Ads Top

Growth Hacking: O que é, Exemplos e Como Fazer [2020]

Há uma revolução no mundo do crescimento de startups, e queríamos ajudar as pessoas a entender esse novo fenômeno. O growth hacking!

Geralmente é usado em relação a startups em estágio inicial que precisam de crescimento maciço em pouco tempo com orçamentos pequenos.

Quem entende de growth hacking terá uma vantagem competitiva bem grande sobre os competidores e queríamos fornecer uma estrutura completíssima para você pensar sobre isso.

Se a aquisição de novos clientes (e a retenção de clientes existentes) é importante para os seus negócios, você deve saber sobre estratégias de growth hacking.

Se os clientes são importantes para você, os hacks de crescimento devem ser importantes para você.

Vamos começar.

O que é Growth Hacking?

Na verdade, growth hacking é incrivelmente simples. Sean Ellis, o fundador e CEO da Qualaroo, que é conhecido como o padrinho do Growth Hacking, tem a seguinte definição para o termo:

“Como growth hacker, toda estratégia que você implementa, toda ferramenta que usa e toda técnica que você desenvolve deve ter o objetivo de crescimento da empresa”

Pode parecer óbvio que o objetivo singular dos hackers de crescimento é o crescimento, mas a beleza disso, e o que torna o growth hacking uma prática tão valiosa, é a sua flexibilidade.

Não importa se você é uma startup individual ou uma empresa multinacional; o hacking de crescimento não discrimina e qualquer um pode aproveitá-lo.”

O mundo digital é um campo de batalha no qual os profissionais de marketing estão lutando para obter vantagem competitiva.

Pode haver metas inflexíveis, orçamentos restritos, recursos limitados e um excesso de concorrentes em um cenário de ferramentas e plataformas avançadas.

Uma abordagem convencional de marketing não é mais suficiente.

A única maneira de sobreviver é se adaptar.

Como a Internet Redefiniu o Comércio

Os produtos costumavam ser apenas coisas como carros, shampoo e sofás.

Agora o Twitter é um produto. Seu software de contabilidade online é um produto. Coisas que você não pode segurar, por si só, são produtos.

Essa transição é a maior responsável pela nova era dos growth hackers.

A internet deu ao mundo um novo tipo de produto e exige um novo tipo de pensamento.

Um produto como o Facebook permite que você compartilhe o produto com outros amigos para melhorar sua experiência na plataforma deles. Shampoo não pode fazer isso.

Se você não se familiarizar com essa nova classificação de produtos que a Internet produziu, não entenderá completamente o growth hacking.

  • Em vez de estradas que nos levam a cinemas locais, optamos por navegar no YouTube. Aqueles que realmente entendem isso poderão levar atenção das pessoas aos seus produtos de várias maneiras diferentes.
  • Em vez de as ruas oferecerem um caminho para a casa de nossos amigos, optamos por socializar usando o Facebook ou Instagram. Aqueles que estão cientes disso poderão injetar sua própria agenda na conversa de maneira implícita e explícita.

Acima estão os exemplos que todos nós meio que obtemos, mas existem centenas de outros exemplos que exigem trabalho a serem descobertos, e é aí que entra a noção de growth hacker .

Existem muitos outros exemplos da infraestrutura online que estão criando enormes oportunidades para a distribuição de produtos, mas o ponto é que aqueles com uma noção precisa de como as pessoas se movem online terão vantagens.

A mesma internet que redefiniu o produto também redefiniu a distribuição e nem toda a distribuição está dentro do produto.

Aqueles com um forte entendimento de como as pessoas fluem online poderão usar esse conhecimento em prol do crescimento de suas empresas.

Mas o Growth Hacking Substitui o Marketing Digital?

O growth hacking não substitui o marketing digital.

De fato, longe de serem entidades separadas, o hacking de crescimento e as estratégias de marketing digital estão intrinsecamente vinculados.

A mentalidade compartilhada por trás de ambos é uma ênfase na experimentação, criatividade e medição, a fim de alcançar objetivos.

Um hacker de crescimento não substitui um profissional de marketing. Um hacker de crescimento não é melhor que um profissional de marketing. Um hacker de crescimento é apenas diferente de um profissional de marketing.

Toda decisão tomada por um hacker de crescimento é informada pelo crescimento. Toda estratégia, toda tática e toda iniciativa é tentada na esperança de fazer a empresa crescer.

Crescimento da empresa é o sol pelo qual um hacker de crescimento gira.

