Ads Top

Clique e retire: modelo usado em grandes players do mercado

Click e Retire é um modelo de entregas diferente do habitual, com transportadoras ou Correios, que ao invés de levar a mercadoria até o endereço do consumidor, é o  cliente que vem retirar sua compra no ponto mais próximo a ele, após realizar a compra em um e-commerce ou no canal digital de uma loja física.

Para os e-commerces, o clique e retire trata-se de uma alternativa interessante, pois dá a possibilidade aos clientes que não tem disponibilidade em seu dia a dia, de receber o entregador em casa ou ir à loja durante o horário comercial retirar seu produto.

Para os clientes, o fato de haver a chance de escolher o dia e hora para a retirada de produtos é um grande atrativo entre as opções de entrega.

Os Pick Up points ajudam a reduzir o fluxo maior nas lojas físicas, pois atendem compras e também logística reversa, como trocas e devolução de produtos.

Continue lendo esse artigo e saiba porque o modelo de Pick Up Store tem se difundido cada vez mais e vem sendo usado por grandes redes varejistas em todo o Brasil.

O que é Clique e Retire ou Pick Up Store?

O clique e retire é uma modalidade que tem sido cada vez mais usada por quem vende online. Trata-se de uma operação simplificada alinhada ao conceito omnichannel, onde quem compra numa loja virtual, tem a opção de pegar o produto num ponto de retirada (Pode ser loja física ou armários inteligentes, por exemplo).

Ao fazer uma compra, uma plataforma inteligente diagnostica as lojas físicas ou parceiros mais próximos do consumidor e informa o prazo de retirada. De igual modo, quando o produto encontra-se disponível, a pessoa recebe uma notificação de disponibilidade.

A partir daí, o cliente só precisa ir até o local escolhido para pegar sua mercadoria.

Várias marcas pioneiras do varejo nacional, trazem essa novidade para seus consumidores. A rede Pernambucanas já utiliza esse serviço desde o ano passado, visando flexibilizar esse sistema de entregas, dando a opção do cliente escolher no momento da sua compra online, de ir à loja retirar presencialmente sua aquisição.

A Magazine Luiza, é precursora na abordagem da modalidade “ Clique e Retira “ e já oferece esse serviço há um tempo. Até 2018, por exemplo, essa opção era apresentada timidamente aos que compravam pelo site ou aplicativo da empresa, mas hoje em dia já representa 20% do total de compras online.

Isso fez com que ela transformasse seus pontos de venda em centros de distribuição, destinando parte de suas unidades de varejo para o estoque, pulverizando essa cultura de compra.

Principais vantagens

É necessário ser digital e oferecer vantagens competitivas. Os hábitos de compra dos brasileiros estão cada vez mais orientados aos meios digitais em basicamente todas as categorias do varejo,  e isso não deve ser de forma alguma ignorado!

Uma maior conectividade entre os canais de venda engaja e contribui para uma experiência digital unificada para os clientes. Consequentemente, o nível de serviço de entrega e atendimento melhora e a venda acontece mais fortemente.

Quanto mais se pensa em jornadas de compra, sem a separação entre o mundo físico e o digital, mais conectados os consumidores navegam entre canais e plataformas.

Conheça as principais vantagens ao aderir a essa estratégia:

1. Aumento do consumo

Quando você fala para seu cliente que o produto está perto dele, cria um estímulo natural de consumo. Além disso, dá a sensação de rápida experimentação. Lembre-se que isso é um fator decisivo para a escolha dele.

Logo é bastante importante ter essa disponibilidade de entrega contemplada. Ele precisa entender que isso é mais uma facilidade para ele ter em mãos o produto desejado.

2. O uso da loja física como centro de distribuição

Usar um ponto de venda também como ponto de distribuição tem papel preponderante. Dentre eles:

  • Devolução e troca de mercadorias: Mesmo que o produto tenha sido adquirido pela internet, aceitar que o cliente troque a compra em loja física, estimula o cliente para up sell e cross sell.
  • Local de distribuição: Isso já é uma realidade. A loja é usada para armazenar os produtos que serão entregues ao consumidor final.
  • Ponto de coleta: Os itens vão para a loja que é regularmente atendida e abastecida. E o cliente retira o seu produto lá. O esforço logístico é reduzido drasticamente, haja visto que essa é uma rota contínua. Para o cliente é bem representativo também pois ele elimina o custo de frete.

3. Inovação na retirada

O cliente não precisará, por exemplo, apresentar o cartão de crédito para retirar suas compras. Basta ele apresentar o token ou QR code para validação identitária.

Isso otimiza a organização interna da loja e dá celeridade ao atendimento. Essa agilidade, garante ótimas impressões dos compradores.

4. Satisfazer as necessidades do cliente

Incluir o cliente e envolvê-los em todos os processos, mostra claridade e cria só efeitos positivos. Estamos numa era humanizada, e as ferramentas precisam dar visibilidade aos esforços que a companhia realiza para mantê-los satisfeitos. É o maior e melhor ganho!

Conclusão

O objetivo desse modelo de entrega é oferecer uma experiência positiva ao cliente, através da integração de toda cadeia de abastecimento e logística ao negócio, seja ele físico ou digital.

Investir numa comunicação integrada, informando sobre melhores condições de envio e prazos, pode gerar maior fidelização e engajamento.

Para integrar toda a cadeia de supply chain ao omnichannel, é necessária a utilização de uma plataforma que habilite a implementação de uma estratégia multicanal, facilitando a aderência ao omnichannel e às diretrizes do negócio.

O post Clique e retire: modelo usado em grandes players do mercado apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Clique e retire: modelo usado em grandes players do mercado. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.