Ads Top

7 dicas para usar o marketing de influência no e-commerce

Você já pensou em usar o marketing de influência para aumentar a receita da sua loja online?

Os influenciadores digitais, ou influencers, tornaram-se o centro das atenções do público e das marcas nos últimos anos, especialmente em redes sociais, como Instagram e YouTube.

Segundo levantamento do Instituto QualiBest, 68% da população seguem influenciadores digitais, e 76% delas fizeram uma compra por recomendação dos influenciadores. Portanto, se você deseja melhorar sua presença digital e atrair novos consumidores, uma excelente alternativa é trabalhar com marketing de influência.

Se esse assunto for do seu interesse, descubra o que é marketing influenciador e como usá-lo no e-commerce!

O que é marketing de influência?

Uma das perspectivas mais importantes do comércio eletrônico nos últimos anos é estimular a pesquisa para ganhar a confiança do consumidor. As estratégias de conquista trazem muitas inovações ao mercado, incluindo comércio direto e comércio social.

Assim, estratégias que se conectam com os consumidores e comunicam a segurança dos produtos vendidos tendem a funcionar de forma mais eficaz. O marketing de influência segue essa política.

Faça com que seu produto seja popular por meio de influenciadores. Com essa técnica, o consumidor obtém a primeira cotação com base no conhecimento do influenciador. A segurança do produto também faz parte disso, especialmente se as publicações nas redes sociais forem baseadas no teste dos elementos revelados.

Quanto mais próximo o seu público está dos influenciadores, mais confiantes eles ficam em consumir os produtos ou serviços que representam. É essa coesão que está chamando a atenção das marcas que investem cada vez mais no marketing de influenciadores.

Na verdade, o marketing de influência é uma atividade de divulgação que tira proveito de interações interessantes de personalidades e participação na Internet, especialmente por meio de redes sociais. Em todo o processo, existem muitas estratégias de vendas, desde simples promoções de produtos até promoções e descontos com cupons com nomes do influenciador.

7 dicas para usar o marketing de influência a seu favor

Dica 1: Não limite a criatividade

Não deixe que suas preocupações dominem quando trabalhar com sua marca em um ambiente incontrolável, como uma rede social. Isso atrapalha a maneira como as campanhas de marketing de influenciadores são conduzidas.

Lembre-se de que as pessoas desejam uma mensagem honesta e verdadeira. Não tenha medo de ser ousado e criativo.

Dica 2: Explore combinações alinhando vários canais e várias campanhas

Apenas um influenciador pode estar envolvido em uma estratégia de marketing de influência, mas não são apenas os influenciadores. Pense em maneiras de estender o alcance de suas mensagens usando outros canais.

Se você quiser usar vários influenciadores, crie um diálogo durante a comunicação e certifique-se de que a ação não seja uma postagem sem fala.

Dica 3: PJ ou PF?

Se você planeja contratar influenciadores diretamente, sem a intervenção de uma agência, lembre-se de que esse é um novo mercado. Mesmo muitos influenciadores de pequeno e grande porte ainda não tiverem uma empresa de capital aberto, então é comum contratar pessoas físicas.

É claro que o custo de execução de um contrato de RPA é superior ao de pagar uma fatura emitida por um contratante. No entanto, se os influenciadores são importantes para a estratégia do seu e-commerce, não os perturbe e planeje antes de negociar.

Dica 4: Micro ou grandes influenciadores?

Pense em seus objetivos para não optar por pagar mais do que resultados. Grandes influenciadores tendem a atrair mais atenção devido ao grande número de interações, enquanto pequenos influenciadores tendem a estar mais próximos da marca.

Em vez de ficar focado com o número de seguidores, você pode acabar criando uma conexão maior com o influenciador que foi adicionado à sua estratégia de marketing de influência.

Dica 5: Cuidado com as praças

Os influenciadores nem sempre se comunicam com os residentes da cidade em que vivem, mas sim de outras cidades ou até países. Pergunte aos principais influenciadores da sua cidade sobre seus seguidores para ver se anunciar com eles faz sentido para sua estratégia.

Para PMEs, comece a negociar porque a publicidade com influencers atrai pessoas para outras cidades ou cria necessidades não atendidas que podem levar à insatisfação dos consumidores. Responda à sua necessidade primeiro.

Dica 6: Fique atento ao comportamento anterior e posterior do seu influenciador

Hoje, os influenciadores estão mais conscientes de que a mídia social é sua marca e, em muitos casos, estão tentando não se envolver em polêmicas que possam prejudicar sua imagem. Nesse caso, os assinantes costumam perguntar aos patrocinadores influenciadores suas atitudes e rotinas, e se essas atitudes e comentários são consistentes com os valores da marca interessada.

Se o comportamento do seu influenciador não corresponder ao que sua marca posiciona, a melhor solução é rescindir o contrato para não causar uma crise. Além disso, verifique se há conflitos de conteúdo entre o Google e os influenciadores nos últimos seis meses antes de fazer um acordo.

Se o diálogo segue seus princípios, faça um contrato pacífico.

Dica 7: #Publi ou #Ad

Ao se comunicar com influenciadores, é muito importante deixar claro que se trata de propaganda, anúncio ou publicidade. Publicidade secreta ou fazer publicação implícita é imoral, como usar uma roupa da sua marca e só mostrá-la no Instagram, sem mencioná-la, também não ajuda na divulgação da sua marca.

Portanto, certifique-se sempre de que uma dessas hashtags seja inserida no final ou ao longo do texto gerado pelo influenciador, ou até mesmo dentro de um vídeo.

Marketing de influência deve ser focado na personalização

Os consumidores de hoje estão cada vez mais prontos e precisam de uma experiência personalizada, única e envolvente. Parte disso também é uma exigência da própria plataforma digital. Há muitas informações e muitas divulgações semelhantes.

E-commerces que se concentram em um conceito de marketing feito sob medida para alvos específicos estão cada vez mais em alta nesse caso. O mercado da personalização deve ser baseado sempre na experiência do cliente, por isso o marketing de influência também deve ser personalizado.

Mas, acima de tudo, o benefício está na maneira como você promove seus produtos por meio de plataformas de influenciadores. Você não só precisa apresentar suas fotos em alta resolução (o que também é importante), mas também precisa conhecer e concordar sobre estratégias com influenciadores para construir relacionamentos próximos com seus usuários.

O ideal é ter um profissional ou uma empresa especializada na área para fazer toda essa análise e mostrar o melhor caminho. Começar qualquer trabalho sem conhecer seu público-alvo e a forma como sua marca vai se comunicar com ele é um grande erro, repetido incansavelmente no mercado.

Portanto, conheça todo o processo de compra e comportamento do seu consumidor durante a jornada de compra. Assim, o influenciador e a empresa saberão como agir no momento da publicação.

Conclusão

O marketing de influência quando bem estruturado e muito bem programado pode trazer bons resultados, acarretando também um excelente reconhecimento para a marca e para o e-commerce. Porém, tudo isso deve ser acordado e devidamente exposto durante o processo de fechamento do contrato com o influenciador.

Além disso, ser sincero e transparente com o influenciador e com o público em questão também são pontos bastante importantes para que exista uma evolução nas vendas do produto e quem sabe até uma cocriação focada na personalização do produto para o público-alvo.

Por fim, tenha métricas eficientes para medir o crescimento dessa parceria. Isso é fundamental tanto para você como para o influenciador saberem se o trabalho que estão fazendo está dando certo e beneficiando os dois lados.

O post 7 dicas para usar o marketing de influência no e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre 7 dicas para usar o marketing de influência no e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.