Ads Top

Publicidade digital: 5 recomendações para tempos de pandemia

Profissionais de marketing em todo mundo estão sendo desafiados a lidar com as incertezas trazidas pelo cenário de crise em decorrência da pandemia do novo coronavírus. E os especialistas em mídia online, sempre tão acostumados a métricas, dados e precisão, precisam agora rever suas ações e investimentos em publicidade digital, reavaliar estratégias e tomar decisões em um cenário ainda bastante indefinido.

Como ser relevante para o consumidor nesse momento? Como engajar clientes diante de sentimentos tão adversos? Como conciliar as necessidades sociais do país e as do negócio? Essas são perguntas sobre as quais todas as marcas estão debruçadas, a fim de buscar soluções que auxiliem a atravessar a crise do modo mais inteligente possível.

A seguir, elaboramos uma lista com 5 recomendações abrangentes que que podem ajudar profissionais de marketing digital que precisam reajustar ações e investimentos durante a pandemia. Obviamente, a avaliação deve levar em conta as diferenças, especificidades e peculiaridades de cada setor e empresa neste momento.

Priorize Brand Safety

A tecnologia pode desempenhar um papel fundamental para garantir que os seus anúncios online não sejam vinculados a conteúdos inseguros ou indesejados — ou mesmo em contextos inapropriados. Este tipo de prática é fundamental para blindar a reputação das marcas. Torna-se fundamental, sobretudo, em tempos sensíveis como este que estamos vivendo.

Determine junto de seus fornecedores onde seus anúncios serão veiculados. Se for necessário, é possível garantir que eles não serão exibidos em páginas com conteúdo relacionado ao coronavírus.

Sincronize seu estoque com suas campanhas

Neste momento, as lojas online estão com atenção redobrada aos seus estoques. E isso deve ser estendido também para os feeds de produtos que são exibidos nos anúncios.

Alguns setores e produtos no e-commerce tiveram uma explosão de demanda, ocasionando problemas de falta de estoque. Há ainda questões de logística que prejudicam o reabastecimento de alguns itens, além de inúmeros outros fatores externos que precisam ser monitorados constantemente. Certifique-se de que seus parceiros conseguem manter a atualização do que será exibido nas campanhas com a mesma cautela e velocidade.

Defina o tom da comunicação com o consumidor

Mais uma vez — graças ao suporte das tecnologias disponíveis — é possível personalizar as campanhas de mídia programática com mensagens ou produtos específicos nos banners. Porém, há também uma série de regulamentações que estão sendo constantemente atualizadas e que restringem a veiculação de produtos ou mensagens relacionadas ao COVID-19, por exemplo.

Além de se atentar às normas, é importante pensar de forma estratégica e ética a comunicação da empresa com seu público durante a crise. Evite parecer oportunista e tente sempre levar uma mensagem ou um serviço real para o usuário, como facilidades ou descontos de entrega.

Invista de maneira consciente

É inegável que as operações das empresas de e-commerce vêm sendo duramente impactadas desde o início da pandemia. Primeiro porque existe uma grande preocupação com a saúde dos funcionários nos centros de distribuição. Segundo porque, com menos gente trabalhando, falta de alguns produtos em estoque e dificuldades de logística, algumas empresas temem pela saúde financeira no longo prazo. Se questionam, inclusive, sobre quanto deve ser investido em marketing neste momento.

As evidências nos mostram que apesar do receio em relação à continuidade dos negócios, pausar completamente as campanhas de marketing digital não é uma boa alternativa. Uma recente pesquisa global divulgada pela Kantar indica que 77% dos consumidores esperam que as marcas sejam úteis nesse momento. Nela, apenas 8% acham que as empresas devem parar de anunciar.

Ainda de acordo com o levantamento, 75% dos consumidores acreditam que as marcas devem informar o público sobre seus esforços para contornar a pandemia. Os consumidores também estão escolhendo as empresas que estão colocando seus funcionários em primeiro plano, com 78% dos entrevistados pedindo que elas cuidem da saúde de seus colaboradores.

Portanto, se os clientes esperam ver as marcas presentes e desempenhando um papel relevante na sociedade, é inteligente manter a interação, mesmo que com menor intensidade. A dica é: avalie como otimizar seus investimentos em publicidade digital, veja se vale estimular campanhas com ticket médio mais alto para tentar reduzir o volume, ou balizar a campanha alterando o ROI, mas não puxe todo o freio-de-mão. Quando a pandemia passar, sua marca estará fortalecida.

Não se feche às novas oportunidades

É importante entendermos que há em curso neste momento crítico uma mudança no comportamento do usuário. E isso traz desafios, sim, mas também oportunidades. Usuários que antes tinham restrição a fazer compras pela Internet, por exemplo, agora se rendem a esse modelo. Logo, aquelas empresas que estiverem com sua operação e estoque em dia podem aproveitar que o custo de aquisição de novos usuários está mais baixo para conquistar novos clientes e ampliar sua base e alcance.

Apesar das dificuldades e desafios impostos, certamente iremos atravessar a fase emergencial da pandemia, e as marcas que souberem aproveitar o momento para se mostrar de fato relevantes, coerentes e respeitosas com a sociedade, certamente serão as mais lembradas pelo público.

O post Publicidade digital: 5 recomendações para tempos de pandemia apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Publicidade digital: 5 recomendações para tempos de pandemia. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.