Como criar conteúdo em vídeo para vender mais no e-commerce

Não é de hoje que o algoritmo das redes sociais preferem os vídeos. Entretanto, com a ascensão de redes sociais como Instagram, YouTube e o próprio TikTok, nos mostram a aderência do próprio público com os vídeos. Logo, para aumentar as vendas em seu e-commerce, será indispensável que você e sua equipe também crie vídeos neste formato.

Porém, não estamos falando aqui de grandes produções, e sim de conteúdos que você pode criar em seu dia a dia, mas de uma maneira profissional.

Formatos para criar conteúdo em vídeo

Nosso intuito neste conteúdo não é apontar para você o melhor formato de vídeo, e sim, mostrar aqueles com maior relevância e engajamento.

O IGTV e TikTok não estarão nessa lista, mas você pode utilizá-los seguindo as mesmas dicas, contanto, é claro, que faça sentido para o seu público. Um exemplo: se você vende algum produto voltado para o público jovem, faz muito sentido estar presente no TikTok.

Stories

Os stories do Instagram são indispensáveis para quem deseja vender online. Já faz um bom tempo que o Instagram possui maior engajamento do que o Facebook, por exemplo, e os consumidores sabem disso.

Ao encontrar uma loja nova, normalmente, o primeiro lugar que vão procurá-la é no Instagram. Isso para ver comentários e avaliar se a loja tem boa reputação.

Mesmo assim, é difícil que o cliente compre logo de cara. Possivelmente, ele irá seguir sua conta e acompanhar seus conteúdos. Desta forma, a melhor forma de reter a audiência das pessoas que te seguem, é pelos stories.

Neste caso, falamos em mostrar o dia a dia da empresa, novos produtos, como utilizá-los, tutoriais rápidos, ou seja, tudo que agregue valor a sua marca. Isso gera mais confiança e interesse de compra.

Você também pode abrir caixinhas de perguntas para coletar dúvidas e desejos dos clientes. É importante, sempre que possível, responder tudo em vídeo e mostrar os produtos em questão.

Lives

As lives viraram febre no tempo de pandemia e estão trazendo muito resultado.

Isso porque os criadores e consumidores do conteúdo entenderam a melhor maneira de fazê-las. Conteúdo relevante e interação imediata com a marca.

Seja para esclarecer dúvidas ou apresentar tutoriais de compro utilizar os produtos, as lives proporcionam maior interação e aproximação da marca para com o consumidor.

É importante ter bastante cautela ao realizar as lives. Se sua empresa estiver passando por momentos difíceis com os clientes — atraso na entrega, insatisfação etc, é melhor tentar criar outro tipo de conteúdo para não gerar desconforto ao vivo.

Além disso, é importante que o apresentador da live tenha jogo de cintura para lidar com qualquer problema que possa acontecer. Verifique também, se a conexão de internet é boa o suficiente.

Vídeos para YouTube ou página de produtos

Um formato mais antigo, mas que nunca sai de moda. O YouTube ainda retém muita audiência e é buscado por consumidores que desejam assistir um conteúdo mais profundo sobre o assunto.

Deste modo, é importante criar vídeos mais completos nesta plataforma, pois, que os assiste, é porque realmente possui bastante interesse naquele produto ou serviço.

Para o YouTube, é necessário ter um pouco mais de atenção em relação à parte técnica do vídeo.

Além disso, os vídeos do YouTube podem e devem ser utilizados em seu cadastro de produtos, tanto na loja quanto em marketplaces. Isso traz maior relevância para as páginas em questões de SEO e melhora a experiência de compra.

Lembrando sempre de associar vídeos que façam sentido com aquele produto.

Dicas para a criação de conteúdo

Gravação horizontal x gravação vertical

Por muito tempo a gravação de vídeos na vertical foi completamente criticada. Entretanto, hoje não existe mais certo ou errado, tudo vai depender da mídia que aquele vídeo será veiculado.

Por exemplo, não adianta gravar um vídeo na horizontal e tentar subir para os stories. Ele até poderá se adaptar, mas ficará estranho e pouco atrativo.

Já o Youtube é ao contrário, vídeos na vertical passam pouca credibilidade. Justamente porque aquele não é o formato ideal da plataforma.

Por outro lado, as lives são mais flexíveis, dependendo, é claro, por onde serão transmitidas. O importante é seguir o padrão da plataforma onde o conteúdo será disponibilizado.

Aparelho para gravação

Não se desespere! Não é necessário ter uma câmera profissional ou um celular de última geração para criar conteúdos para vender mais.

Entretanto, é importante que o aparelho tenha boa qualidade de imagem para que, novamente, consiga passar credibilidade para a marca.

Afinal, ninguém gosta de ver stories que travam ou tutorias de maquiagem — exemplo de uma loja de makes, onde a qualidade da imagem é tão baixa que não é possível distinguir um pincel do outro.

Em suma, não é necessário um alto investimento em equipamento, mas é importante o mínimo de qualidade para não gerar desconforto ou desistência de quem está assistindo.

Iluminação

Outro ponto de extrema importância para a criação de conteúdo em vídeo! Stories não requerem tanto essa atenção, mas os vídeos para o YouTube e as lives precisam ter boa iluminação. Afinal, você não quer que seu cliente ache que você gravou um vídeo ou está apresentando uma live direto de uma caverna.

Aqui você poderá utilizar a luz natural ou ficar de frente para uma luz forte. Se puder investir um pouco mais, vale a pena adquirir uma ring light para melhorar sua iluminação.

Áudio

A captação de áudio também pode ser o ponto de virada em seu conteúdo. Se o áudio não fica alto e claro, incomoda até mais do que a própria imagem.

Sendo assim, procure gravar em lugares silenciosos, mesmo que você tenha um microfone de fone de ouvido ou um microfone de lapela.

Essa dica também vale para os stories, mas, principalmente, para as lives e conteúdos produzidos para o YouTube.

O post Como criar conteúdo em vídeo para vender mais no e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como criar conteúdo em vídeo para vender mais no e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Guia da Pesquisa de Palavras-Chave

5 desafios enfrentados pelos CIOS neste momento

Como excluir conta do Facebook: passo-a-passo