Obviamente, os profissionais de marketing tradicionais também se preocupam com o crescimento, mas não na mesma extensão.

Lembre-se, o poder de um hacker em crescimento está em seu foco obsessivo em um objetivo singular. Ao ignorar quase tudo, eles podem realizar a única tarefa que importa mais cedo.

Esse foco absoluto no crescimento deu origem a vários métodos, ferramentas e práticas recomendadas, que simplesmente não existiam no repertório de marketing tradicional e, à medida que o tempo passa, o abismo entre as duas disciplinas se aprofunda.

O que é um Growth Hacker?

Um growth hacker é alguém que usa estratégias criativas e de baixo custo para ajudar as empresas a adquirir e reter clientes.

Às vezes, os hackers de crescimento também são chamados de profissionais de marketing de crescimento, mas os growth hackers não são simplesmente profissionais de marketing, como vimos anteriormente.

Qualquer pessoa envolvida em um produto ou serviço, incluindo gerentes e engenheiros de produto, pode ser um hacker em crescimento.

O hacker ideal de crescimento sabe como definir prioridades de crescimento, identificar canais de aquisição de clientes, medir o sucesso e dimensionar o crescimento.

Os growth hackers dizem respeito a estratégias de marketing prontas para uso, que permitem obter o número máximo de usuários com um gasto mínimo.

Ele está substituindo outdoors e anúncios de TV por pensamento não convencional e psicologia do usuário.

Os hackers de crescimento pensam em soluções não tradicionais para conquistar novos usuários.

Os hackers em crescimento experimentam, testam e estão sempre ampliando os limites com estratégias de aquisição não convencionais.

Eles não têm medo de contornar o sistema, daí o título “hacker”.

Definindo o Perfil de um Growth Hacker

À medida que esse novo mundo de hackers de crescimento ganha destaque, os indivíduos seduzidos pela possibilidade se perguntam se têm o que é preciso para ser um growth hacker.

Como em qualquer carreira, certos tipos de indivíduos se desenvolverão mais que outros, mas antes de entrar nisso, vamos desmascarar alguns mitos:

Você precisa ser um programador para ser um growth hacker?

É compreensível que esse erro seja cometido algumas vezes, devido à dependência de conhecimento de programação para atingir muitos objetivos de crescimento, mas simplesmente não é verdade que um growth hacker precise ser um programador.

Um growth hacker geralmente precisa de um programador em sua equipe, mas ele não precisa ser o programador.

Considere o seguinte exemplo, que é um composto de situações reais:

Um hacker de crescimento em uma pequena startup tem uma equipe de três pessoas: ele próprio, um desenvolvedor front-end e um desenvolvedor back-end.

Os dois desenvolvedores nunca realmente pensaram muito em crescimento.

Eles sabem que é importante e estão entusiasmados com o aprendizado, mas até agora nunca haviam participado de nenhum tipo de equipe de crescimento.

No primeiro dia em que estão juntos, o growth hacker fala com todos sobre análises baseadas em eventos e por que elas são importantes, faz uma lista de eventos que devem ser rastreados e mostra a ferramenta escolhida para o trabalho.

Essa equipe, como um todo, agora é responsável pelos hackers de crescimento, mas faça a si mesmo esta pergunta. Qual das três pessoas foi o combustível que tornou o crescimento uma possibilidade real?

Você precisa ser antiético para ser um growth hacker?

Sempre que você restringe seu foco a um objetivo singular (neste caso, crescimento), corre o risco de tomar decisões que não são do interesse de outras pessoas.

A maioria dos hackers de crescimento nem precisa fazer a pergunta sobre o que é ético.

Eles estão criando recursos de produtos inofensivos que aumentam as conversões e estão publicando esse produto através do conhecimento dos canais de distribuição.

É inteligente, não ético. Todo hacker de crescimento precisa decidir se será um Jedi ou um Sith.

Growth hackers precisão ser extremamente analíticos?

Ok, já conversamos o suficiente sobre o que um growth hacker não é, então vamos falar sobre o que é um hacker de crescimento.

Um dos aspectos principais de qualquer hacker de crescimento, independentemente de sua origem, é a dependência e a compreensão das análises.

O Analytics é o sangue que flui pelas veias de um growth hacker.

Quase tudo o que fazem tem um elemento de análise em primeiro plano ou em segundo plano.

Sem análises, um hacker em crescimento se sente nu.

