Ads Top

MVP: o que é e como fazer um Produto Mínimo Viável para o e-commerce?

Você, certamente, já deve ter notado como o mercado vem se movimentando cada vez mais rápido. Diante deste cenário, a maneira como as empresas operam também precisou mudar, a fim de acompanhar todas as transformações que vêm ocorrendo de forma extremamente veloz. É neste contexto que o MVP ganha destaque, uma estratégia muito utilizada pelas startups, garantindo a agilidade necessária para conquistar o mercado. Neste artigo, será apresentado o conceito de MVP e como levar esta realidade para o seu projeto de e-commerce.

Compreendendo o que é MVP

A sigla MVP vem do termo Minimum Viable Product, que trazido para o português, significa Produto Mínimo Viável. Ou seja, é a versão simplificada de um produto final, que, por sua vez, apresenta o que é fundamental para ele ser operado. Sendo assim, será oferecido ao usuário o mínimo de funcionalidades, garantindo, portanto, mais agilidade em sua criação, testes e, consequentemente, adequando-o ao mercado de maneira ainda mais rápida. Ele segue a premissa de criar, testar e avaliar. E sob a mesma ótica das startups – cenário em que o MVP nasceu -, a grande ideia é errar rápido para corrigir rápido.

Leia também: É possível montar um e-commerce sem dinheiro?

Além disso, a proposta do Produto Mínimo Viável é não consumir muito tempo durante a sua criação, dispensando a necessidade de alcançar a perfeição e materializar um produto que esteja cem por cento. Até porque, quando ele finalmente for para o mercado, possivelmente não se adequará mais a ele e, então, será tarde demais. Você já terá consumido muito tempo e capital e, provavelmente, não conseguirá adaptá-lo às novas necessidades do mercado.

MVP
Saiba como fazer o MVP

O MVP pode ser empregado em diversos setores, inclusive na implantação de uma loja virtual. Estar no mercado digital já deixou de ser uma tendência para se tornar uma real necessidade. Se você pensa em abrir um e-commerce, a grande dica é cogitar em começar como um MVP e, aos poucos, ir evoluindo. Afinal, quando a loja estiver no ar será mais fácil compreender o comportamento do seu público, identificando o que é importante ou não dentro do seu e-commerce. Resultando, assim, em tomadas de decisões mais assertivas. Isso sem contar na velocidade e na redução de gastos iniciais que você obterá.

Alguns passos para criar um MVP

Para criar um MVP, quando o assunto é e-commerce, é importante contar com uma equipe interna versátil e que tenha know-how em diversos setores do negócio. A princípio, será necessário que todos desempenhem mais de uma função simultaneamente, porém, é interessante que alguns profissionais foquem naquilo que possuem maior habilidade.

Através de uma equipe interna engajada, já será possível pensar naquilo que é indispensável para a sua loja virtual operar, traçando os pontos que o seu MVP deverá ter. Assim como também é essencial realizar uma divisão assertiva de tarefas, centralizando e distribuindo demandas de maneira eficiente, estruturando quem cuidará da integração, configuração do sistema, cadastro de produtos etc.

Entenda que o MVP é uma das melhores estratégias para validar um projeto/produto e evitar que ele seja malsucedido, além de trazer a agilidade que o mercado exige. Por isso, na hora de implantar a sua loja virtual, tenha em mente que o Produto Mínimo Viável pode ser uma excelente solução.

O post MVP: o que é e como fazer um Produto Mínimo Viável para o e-commerce? apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre MVP: o que é e como fazer um Produto Mínimo Viável para o e-commerce?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.