Sex Shop: Loja em São Paulo Inova com o Kit Quarentena

Loja de Sex Shop em São Paulo aumenta atendimento nos canais online e ajuda clientes terem primeira experiencia em compra online.
Em tempos de quarentena, vale tudo para apimentar a relação, inclusive se render aos produtos de Sex Shop.
Há quem goste e já não consiga viver sem os artigos e existem àqueles que nunca tenham usado ou até mesmo visto apetrechos ao vivo.
De acordo com os especialistas, o isolamento social é o período ideal para fazer coisas novas e isso inclui prazer e sexo.
Para a micro-empresário William Apocalypse, CEO de um sexy shop online,  às vendas estão a todo vapor.
William Apocalypse é formado em Sistemas de Informação, especialista em e-commerce e marketing digital, decidiu atuar no ramo de comércio do sexo por opção. Sem a menor timidez, o empreendedor realiza vendas discretas pelo WhatsApp, redes sociais e aplicativos.
Por meio de fotos, os clientes escolhem os produtos que são entregues sigilosamente no trabalho ou em casa. Segundo o empresário que está no mercado desde 2016, este está sendo o período de maior lucro.
“Durante a pandemia, as vendas aumentaram muito, todos querem adquirir o “kit Quarentena”.
Os meus clientes são variados, mas no momento quem mais procura os produtos são os casados, noivos, ou que já namoram há algum tempo. Dou o maior apoio para eles. É importante apimentar a relação nesse momento de crise. Fantasias e bolinhas lubrificantes sempre tiveram uma boa saída”, disse Will.

Os melhores Vibradores Feminino

Encontre Kit de Produtos Sex Shop

O famoso kit pode ser montado de acordo com a preferência do cliente, mas entre as opções pode-se encontrar: velas, fantasias de sadomasoquista (incluindo chicotes, máscaras e algemas), preservativos variados (incluindo a modalidade neon), bolinhas aromáticas, lubrificantes e pétalas artificiais aromatizadas.
Will afirma que por medo e prevenção à Covid-19, os clientes sem parceiro fixo ficaram intimidados em comprar.

Os melhores acessórios eróticos

Dica de especialista de Loja de Sex Shop Online

O EMTEMPO entrevistou a psicóloga e autora do perfil no Instagram Amor, sexo e afins, Neyla Siqueira, que falou sobre prazer durante o isolamento social.  
Não é porque o coronavírus está a solta que as pessoas vão deixar de sentir prazer, mesmo mudando a rotina de todos, o sexo é necessário, afirma Neyla.
Segundo ela não existem estudos que confirmem que o vírus é transmitido através de relações sexuais. Contudo, todos os cuidados devem ser tomados na hora do prazer.
“Os estudos voltados para relação sexual, ainda não deram orientação nesse sentido no momento, por se tratar de um novo vírus.
Quando falamos em sexo, pensamos em penetração, em esperma, fluidos vaginais.
Nesse ponto até onde os estudos apontam não existir nenhuma relação de transmissão da Covid-19 pelo esperma.
Porém a relação sexual não é somente isso, é contato de pele, de mãos, troca de saliva, contato com respiração próxima, que é justamente tudo o que está sendo orientado para que se evite”, disse a psicóloga.
O objetivo do isolamento social é exatamente evitar contato com pessoas contaminadas.
Não existe penetração sem está em contato com outra pessoa, a não ser que por manuseio de algum objeto.
Isso não quer dizer que é preciso evitar o sexo explica Neyla.
“Oficialmente, não existe nenhuma orientação da Organização Mundial de Saúde(OMS), porém precisamos ter prudência.
O ideal é que quem tenha tido um possível contado com infectados não faça sexo.
Porque o vírus pode demorar até 15 dias para se manifestar e a quarentena de mais 14 dias, é justamente para ver se esses sintomas aparecem.
Caso o casal esteja ok, não tem porque evitar. Por isso, a situação dos solteiros complica. Marcar encontro com alguém que mora em outro bairro foge das medidas de prevenção”, explicou Neyla.

Inovação para Casados e Solteiros

A autora salientou a importância do prazer individual. Assistir filmes pornôs, masturbação e sexo virtual são uma boa pedida.
“Não faça sexo pelos app, tome cuidado. Não vá aos encontros, esse é um momento de ficar em casa. O número de vendas de produtos sexuais aumentou mesmo.
Compra vibrador, usa vídeos, assiste filmes, encontre maneiras que te ajudem no prazer sexual a sós. Só tomem cuidado com o sexo virtual.
Quem possui tatuagem e sinais no corpo, deve evitar se expor. Evitem mostrar rosto para que você não seja exposto. Não se esqueça da masturbação”, sugeriu a autora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Guia da Pesquisa de Palavras-Chave