Ads Top

UX no e-commerce: a importância da experiência do usuário

A UX (User Experience) ou experiência do usuário, é uma estratégia cujo objetivo é entregar o melhor conteúdo e fazer com que o consumidor navegue pelo seu site e veja seus produtos de uma forma agradável. O termo surgiu após o cientista e designer Don Norman analisar a falta de interação que existia entre os usuários e as máquinas. No fim dos anos 1990, Don criou na Apple o que ele chamou de “Escritório de Arquitetos de Experiência do Usuário” e a partir disso, o que já era muito bem feito pela marca ficou ainda melhor.

É um campo que vem se tornando cada vez mais popular, afinal, quem não quer entregar uma boa experiência para o usuário? Os fatores que determinam o quão satisfatória é a navegação em um site/aplicativo são vários e saber como usar a UX no e-commerce faz toda a diferença nos resultados.

O que é a experiência do usuário?

A UX consiste em entender de maneira profunda quais são as necessidades do cliente e entregar isso da melhor forma. Além disso, existe o lado que favorece a empresa, quando as necessidades do seu consumidor são entendidas, é possível desenvolver produtos e serviços certeiros.

A experiência abrange muito mais do que rolar o seu site. Ela começa na busca de um produto, passa por todos os processos de decisão de compra, vai até o recebimento do produto, utilização do mesmo e é finalizada apenas no serviço pós-venda.

Por que investir em UX?

A experiência do usuário no e-commerce atinge diversos níveis conforme os desejos do cliente. Uma boa experiência faz com que o consumidor efetue uma compra e mais do que isso, volte a comprar, ou seja, acaba se tornando um passo decisivo na fidelização de clientes.

Uma boa reputação no ambiente virtual gera autoridade e cria uma vantagem competitiva. Quem tem como pauta de preocupações a experiência que vai gerar para o usuário ganha uma vantagem de forma natural em relação à concorrência.

Uma campanha de marketing bem feita, conteúdos relevantes e uma boa presença nas redes sociais podem ser em vão se o seu e-commerce não apresentar a mesma qualidade quando se trata da experiência, gerando uma decepção e consequentemente, a desistência do consumidor em comprar e indicar os produtos do seu e-commerce.

Basicamente, a UX agrega valor para os seus produtos e serviços considerando que é ela quem vai decidir uma compra, recompra e indicação do seu negócio.

Quais os pilares da experiência do usuário?

Vamos focar em 5 pilares que podem te dar um norte de como oferecer uma boa experiência:

  • Estética
  • Não é o elemento mais importante, mas sem dúvidas é essencial, isso porque a primeira impressão é importante para a experiência. Por isso, se atente em cativar o cliente com uma boa apresentação visual.

  •  Utilidade
  • Além da parte visual, a experiência deve ser altamente funcional. As plataformas do seu negócio devem oferecer ferramentas que ajudam a resolver problemas e facilitam a usabilidade dos seus consumidores.

  • Acessibilidade
  • A acessibilidade serve para completar a estética, afinal, de nada vale um visual bonito se o site ou aplicativo não for funcional.

    A acessibilidade garante uma ótima experiência a todo momento, independente do meio pelo qual é acessado — computador, tablet ou smartphone.

  • Intuitividade
  • Um site intuitivo é aquele que coloca as informações importantes em destaque e direciona a atenção dos usuários para os lugares certos na página.

    Uma página precisa contar com alguns critérios como: usabilidade, capacidade de digitação e interatividade.

  • Conteúdo
  • Desenvolver um conteúdo relevante é essencial. Contar com todos os outros pilares e pecar na hora de produzir um conteúdo acaba deixando seu e-commerce sem um diferencial.

    Conteúdos como instruções práticas e dicas úteis enriquecem ainda mais a experiência.

    Tendências para a UX em 2021

    Inteligência artificial em UX Research

    UX Research é uma área de pesquisa na experiência do usuário. Pesquisas relacionadas a descobertas, entendimentos e validações com relação a produtos, através de técnicas e ferramentas podem apresentar resultados eficazes.

    Na área de produto essa tecnologia já é uma realidade. Os designers de UX têm superado vários desafios e conseguido realizar pesquisas com os usuários de forma remota.

    É esperado que os recursos de Inteligência Artificial sejam eficientes para otimizar processos relacionados à pesquisa.

    O uso de IA na UX poderá proporcionar, inclusive, uma economia de tempo para os profissionais e também para os usuários.

    UX com comando de voz 

    Cada vez mais os usuários estão se acostumando com o comando de voz. Dados revelam que em 2021, pelo menos metade das pesquisas do Google devem ser feitas por comando de voz.

    Uma dica para personalizar o comando de voz no seu e-commerce é criar uma marca para ele, como, por exemplo, um personagem. E também, a integração se torna mais eficiente se você usar comandos predefinidos e a experiência acaba sendo melhor.

    Atenção à LGPD

    Quando se fala em UX é impossível não falar em tratamento de dados. Para que o usuário faça interações com um produto ou serviço, é necessário coletar e analisar informações para a tomada de decisão.

    Como é uma lei que se aplica a todas as áreas do mercado e também a qualquer pessoa (física ou jurídica) que faça o tratamento de dados, é interessante registrar o consentimento do usuário para o acesso dos seus dados pessoais. Assim, demandas e processos judiciais são evitados.

    Seu e-commerce deve estar atento à conformidade legal e também, é interessante acompanhar as publicações da Autoridade Nacional de Proteção aos Dados (ANPD).

    Animações em 3D e Ilustrações animadas

    Essas informações chegam de maneira muito mais rápida e efetiva em usuários que não interagem com outros tipos de conteúdos.

    Aplicativos atuais trabalham com ilustrações animadas e elas devem se tornar mais normais em designs de onboardings.

    Já as animações em 3D que não eram tão vistas, estão crescendo e deixam as páginas irresistíveis. Vale a pena se aprofundar nessa tecnologia para estar por dentro das principais tendências.

    Próximos passos

    Se o seu e-commerce não acha relevante as tendências de UX, infelizmente, você perderá a relevância para novos sites e marketplaces que vem se atualizando constantemente.

    Use essas dicas e informações para melhorar a experiência do usuário e facilitar ao máximo sua conversão de leads.

    Lembre-se sempre, essas melhorias não são opcionais, mas são o mínimo esperado para qualquer e-commerce. O consumidor tem se tornado cada vez mais exigente e a experiência que ele leva do seu negócio é determinante para a sua reputação.

    O post UX no e-commerce: a importância da experiência do usuário apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

    Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre UX no e-commerce: a importância da experiência do usuário. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

    Nenhum comentário:

    Tecnologia do Blogger.