Aqui estão algumas das maneiras pelas quais os hackers de crescimento usam análises:

  • O Analytics muda o foco dos hackers em crescimento e os mantém honestos: Quando você tem sistemas que rastreiam seu produto e atividades, os números podem mudar seu foco de formas imprevistas. O Google Analytics pode ajudar a classificar sua lista de tarefas de maneira interessante.
  • O Analytics torna o sucesso repetível: Quando você não leva as análises a sério, não pode repetir com sucesso sucessos passados. Se tudo o que você sabe é que a empresa ganhou mais dinheiro no quarto trimestre do que no terceiro trimestre, você não sabe nada.
  • O Analytics prevê o futuro dos hackers em crescimento
    As empresas apostam no futuro todos os dias. Eles adivinham o que a concorrência fará. Deixe-me esclarecer, o futuro sempre será um palpite, em certa medida, mas o raciocínio indutivo baseado em análises nos permite tomar decisões informadas sobre o amanhã, com base nos dados de ontem.

Os growth hackers são criativos?

Os growth hackers passam tanto tempo conversando sobre análises (verdade nº 1) que é fácil esquecer que eles também têm um cérebro direito.

A análise é super importante, mas também a curiosidade, a criatividade e o interesse geral por evidências anedóticas e fatos qualitativos.

A curiosidade matou o gato, mas a falta de curiosidade matará seu produto.

Os hackers de crescimento têm um desejo de pensar novos pensamentos e experimentar coisas novas.

Talvez algo nunca tenha sido tentado até agora porque é uma idéia idiota, mas talvez nunca tenha sido tentado porque ninguém nunca teve curiosidade suficiente para descobrir se funcionaria.

Aqui estão alguns exemplos de curiosidade…

  • O que aconteceria se obrigássemos nossos usuários a fazer algo toda semana para impedir que sua conta fosse desativada para sempre?
  • E se permitirmos que nossos clientes escolham seu próprio preço, inclusive grátis?
  • E se tornássemos toda a nossa página inicial uma homenagem aos heróis de nossa indústria no primeiro dia de cada mês e facilitarmos o compartilhamento com os amigos?
  • E se repassássemos e reescrevéssemos todos os direitos autorais de mensagens de erro em nosso site usando citações famosas de filmes clássicos cult?

A curiosidade é uma função da superação do medo. Medo de estar errado. Medo de estar certo. Medo de ser diferente.

Se você não tem coragem de pensar em idéias realmente ruins, nunca terá a oportunidade de executar idéias brilhantes.

O Funil dos Growth Hackers

Se você já colocou óleo em um carro, sabe o que é um funil. Um funil tem uma ampla abertura no topo e, à medida que o óleo escorre (aderindo à analogia do carro), a abertura se torna cada vez menor até que o óleo chegue ao motor, que é o objetivo final.

Um funil é uma maneira de orientar algo que geralmente é pesado e não coopera, como líquido.

Se você está construindo um produto, sua tarefa é orientar as pessoas em direção a um objetivo específico (inscrição, download de isca digital, check-out etc.) .

O problema é que as pessoas são imprevisíveis e cheias de livre-arbítrio.

Se você quer que as pessoas façam o que você deseja, em massa, deve empregar um funil. Quando você pensa em hackers de crescimento, a imagem desse funil deve dominar sua compreensão:

Definindo os Três Níveis do Funil de Growth Hacking

O primeiro objetivo no funil é atrair visitantes.

Esse é o ato de levar alguém a visitar seu site ou aplicativo pela primeira vez. Eles são chamados de visitantes nesta fase porque ainda não lhe conhecem. Eles não optaram por nada. Eles são só visitantes.

Existem três e apenas três maneiras de fazer com que alguém visite seu site ou aplicativo: você pode puxá-los, empurrá-los ou usar o produto para trazê-los.

  • Conseguir um visitante é como ir a um encontro às cegas.
    Depois que um visitante chega ao site, é quando os novatos pensam que fizeram seu trabalho como hackers em crescimento. Nem mesmo perto. Agora você precisa ativá-los e transformá-los em membros. Uma ativação acontece quando eles realizam uma ação, grande ou pequena, que cria um relacionamento com você. Isso pode ser ingressar em uma lista de e-mail (newsletter), criar uma conta ou até mesmo fazer uma compra. Você pode até ter várias ativações que rastreia. Agora, eles não são apenas visitantes, mas são membros. Eles se juntaram ao que você está fazendo de alguma maneira.
  • Ativar um membro é como estar em um relacionamento com alguém.
    É difícil transformar um visitante em um membro, mas é ainda mais difícil transformar um membro em um usuário. Um usuário é alguém que, como o nome indica, usa seu produto regularmente. Você os mantém por um período de tempo. Se você criar usuários retidos, alcançará o Santo Graal dos hackers de crescimento.
  • Reter um usuário é como se casar.
Níveis do Funil de Growth Hacking

Deixe o Funil Definir Suas Prioridades Como Growth Hacker

Ao considerar onde colocar sua energia, o funil às vezes pode tomar essa decisão por você.

