Ads Top

Meu e-commerce não vende: o que fazer para recuperar seu negócio

Seu e-commerce está com problemas de faturamento? Os produtos estão empilhados no estoque? Seu site até recebe visitas, mas não faz vendas e você já não sabe o que fazer? Então, este conteúdo foi criado para você!

De fato, não há apenas uma única razão para um e-commerce não estar vendendo. Por isso, vou expor aqui alguns pontos para você identificar seu problema.

Analise a situação geral de seu e-commerce

Antes de mais nada, tenha a situação clara de negócio em pratos limpos.

Dívidas, estoque parado, problemas jurídicos, etc. Tudo que pode afetar ainda mais sua loja virtual. Além disso, é importante identificar em que ponto você está:

  • Sua loja está vendendo pouco ou não está vendendo?
  • Seu e-commerce possui quanto tempo de vida?

Essas perguntas são importantes para identificar o grau do problema. E-commerces “mais jovens” tendem a vender menos, pois ainda precisam se estabilizar no mercado.

Entretanto, minhas orientações são aplicáveis em qualquer caso. Cabe a você ter um filtro e identificar qual estratégia faz sentido para seu e-commerce.

Trace um plano de ação para recuperar seu negócio

Após identificar o grau do problema de sua loja virtual, é hora de traçar um plano de recuperação.

Analise seus concorrentes

Uma das primeiras coisas para se fazer é analisar os concorrentes. Todavia, a intenção desta consulta não é fazer algum tipo de cópia, e sim identificar se há muitas diferenças estratégicas.

Por exemplo, seu principal concorrente está praticando mais ou menos o mesmo preço que você? Qual o valor de frete dele para o mesmo CEP? Quais vantagens de compra e parcelamento ele está oferecendo? Todas essas perguntas são fatores decisivos de compra!

Você pode estar perdendo vendas porque seus concorrentes parcelam sem juros e sua loja apenas com juros. Outro caso frequente é o frete. Se todos eles praticarem frete grátis a partir de valor X e sua loja não, consequentemente ela realizará menos vendas.

O cliente está disposto a economizar cada real.

Além disso, fique de olho nas fotos, descrições e títulos praticados. Isso também é um diferencial.

Verifique seu estoque

Você tem produtos totalmente encalhados no estoque? Produto parado é dinheiro parado!

Por isso, tome ação para recuperar o dinheiro investido nesses produtos, mesmo que seja abaixo do preço de custo. Crie kits de produtos e o inclua, envie de brinde a partir de X valor ou aproveite datas sazonais (como o natal em breve) para fazer promoções surreais com o produto.

Por mais que você perca parte do valor investido, é melhor vender logo esses produtos encalhados e retornar dinheiro ao caixa. Assim, você poderá fazer novas compras — desta vez, mais estratégicas.

Considere vendas em marketplaces

Você ainda não vende em marketplaces? Pois saiba que essa é uma excelente saída para quem busca recuperar seu e-commerce.

Os marketplaces são os maiores sellers do Brasil, concentram um público muito grande e aumentarão consideravelmente suas chances de compra.

Entretanto, para economizar ainda mais, procure estar em uma plataforma que possua integrações nativas com marketplaces. Assim, você não precisará pagar um HUB de integração à parte para vender no Mercado Livre, B2W, Via Varejo, Magalu, etc.

No mais, caso você já venda nos marketplaces, volte sua atenção para o primeiro tópico desta lista: analise seus concorrentes. Dentro do marketplace a disputa é ainda maior. Leva a venda quem oferecer as melhores vantagens para o cliente final.

Investimentos em redes sociais

Você realiza ações em redes sociais? Esse ponto é de extrema relevância.

Os consumidores que compram online são cada vez mais adeptos às redes sociais. Traçar estratégias, criar conteúdo relevante e apresentar suas promoções por meio delas pode ser uma virada de chave em seu negócio.

Explore opções como Facebook, Instagram, WhatsApp, YouTube e agora também o TikTok.

Sobretudo, reserve um investimento para patrocinar publicações. O alcance orgânico de marcas está cada vez mais baixo. Por isso,é importante investir nessas mídias, especialmente Facebook e Instagram.

São muitos pontos para avaliar e muitas estratégias para traçar. Entretanto, vender online é o melhor negócio que se pode ter atualmente. Coloque as dicas em prática, avalie todas as suas possibilidades, invista em cursos e boas vendas!

O post Meu e-commerce não vende: o que fazer para recuperar seu negócio apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Meu e-commerce não vende: o que fazer para recuperar seu negócio. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.