Ads Top

O que devemos esperar da Black Friday 2021

Sem aglomerações e filas nas portas das lojas, em função da Covid-19, as vendas online dominaram a Black Friday 2020. A tendência das vendas online foi reforçada pela situação ocasionada pelo distanciamento social controlado.

Apenas na sexta-feira, 27 de novembro, o faturamento alcançou a marca de R$3,1 bilhões. Neste caso, representou um crescimento de 24,8% em relação a 2019. Os 4,6 milhões de pedidos impulsionaram o comércio, sinalizando uma alta de 15,7% na comparação com o ano anterior.

Em 2021 o cenário continua parecido. Então, será que é possível prever comportamentos e tendências? Continue lendo para saber mais sobre as expectativas para a Black Friday 2021.

Esquenta Black Friday: uma tendência que chegou para ficar

Diferente dos outros anos, as ações antecipadas deram muitos resultados. Muitos dos grandes varejistas promoveram descontos reais no “Esquenta Black Friday”, que são as ações promocionais antecipadas, realizadas na semana ou no mês da Black Friday.

Julia Avila, líder do Ebit|Nielsen, empresa especializada em análises do mercado varejista, comentou sobre a relevância desse tipo de ação antecipada. Segundo ela, as compras realizadas em todo mês de novembro são uma tendência que deve se manter em relação ao comportamento do consumidor nos próximos anos. O que demonstra a mudança ocasionada pelo movimento do e-commerce, uma vez que as pessoas passaram a utilizar as ferramentas do comércio eletrônico para encontrar bons preços e comprar barato ao longo de um período maior.

A avaliação, neste sentido, mostra que esse comportamento beneficia também o varejo. Afinal, com a distribuição das compras ao longo do mês, não é necessário investir tão pesado em equipe e infraestrutura no curto período de 2 dias.

E-commerce: a grande estrela da Black Friday 2020

Por falar em e-commerce, as vendas online foram a grande estrela da Black Friday 2020. O e-commerce aproveitou o momento para atrair os consumidores com descontos e oportunidades diferenciadas.

Em função das restrições, muitos lojistas tiveram de adaptar sua forma de atuação no varejo. A partir disso descobriram as vantagens de vender online, migrando ou ampliando seu negócio para a modalidade e-commerce.

Além disso, o faturamento das lojas online na segunda quinzena do mês de novembro cresceu cerca de 30% em relação ao mesmo período de 2019. Ou seja, confirmou a tendência do consumidor a realizar suas compras ao longo de um período maior que antecedeu a data da Black Friday.

O que esperar da Black Friday 2021?

Assim como a Black Friday 2019 foi um parâmetro para o crescimento da edição de 2020, o comportamento do consumidor no ano passado é um termômetro que sinaliza aquilo que podemos esperar da Black Friday 2021.

A principal tendência para a Black Friday deste ano está diretamente relacionada ao poder do consumidor na pesquisa e comparação de preços muito antes de sair às compras. Os comparadores fazem com que o cliente tenha todas as informações na palma da mão. Mesmo aqueles que optam por realizar suas compras no varejo físico, utilizam o recurso da pesquisa para comparar valores e fazer uma escolha assertiva.

Se em 2020 tivemos a Black Friday mais digital da história, o cenário do comércio eletrônico deve se expandir ainda mais em 2021. Os dados e as pesquisas revelam que, em 2020, o varejo físico declinou enquanto o e-commerce cresceu. Além disso, todas as tendências relacionadas ao comportamento do consumidor demonstram a maturidade que o consumidor digital atingiu. Neste caso, ele deixou um pouco de lado o consumo compulsivo para fazer uso das ferramentas virtuais aliadas na hora de fazer boas compras de maneira consciente.

4 tendências para a Black Friday de 2021

Se à essa altura do campeonato podemos fazer algumas estimativas para a Black Friday 2021, analisando o cenário econômico, político, social e os dados da última edição, é certo afirmar que alguns pontos serão muito importantes neste ano. Confira a lista abaixo:

1 – Foco no consumidor

Não que este ponto seja uma novidade, mas com o crescimento do mercado de e-commerce e o amadurecimento do consumidor digital, o usuário está cada vez mais exigente. Neste sentido, as marcas que se dedicam a proporcionar uma boa experiência de compra e atendimento ao cliente com certeza terão mais sucesso e destaque também na Black Friday.

2 – Entrega expressa

Quebrando um pouco as estimativas, as últimas edições da Black Friday revelaram que a opção de frete mais escolhida pelos consumidores que tiveram seus produtos enviados pelos Correios foi Sedex. A preferência pela modalidade expressa revela que a agilidade na entrega está se tornando mais importante que o preço do frete para uma parcela expressiva dos consumidores.

3 – Atendimento

Oferecer um atendimento de primeira linha durante a Black Friday pode ser uma tarefa exigente se considerarmos o fato de que as demandas aumentam exponencialmente. No entanto, este é um esforço que deve ser empreendido para que o consumidor possa fazer contato com a loja virtual sempre que necessário e tenha qualquer contratempo ou problema solucionado com agilidade.

4 – Identificação com a empresa

Comprar de empresas com as quais haja alguma afinidade ou causa comum também é uma tendência forte para a Black Friday 2021. Empresas com propósito e apoiadoras de causas relevantes se destacam. Por isso, o uso de materiais eco-friendly e recicláveis podem ser um bom investimento para seus produtos ou embalagens neste ano.

O post O que devemos esperar da Black Friday 2021 apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre O que devemos esperar da Black Friday 2021. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.