresas têm se preocupado muito em captar novos clientes e acabam esquecendo daqueles que já consumiram daquela loja antes. Esta base deveria ser vista de outra forma já que ela é o maior ativo que um negócio pode ter.

Nesta linha, com o e-mail marketing você pode conversar e personalizar o atendimento de uma forma mais orgânica, sem custos elevados. Afinal de contas, para alcançar resultados nos negócios é fundamental combinar a atração de novos consumidores com a construção de relacionamentos duradouros com aqueles que já são clientes.

De acordo com dados do Smile.io, se um e-commerce for capaz de estimular um consumidor a fazer uma segunda ou terceira compra, existe 54% de chances de ele voltar a adquirir daquela loja.

Na mesma linha, indicadores do Retention Science também revelam que, em geral, os compradores de segunda viagem costumam gastar 33% mais do que novos clientes.

A partir disso, existem algumas dicas sobre o que fazer para conseguir reter mais clientes e aumentar as vendas com o apoio do e-mail marketing.

A primeira delas é identificar os clientes. O modo como uma empresa se comunica com os consumidores pode determinar muita coisa sobre o relacionamento de ambos. Desta forma, alinhar o discurso correto direcionado para cada tipo de comprador é ponto essencial para ajudar nos resultados.

Partindo deste ponto de vista, algumas ações simples podem fazer a diferença, como a elaboração de um cronograma para o envio de conteúdos temáticos e a seleção de ofertas de acordo com o perfil do consumidor. Também existem os clientes que eu chamo de VIPs e que merecem muita atenção, pois são aqueles que compram com certa frequência com um bom ticket médio.

Outro ponto importante é a constância do envio de conteúdos via e-mail marketing. O contato visual com a empresa na caixa de entrada, por si só, já ajuda a construir a imagem da marca no ideário do consumidor.

Em relação à periodicidade, não existe uma regra fixa. Alguns e-commerces conseguem obter ótimos resultados com mais e outras com menos conteúdos.

O plano, neste caso, deve levar em consideração o tipo de material que você tem para entregar, a disponibilidade do seu público e o relacionamento que ele tem com a marca.

Por outro lado, datas comemorativas também podem servir como gancho quando falamos de atendimento personalizado. Porém, é preciso ter certos cuidados para não enviar uma campanha para o público errado. Isto pode gerar uma ideia no cliente de que ele não é importante para a marca.

Neste sentido, busque datas que se relacionem com o seu nicho de mercado e com os hábitos do seu público. E cuidado, evite erros de segmentação.

Uma questão não menos importante também diz respeito aos lembretes de pagamento. Segundo dados do Serasa Experian, mais de um terço dos brasileiros estavam inadimplentes em 2019. Este dado por si só ajuda a explicar a importância de criar lembretes de pagamento por meio do e-mail marketing.

Por último, eu gostaria de destacar uma questão que tem sido reforçada por mim ao longo de diversos artigos e webinars que diz respeito à reativação de clientes, sobretudo, inativos.

A dica, neste caso, é criar gatilhos de pré-inatividade, ou seja, no qual você entra em contato com o consumidor antes que ele se torne inativo.

Os clientes gostam de um atendimento mais próximo e personalizado. Portanto, ao utilizar o e-mail em suas comunicações, pense em experiências únicas, que correspondam às necessidades de cada um. Afinal de contas, quem não gosta de um bom atendimento? Até o próximo artigo!

O post Com CPC nas alturas, e-mail marketing pode ser alternativa para e-commerces apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Com CPC nas alturas, e-mail marketing pode ser alternativa para e-commerces. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.