Se você estiver convertendo 50% de todos os visitantes em membros e 50% de todos os membros em usuários, mas estiver recebendo apenas 200 novos visitantes únicos por dia, obviamente deverá gastar seu tempo recebendo visitantes. Em outras situações, você pode esperar receber visitantes até ter mais sucesso em mover as pessoas por outros aspectos do funil.

Use esse funil para obter uma base de usuários adequada.

Em seguida, retorne a eles para descobrir como seu produto atende às necessidades deles antes de levar as coisas para o próximo nível. Você precisa crescer um pouco para saber se está no caminho certo para crescer mais.

Apenas não se coloque em uma situação em que você está gastando energia maciça na tentativa de fazer crescer um produto que as pessoas não gostom. É simples assim.

7 Técnicas para Aplicar o Growth Hacking

Então, como funciona o growth hacking? Para cada empresa, trata-se de descobrir por que você cresce e procurar maneiras de fazer isso acontecer de propósito e de maneira constante.

Muitas empresas usam o “funil pirata” de Dave McClure como receita para o crescimento. São Aquisição, Ativação, Retenção, Referência e Receita (AARRR). Outros incluem aumentar a conscientização como parte essencial dos growth hackers.

1. Automatize tudo que puder. Automação e repetição são a chave para o sucesso dos hackers de crescimento. Use software e ferramentas para ajudá-lo a fazer seu trabalho mais rapidamente. Veja o que funciona e simplifique.

2. E-mails de carrinho abandonados. Se você administra uma empresa de ecommerce, considere configurar e-mails para enviar aos usuários que abandonarem seu carrinho de compras .

Os usuários não terminam o check-out por vários motivos, incluindo distração simples. Esses e-mails de lembrete de carrinho são ótimos para colocar os compradores de volta na linha – na verdade, um estudo da Sales Cycle mostra que quase 50% dos e-mails de carrinho abandonados são abertos, com um terço dos cliques resultando em uma compra!

3. Remarketing. O remarketing é uma coisa poderosa – coloque-o do seu lado! Não apenas o remarketing (exibindo anúncios para pessoas que já visitaram seu site) possui boas taxas de conversão, mas também são muito bons para fortalecer sua marca. Quanto mais usuários vêem sua empresa em seus blogs favoritos, mais você fica na mente deles. De repente você não é um ninguém sem nome. Os usuários podem até vê-lo como mais confiável e com mais autoridade.

4. Grátis para blogueiros e digital influencers. Os influencers são uma excelente fonte de análises de produtos (e backlinks) para o seu site.

Facilite para os blogueiros experimentarem seu produto ou serviço, incluindo uma opção “grátis para blogueiros” em sua página de preços. (Como alternativa, você pode fazer “Você é um blogueiro fazendo uma revisão? Entre em contato conosco” ou algo semelhante.)

Receba o email do blogueiro e veja se ele é um blog apropriado para trabalhar. Em seguida, envie por e-mail todas as informações e gráficos necessários para criar uma publicação de sucesso, tornando sua vida muito mais fácil.

Da mesma forma, não deixe de entrar em contato com os blogueiros do seu setor e peça um review deles . Nem todo mundo vai dizer sim, mas alguns certamente dirão.

5. Teste tudo. O teste é a melhor maneira de se destacar no local, até que seja uma peça de perfeição elegante, eficiente e de alto desempenho. Teste tudo e qualquer coisa!

6. Concursos de conteúdo gerado pelo usuário. Organize um concurso de fotografia ou vídeo, pedindo aos clientes que mostrem por que amam seu produto ou serviço. Não apenas os concursos recebem muita atenção, mas esse conteúdo valioso gerado pelo usuário pode ser utilizado em outros lugares na forma de depoimentos ou para compartilhar novamente em sites sociais.

