Ads Top

Redes Sociais – como atrair a atenção do consumidor na quarentena

Não há dúvidas que estamos vivendo um momento histórico. Desde o início da quarentena, passamos por um período em que a maioria das pessoas está em casa consumindo muito conteúdo online, buscando novas soluções e também produtos e serviços. A dúvida é: como as marcas podem se diferenciar em frente a todo o conteúdo disponível e ganhar a atenção do consumidor?

Atualmente, nas redes sociais cria-se um ambiente de conexão, de consumo de conteúdo que acaba sendo também uma oportunidade para os negócios estarem presentes.

Durante o isolamento social no Brasil, o tempo de conexão em redes sociais diariamente quase dobrou. Isso mostra que existe ali uma oportunidade para entender quais as estratégias para chamar a atenção das pessoas e fazer seu negócio aparecer neste meio, onde existe um público mais do que nunca.

Conteúdos revelantes

Passamos o dia em busca de atualizações do nosso feed, saber as novidades e notícias. Somos motivados a consumir (conteúdo ou produtos) horas e horas por dia. Estudos indicam que uma pessoa é impactada com mais de mil posts diários. Justamente por isso o conteúdo precisa ter qualidade e relevância para chamar a atenção e atrair o usuário para o seu anúncio ou post.

Para que isso aconteça, ter uma estratégia é fundamental — e algumas dicas são importantes para quem quer ser visto e lembrado pelo consumidor nessa era de conectividade e grande quantidade de ofertas.

No caso do e-commerce, mesmo quem não está pensando em anunciar no marketplace deve começar a sua estratégia pelas redes sociais. Afinal, elas são a referência de pesquisa para muitos consumidores e onde se pode chegar mais próximos deles.

Público alvo nas redes sociais

O primeiro passo é identificar o público alvo do seu perfil comercial para entender quem você quer atingir. Após isso, é preciso atrair esse público (seja por meio de anúncios pagos ou via orgânica, a partir de conteúdos de qualidade.

Nas redes sociais também é muito importante se relacionar com o público — seja por meio de perguntas, enquetes ou geração de conversa online. Isso mostrará a sua autoridade no assunto e convencerá o cliente a comprar seu produto. Neste momento, também é válido pensar em apelar para o senso comunitário e rodar anúncios com um público alvo mais local, para que a operação se torne mais eficiente na região.

As redes sociais são um lugar onde as pessoas originalmente se relacionam. Portanto, não pode ser apenas um catálogo de produtos, mas sim um canal para criar conexões com a sua audiência. Isso fará com que o seu usuário se engaje com a empresa e as portas para as vendas sejam abertas, criando laços entre a marca e e o consumidor.

Vendas segmentadas

O e-commerce é caracterizado por não ter fronteiras de espaço, e geralmente se trabalha com um público mais abrangente. Mas neste momento pode ser interessante focar suas vendas na região. Escolha bem os interesses, faixa etária para atingir exatamente o público alvo que deseja, e seja transparente com relação a preços, pois isso é um fator que reforça a confiança neste período de incertezas.

O e-commerce está sendo uma alternativa para muitos negócios. Por isso mesmo precisamos de uma operação organizada com um sistema ERP online que faça boas integrações e facilite o trabalho diário — evitando erros e fazendo conexões inteligentes entre os setores.

Quando se fala em conteúdo, é preciso lembrar que estamos vivendo uma era de vídeos, onde o compartilhamento gera comentários e o algoritmo faz com que mais pessoas o vejam. Portanto, aproveite essa ferramenta.

Valorização do cliente

Em relação às vendas de e-commerce, seja por redes sociais ou marketplaces, precisamos pensar que o objetivo é sempre dar ao cliente a melhor experiência possível. Isso por que é fundamental quando o próprio cliente passa a falar (seja por comentários ou posts) do seu produto. Ele passa a ser a melhor mídia para alavancar a boa reputação da marca. Isso também acaba gerando novos clientes que não estariam ao seu alcance.

Por isso, é importante valorizar o consumidor, dar atenção, responder suas dúvidas, entregar uma experiência de satisfação na compra e saber o feedback. No momento da entrega também dá pra trabalhar uma futura compra, utilizando-se de uma boa embalagem, um cupom de desconto, etc.

Embora o e-commerce não tenha contato físico, as pessoas esperam que se tenha uma relação mais próxima possível, para ter uma identificação com a marca. Não deixe essa oportunidade passar.

O post Redes Sociais – como atrair a atenção do consumidor na quarentena apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Redes Sociais – como atrair a atenção do consumidor na quarentena. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.