Ads Top

Lean Startup: saiba o que é e como gerir um e-commerce

É impressionante como o e-commerce está modificando mercados e influenciando o consumo global. São exemplos disso as empresas que possuem lojas físicas, mas que experimentaram o maior crescimento no comércio online, tais como: Magazine Luiza, Walmart, Casas Bahia, entre outras.

Com tantas empresas já consolidadas no mundo do e-commerce, pode ficar difícil achar uma estratégia de como se inserir no mercado. Por isso é fundamental entender o que é o Lean Startup.

Lean Startup

Mas afinal, o que é Lean Startup?

O Lean startup é uma estratégia de planejamento empresarial centrada nos conceitos da filosofia Lean, a qual foca na redução de desperdícios e na capacidade de adaptação rápida de uma empresa.

Tem uma estrutura plana para a gestão e faz uma utilização versátil dos seus recursos. Este método passa de ciclos de desenvolvimento longos, rígidos e dispendiosos, para ciclos mais curtos e iterativos. E, neste caso, concentra-se em três fases: construção, medição e aprendizagem.

A fim de avaliar o desempenho do produto sem desperdiçar dinheiro desnecessário, Lean Startup pode rapidamente criar um protótipo, e utilizar os dados produzidos pelos testes de marketing iniciais para influenciar a próxima etapa de desenvolvimento.

É fundamental compreender o conceito de “Lean Startup”, uma vez que essa tendência ainda não se tornou completamente aderida e ainda precisamos aplicá-la no e-commerce. Então, vamos descobrir os passos para fazer isso!

1 – Utilização dos recursos existentes

A investigação do negócio é crucial para o sucesso do seu negócio online. Fique atento aos seus rivais e quais são os próximos passos que possam dar. Lembre-se do livro de estratégia A Arte da Guerra.

O estudo dos concorrentes mostra os melhores produtos que possuem uma maior capacidade de venda, além de proporcionar uma grande compreensão de como iniciar um negócio e-commerce de sucesso.

2 – O uso do Teste A/B ou Split

É relativamente difícil tomar o lugar de alguém, ou seja, se sentir como o cliente. Em razão disso, o Teste de Hipótese ou o chamado Teste Split pode ajudar neste caso, uma vez que é usado há anos em campanhas de marketing, pode ser utilizado para compreender gradualmente o que os clientes realmente querem e quais são as suas exigências.

Não há atalho para entender completamente os clientes. Em nenhuma circunstância eu indico que alguém possa descobrir completamente o hábito de fazer compras dos clientes e a seleção favorável.

Compreender o cliente por completo não é uma tarefa fácil. É necessário haver um grande desdobramento por parte do e-commerce para sempre estar atento às preferências do cliente.

Para começar a entender o cliente, levará um certo tempo até reunir os dados necessários, mas o teste de hipótese é uma das ferramentas para levar seu ecommerce para o próximo nível.

3 – O foco no cliente e seu desenvolvimento

Um dos fatores que define o sucesso do comércio online é o foco no cliente. Mas mais uma vez, não é assim tão fácil compreender o que os clientes estão querendo ou exigindo.

Para o alívio dos donos de empresas, há alguns métodos e softwares que ajudam a entender os dados dos clientes.

Para os comércios e-commerce, umas das ferramentas mais utilizadas são o SEMrush ou ainda o Google Analytics, com elas é possível ver detalhes de como os clientes se comportam dentro do seu site. E com esses dados, é possível traçar estratégias de aumento de faturamento, geração de leads ou ainda páginas que precisam de uma reformulação, por apresentarem uma baixa pontuação em UX.

Uma metodologia que também é importante, é a comunicação com o cliente. Através do contato direto, é mais fácil descobrir as reais intenções dos clientes, assim como mostrar os diferenciais do seu produto ou serviço.

A comunicação pode ser feita por vídeo chamada ou ainda por ligação, além dos benefícios já citados acima, temos a opção de realizar gravações, deste modo há a opção de escutar a conversa novamente e obter novas ideias de como atender as expectativas do cliente.

4 – Desenvolvimento de produtos / serviços através do feedback

Lean Startup

Ao desenvolver produtos baseados em revisões (feedbacks) de clientes, é fundamental aplicar todos os dados obtidos do feedback à versão mais recente; ou invés de criar um produto completo, mas não testado. Este processo é muito parecido com certas fases da metodologia ágil.

Há sempre o esforço de apresentar um produto impecável, com todas as características que pensamos ser fundamentais para os clientes. No entanto, o fato é que a maioria das funções ou funcionalidades não cura as “dores” dos clientes. Ou seja, o cliente não pagará por um produto top, mas que não resolva os
problemas.

A fim de resolver este dilema no desenvolvimento de valor, o produto mínimo viável, frequentemente referido como um MVP, é uma ideia que vale a pena implementar. Pois ele permite usar os recursos atuais para a concepção de produtos preliminares, deste modo os clientes podem direcionar o planejamento do produto.

5 – Grandes conquistas podem levar tempo e paciência

O caminho do sucesso nem sempre é apenas com flores, na maioria das vezes é cercado de espinhos. Contudo, um fator não pode ser eliminado, independente de quantos espinhos haja no caminho: persistência.

Essa força de vontade e virtude não podem faltar em um e-commerce, deve haver sempre o sentimento de “sacudir a poeira” , continuar a aprimorar resultados e construir uma empresa de sucesso.

Aliado a persistência, está a metodologia / técnicas. Lembre-se de cultivar e implementar o Lean Manufacturing em seu negócio, e adicionar as concepções do Six Sigma, para potencializar ainda mais seu sucesso.

Além disso, o estudo de concorrentes é fundamental, use constantemente ferramentas como o Google Analytics e o SEMrush como aliados.

Um modelo de negócios que está sendo muito utilizado atualmente é o Dropshipping, confira mais a seguir!

O método de negócio Dropshipping

O dropshipping possui a vantagem de ter investimentos iniciais consideravelmente menores. Além disso, é uma alternativa de risco relativamente menor aos modelos de negócio de e-commerce mais convencionais, os quais necessitam de diversos fatores antes.

Este método funciona da seguinte maneira: sua loja online procura fornecedores dos itens importantes para seus clientes, e com isso os produtos ficam disponíveis na sua loja e-commerce. No caso de um pedido de certo produto, tudo o que você precisa fazer é realizar o pedido para o fornecedor e o mesmo envia o item para o cliente.

Com isso, sua loja e-commerce não manipula os produtos. Assim, não há a necessidade de estoque e com isso você ganha muito mais flexibilidade para acompanhar as tendências do mercado.

Atualmente, há diversos softwares e aplicativos que fazem grande parte da gestão do dropshipping de forma totalmente automatizada, assim você e sua equipe podem focar na implementação de ferramentas Lean e utilização de métodos de melhoria contínua.

O post Lean Startup: saiba o que é e como gerir um e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Lean Startup: saiba o que é e como gerir um e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.