7. Parceria com empresas. A parceria com empresas complementares é outra técnica boa de hacking de crescimento para expandir seu público. Organize um seminário online para parceiros (webinários), realize um concurso conjunto, ofereça promoções exclusivas para os clientes parceiros e você atingirá um público totalmente novo sem precisar se preocupar.

Exemplos de Growth Hacking

O Dropbox é frequentemente citado como um exemplo clássico de como utilizar o growth hacking.

Em vez de gastar muito dinheiro em publicidade, o Dropbox pensou em uma maneira totalmente nova e engenhosa de conseguir mais usuários.

O Dropbox, um serviço de armazenamento em nuvem, começou a oferecer espaço de armazenamento extra para usuários existentes que indicam amigos. Suas referências dispararam, e eles mal tiveram que trabalhar para isso.

Exemplos de Growth Hacking - DropBox

O Dropbox mostra que um pouco de brainstorming não convencional pode levar a um crescimento bastante notável.

Outro ótimo exemplo de hacking de crescimento vem do Airbnb .

Exemplos de Growth Hacking - Airbnb

O Airbnb percebeu que poderia obter uma tonelada de visualizações de propriedades utilizando o Craigslist, e adicionou um recurso “Postar no Craigslist” em seu menu de opções de listagem.

Isso durou pouco, pois o Craigslist acabou por acabar, mas esse período temporário de crescimento deu ao Airbnb o impulso necessário para se tornar o poderoso negócio destruidor de hotéis que eles são hoje!

Os Termos e Jargões Mais Usados no Growth Hacking

Indicador chave de desempenho (KPI)

Um KPI é um número que ajuda você a entender rapidamente como estão as coisas na sua empresa.

Se você estiver vendendo assinaturas de software, um KPI seria quantas novas assinaturas você vendeu hoje. Outro KPI seria quantas pessoas cancelaram sua assinatura hoje.

Um KPI não é um ponto de dados obscuro que não tem significado, a menos que seja executado em uma equação complicada.

Um KPI é um número importante por razões óbvias e, simplesmente olhando para você, você pode ter uma noção das tendências e da saúde da empresa. Aqui estão algumas práticas recomendadas para os KPIs:

  • Faça com que um email automático envie dados de KPI todos os dias, semanas e meses.
  • Tenha um painel com dados de KPI exibidos de forma que você possa ver as tendências com base no desempenho passado. É útil verificar se um KPI está subindo ou descendo em geral.
  • Permita que todos na sua empresa acessem dados de KPI. Isso informará as pessoas sobre quais métricas são importantes para a empresa, influenciando assim suas decisões.

Segmentos

Os segmentos são como coortes (uma parte de seus usuários com base em quando eles se inscreveram no seu produto) mas, em vez de basear o grupo na data de inscrição, você baseia o grupo em outros fatores de segmentação.

Você pode categorizar seus usuários em grupos masculino e feminino, para ver como eles se comportam de maneira diferente. Você pode até dividir as coortes em segmentos se isso fornecer dados relevantes para o seu produto.

Teste Multivariado ou testes AB de Growth Hacking

Teste multivariado (ou teste A / B) é quando você faz alterações no produto que são vistas apenas por alguns de seus usuários.

Isso oferece a você algumas pessoas que veem a versão A do seu produto e outras que veem a versão B do seu produto. Então você pode ver se a versão A ou B fornece os resultados desejados.

Ao executar testes A / B, é importante lembrar que o tamanho da amostra é importante. Se as opções A e B são exibidas apenas para algumas centenas de visitantes, não importa realmente o que dizem os resultados.

Custo de aquisição do cliente (CAC)

O custo de aquisição do cliente é a quantia necessária para obter um novo cliente. Se você gasta R$ 500 no Google Ads e isso gera 2 novos clientes, o custo de aquisição de clientes para esse canal é de R$ 250.

É importante que você conheça o CAC de cada canal.

Além disso, depois de conhecer o CAC por canal, você sabe quanto pode gastar nesse canal ou se deve gastar algo nesse canal.

Valor vitalício do cliente (LTV)

O valor da vida útil do cliente é a quantia esperada que você ganhará com alguém durante todo o ciclo de vida do seu produto.

Se as pessoas pagarem R$100 por mês pelo produto e permanecerem clientes por uma média de 2 anos, seu LTV será de R$100 x 24 (meses) = R$2400.

