Ads Top

Como otimizar os custos da operação do seu e-commerce

Estruturar e manter uma operação de e-commerce completa não é tarefa simples – e nem barata, é verdade. No entanto, o setor se desenvolveu tanto no último ano que ficar fora do mercado digital também não é uma opção. De acordo com a pesquisa Webshoppers 43ª edição, da Ebit| Nielsen, 2020 fecha com 29% a mais de consumidores do que no ano anterior, sendo 13 milhões de novos compradores. Desses, 83% declararam que voltariam a fazer compras online.

Assim, a importância que os canais digitais ganharam não podem ser ignoradas. Para conseguir montar uma operação otimizada e conquistar bons resultados, é possível pensar em algumas alternativas. Após a decisão de uma marca de vender online, diretamente para o seu consumidor, é hora de definir se essa operação será internalizada, terceirizada para diversos parceiros ou terceirizada no modelo de full commerce, com soluções de ponta a ponta. Esse passo depende muito do tamanho e da maturidade do seu negócio, é claro, mas pode fazer bastante diferença.

Leia também: Chegou a hora da corrida pela qualidade

Isso porque ao decidir montar seu e-commerce, a marca passa a ter o desafio de estruturar uma operação de qualidade, com time que tenha know how, estrutura de tecnologia, logística, SAC, entre outros, e todo esse ecossistema é caro e complexo.

Veja a seguir algumas maneiras de otimizar os seus custos.

Focar na gestão de seu e-commerce

Pode parecer óbvio, mas é um ponto importante. Vender online vai muito além de colocar produtos em uma plataforma. Assim, é essencial fazer uma gestão do negócio, acompanhar todas as etapas e contar com especialistas no setor que saberão como agir, quais caminhos tomar, como fazer uma estratégia de canais digitais, etc.

Marketing digital como seu aliado

O sucesso do seu e-commerce depende de muitos pilares e o marketing digital é um desses pontos essenciais porque além de influenciar na aquisição de tráfego e na conversão, ele ajuda a obter dados e informações sobre a experiência de compra e sobre os clientes finais, o que é primordial para entender não só os hábitos dessas pessoas, mas também as possíveis dores da operação. O uso das informações do NPS (Net Promoter Score), por exemplo, é muito rico para entender as qualidades das reclamações e dos elogios, o que possibilita fazer estratégias diferentes para cada um deles. Outro ponto relevante é que, em média, as marcas ignoram 77% das pessoas que desejam resposta via mídias sociais e pesquisa feita pela Sprout Social mostra que ainda existe muito espaço para que seja criado uma integração maior entre times de SAC e Marketing para criar uma experiência cada vez melhor. Assim, podemos ver como o marketing é importante na aquisição e análise dessas informações e ajuda nas estratégias de crescimento dos clientes. Isso tudo feito de maneira consistente, garante que seus investimentos em mídia sejam focados e otimizados e que ações certeiras sejam tomadas na sua operação como um todo.

Atenção na logística

Ponto crucial de toda operação, sabemos como o preço e o tempo de entrega dos produtos influenciam muito na decisão de compra. Um estudo da Baymard Institute revela que 60% dos clientes desistem de adquirir algo por causa do custo do frete. Aqui vale investir em parceiros que possibilitem uma boa negociação de valores e agilidade. Para algumas cidades, o same day delivery não é mais um diferencial e sim algo essencial de oferecer. Os consumidores, cada vez mais exigentes e acostumados a boas experiências, não aceitam mais pagar caro por um frete demorado. Mais do que otimizar custos, ter uma boa operação logística vai te garantir a efetivação de compras.

Full commerce como alternativa

!uando falamos em médias e grandes marcas, essa pode ser uma alternativa vantajosa. Neste modelo os investimentos em tecnologia e logística podem ser otimizados já que é possível contratar a plataforma, realizar a integração com marketplaces, além de realizar a gestão de todo o negócio, o trabalho com marketing digital, frete e todo o pós venda de atendimento ao consumidor, tudo em um só parceiro. Empresas especializadas nesse modelo já possuem negociações de valores vantajosas com fornecedores e parceiros para realizar todos os serviços necessários e, por contar com ecossistema e estrutura própria, apoiam seus clientes que não precisam investir em aumentar armazéns, por exemplo.

O post Como otimizar os custos da operação do seu e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como otimizar os custos da operação do seu e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.