Ads Top

Como fazer uma análise de risco dos fornecedores do seu marketplace

Os marketplaces tem crescido muito nos últimos anos. Durante a pandemia, o setor varejista, que passou grande parte do ano fechado, conseguiu garantir suas vendas, graças a esses gigantes de vendas online, representando quase 80% do total.

Sendo assim, o marketplace é essencial na economia virtual, principalmente para pequenas e médias empresas.

Mas olhando para esse cenário, podemos ver também um grande risco para os marketplaces. Sua reputação e o risco de fraude. Isso porque, muitas empresas que colocam seus produtos para serem vendidos nesses marketplaces, podem não ser confiáveis, não serem reais e estarem fazendo uma operação fraudulenta.

Para evitar esse tipo de risco, é necessário que os marketplaces adotem algumas práticas de avaliação de risco de seus fornecedores, visando reduzir o número de fraude e assim evitar prejuízos ao negócio.

Separei algumas dicas que esses gigantes podem adotar para reduzir a exposição a esses riscos. Continue a leitura e saiba mais.

Melhores práticas para avaliar o risco de seus fornecedores

Para avaliar o risco que alguns fornecedores e lojistas que vão vender em seu marketplace, algumas práticas são essenciais, como validar a veracidade das informações de cadastro, analisar a reputação e outros dados do fornecedor.

Vamos a algumas práticas que podem te ajudar nesse desafio:

Onboarding digital online

Com um onboarding online, seu marketplace consegue ter acesso às informações cadastrais do seu fornecedor. No cadastro online é essencial que seja solicitado todas os dados da empresa, como Razão Social, CNPJ, Endereço, Sócios, Endereço, Telefone e outros dados.

Com esse cadastro online completo, o seu negócio irá conseguir avaliar o fornecedor e entender se ele oferece algum risco ao negócio ou não.

Validação de dados cadastrais

A validação de dados cadastrais é o segundo passo após o onboarding. Com as informações do seu fornecedor em mãos, é hora de validar os dados. Esse processo irá acessar várias fontes de dados e validar se as informações inseridas são verídicas ou não.

Consultas reputacionais

A consulta reputacional irá analisar, de fato a reputação do fornecedor. Se já existiu algum processo, alguma mídia negativa, ou mesmo práticas de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo.

Essa consulta reputacional é essencial para avaliar o risco do fornecedor, pois irá indicar furos e falhas no passado daquele fornecedor.

Análise de Teia Societária

A análise de Teia Societária irá fazer uma busca em todos os sócios e empresas coligadas ao fornecedor que está sendo analisado. Esse processo encontrará possíveis riscos associados aos sócios, por exemplo, caso tenham algum impedimento ou processo.

Todas essas práticas irão consolidar o risco que aquela empresa oferece ao seu negócio. Se de fato a empresa existe, se é idônea, se ela já teve algum impedimento ou não, ou seja, de fato irá avaliar o risco que ela representa. Por isso é essencial fazer essas análises antes fechar parceria com qualquer fornecedor.

Para otimizar esse processo existem várias ferramentas que executam essas tarefas. Muitas delas já conseguem fazer a prática de onboarding integrada às outras práticas de validação e análise de risco. Isso garante maior agilidade, eficiência e assertividade no seu processo.

Como isso beneficia sua operação online

Todas essas práticas vão evitar prejuízos na sua operação. Por exemplo, quando o cliente compra de um marketplace e a entrega não é efetuada. Neste caso, infelizmente é associado ao nome do marketplace e não da empresa que estava vendendo por lá.

Isso gera uma mídia negativa e até mesmo prejuízos financeiros ao negócio. Fazendo a análise de risco do seu fornecedor, esses problemas podem ser evitados.

Outro risco evitado é de que empresas que nem existem de fato e vendem produtos que nunca serão entregues estejam presente em seu marketplace. Quantas vezes já ouvimos história de pessoas que compram algo e recebem caixa vazias.

Todas essas fraudes, caem direta ou indiretamente sobre o nome do marketplace e gera muitos problemas, prejuízos e perdas financeiras.

Além disso, quando você analisa o risco daquele fornecedor, você consegue repassar maior confiança aos consumidores que estejam em seu marketplace. Você consegue criar políticas de garantia de entrega, trocas e devoluções.

Por isso, é necessário aplicar todas essas práticas, antes de aceitar que uma empresa e/ou fornecedor usem sua plataforma de marketplace como prateleira de seus produtos.

O post Como fazer uma análise de risco dos fornecedores do seu marketplace apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como fazer uma análise de risco dos fornecedores do seu marketplace. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.