Os segmentos são úteis ao calcular o LTV porque você pode descobrir que determinados segmentos de seus usuários têm um LTV muito maior do que outros. Isso também afetará o CAC que você está disposto a pagar por esses segmentos específicos.

Se você não tem uma forte compreensão do seu CAC e LTV, é muito difícil usar táticas de push para obter tráfego. Também é difícil prever suas finanças, o que pode ter um impacto na contratação e em outras iniciativas não relacionadas ao hacking de crescimento.

3 Maneiras de Analisar os Dados de Growth Hacking

Maneiras de Analisar os Dados de Growth Hacking

Agora que estamos familiarizados com alguns dos jargões dos hackers em crescimento, a questão é: como obtemos esses dados.

Para isso, recorremos às ferramentas que os hackers em crescimento usam.

As ferramentas de análise mais comuns usadas pelos hackers de crescimento se enquadram em algumas categorias amplas:

Análise geral

O Google Analytics é de longe a plataforma de análise mais popular para dados gerais. É grátis e é muito poderoso.

O Google Analytics é melhor para visões gerais de alto nível do seu produto, mas é difícil de usar para análises de eventos ou baseadas em pessoas (como o tipo de rastreamento que está se tornando popular). Se você deseja assistir a dados geográficos, dados de dispositivos, dados de rejeição e outras métricas comuns, essa é uma ótima ferramenta.

No entanto, se você está tentando descobrir se as pessoas agitam menos depois de assistirem ao vídeo de demonstração (um tipo de análise baseada em eventos / pessoas) então você terá dificuldades. O GA simplesmente não foi construído para fornecer esse tipo de informação.

A maioria das empresas possui várias plataformas de análise em execução simultaneamente. Apesar das desvantagens do Google Analytics, você ainda deve instalá-lo.

Análise baseada em eventos / pessoas

Houve um tipo de renascimento nas ferramentas que os hackers de crescimento usam.

Devido em grande parte à limitação do Google Analytics, foram introduzidos vários novos produtos de software que permitem que hackers em crescimento rastreiem os tipos de informações nas quais estão interessados.

Ao instalar o Google Analytics, você coloca um único pedaço de Javascript em cada página do seu site. Quando você instala ferramentas de análise baseadas em eventos / pessoas, na verdade, anexa um script a cada evento no seu site (não apenas ao site como um todo) . Essa simples mudança abre enormes possibilidades. Agora você pode obter uma resposta para os seguintes tipos de perguntas:

  • As pessoas que usam o recurso X têm um LTV mais alto?
  • Os usuários do segmento Y têm maior envolvimento com o recurso Z?
  • E quase tudo o que você deseja mensurar para analisar.

Observe como agora estamos rastreando eventos e pessoas, e isso leva a novos tipos de informações. Se você acabou de instalar o Google Analytics, mas não está acompanhando eventos específicos em seu produto, você vai ficar na desvantagem. Desculpe, mas é verdade.

Análise Personalizada de Growth Hacking

Por mais que os produtos de software sejam usados ​​por hackers em crescimento, muitos deles também usam soluções criadas internamente.

Às vezes, é mais fácil criar seu próprio painel para casos de uso específicos do que obter um produto para fazer o que você precisa. Isso também dependerá de seus recursos internos de engenharia.

Se você não tiver os engenheiros e desenvolvedores, poderá não conseguir criar uma plataforma de análise personalizada; nesse caso, terá que usar produtos prontos para uso.

Conclusão

Se você chegou até aqui, devo assumir que você está muito interessado em aprender a fazer o growth hacking, então deixe-me deixá-lo com alguns conselhos.

O hacking de crescimento é um conjunto de habilidades que podem ser aprendidas, e espero que este artigo tenha direcionado você na direção certa e tenha ajudado você a iniciar esse processo de aprendizado.

No entanto, existe apenas uma maneira de realmente dominar uma habilidade, e isso é através da prática.

Ler um artigo é uma coisa. O hacking de crescimento é outro.

Se você deseja melhorar suas habilidades, encontre um projeto (grande ou pequeno)e comece a aplicar a mentalidade de um hacker em crescimento.

Você aprenderá mais com seus próprios sucessos e fracassos do que com os de outros. Seu próprio sucesso será tão doce que você nunca o esquecerá. Seu próprio fracasso arde tanto que você não o repetirá.

O post Growth Hacking: O que é, Exemplos e Como Fazer [2020] apareceu primeiro em Mafia do Marketing.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Growth Hacking: O que é, Exemplos e Como Fazer [2020]. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.