Ads Top

Marketing de influência e o porquê do Magalu comprar empresas de conteúdo digital

Desde o ano passado temos acompanhado um movimento gigantesco do Magazine Luiza para se tornar um dos maiores marketplaces do país. E uma de suas estratégias tem sido apostar no marketing de influência.

Focada na criação de um ecossistema digital próprio da companhia, especialmente o MagaluAds e o Magalu as a Service, a rede varejista adquiriu, até hoje, 21 novas empresas.

Em março, Frederico Trajano, presidente do Magazine Luiza, afirmou à Revista Exame que quer fazer da empresa um “Alibaba brasileiro”.

Leia também: Magazine Luiza cresce 63% e lucra R$ 81,5 milhões no primeiro trimestre

Entre as novas conquistas, agora o Magalu tem o controle de algumas produtoras de conteúdo como:

  • Jovem Nerd, maior plataforma multimídia voltada para o público nerd e geek do Brasil;
  • Canaltech, portal com foco na produção de conteúdo de tecnologia e que atinge mensalmente 24 milhões de visitantes;
  • Inloco Media, divisão da empresa Inloco focada na comercialização de publicidade digital.

O que é marketing de influência?

O marketing de influência é uma estratégia que se concentra na produção de conteúdo por uma figura pública para levar a mensagem da marca que os contratou ao mercado mais amplo.

Ao invés de fazer marketing diretamente para um grande grupo de consumidores, é possível contratar – e pagar – produtores de conteúdo para “espalhar” a palavra em seu lugar e divulgar os benefícios do seu produto ou serviço.

Conceitualmente, há três formas de aplicar marketing de influência:

●     Mídia paga (paid media):

De forma simples, mídia paga é o marketing pelo qual você investe um valor monetário. Em geral, é usada para promover um conteúdo a fim de direcionar o tráfego adquirido para as suas propriedades de mídia.

No marketing de influência, essa abordagem é utilizada ao remunerar uma figura pública de autoridade, ou seja, um influenciador, com o objetivo de divulgar um produto ou serviço da empresa contratante.

Contudo, para aplicar essa estratégia com assertividade, é preciso escolher os parceiros certos. Isto é, o público do influenciador deve estar em congruência com o seu. Além disso, é preciso firmar parcerias com personalidades que estejam alinhadas ao seu posicionamento e valores enquanto marca.

●     Mídia conquistada (earned media):

Mídia conquistada é a publicidade ou exposição obtida por meio de outros métodos que não a publicidade paga e pode ser adquirida tanto de forma online quanto offline.

A mídia conquistada também inclui o boca a boca, que pode ser estimulado por meio de marketing viral, conversas em redes sociais, blogs e outras comunidades.

Ou seja, a mídia adquirida é construída a partir do relacionamento com diferentes tipos de parceiros, como editores, blogueiros e outros influenciadores, incluindo defensores e fãs de uma marca.

Dessa forma, no marketing de influência, essa estratégia é aplicada ao contratar um influenciador na forma de parceiro, que receberá um retorno pelo seu trabalho de natureza não-financeira como aumento na visibilidade, ganho de autoridade e expansão da sua rede de contatos, por exemplo.

●     Mídia própria (owned media):

Mídia própria é qualquer propriedade da web que você pode controlar e é exclusiva de sua marca. Os exemplos mais comuns de mídia própria são: sites institucionais, portais e blogs.

Assim, quanto mais mídia própria você tiver, mais chances terá de estender a presença de sua marca na esfera digital.

Ou seja, a estratégia do Magalu reside não somente na contratação de parcerias temporárias, mas na compra de diversos canais de influência para atribuí-los ao seu próprio grupo midiático.

Por que o Magalu está investindo em marketing de influência

Utilizar o marketing de influência é uma forma de transmitir, através de uma voz reconhecida, admirada e detentora de confiança, informações que influenciam na jornada de compra de uma pessoa (aprendizado, reconhecimento, consideração e decisão)

Influenciadores digitais, ou especialistas em determinados assuntos, melhoram o engajamento com o público, incentivam a compra de determinados produtos, e geram parcerias com anunciantes, sustentando todo esse ecossistema desenvolvido pelo Magalu.

Em comunicado oficial, a companhia afirmou que essas transações “marcam a entrada do Magalu no segmento de publicidade online, combinando a geração de conteúdo e audiência com a plataforma para comercialização de mídia digital”.

A produção de conteúdo, neste caso, ajuda na fidelização da marca e na geração de receita por meio de anunciantes, mas também estimula o cliente a consumir.

Ou seja, com tantas variedades de produtos e soluções, o objetivo principal é se tornar uma megapotência nas áreas de serviço, tecnologia, mídia e finanças.

Assim, por meio do MagaluAds, será possível ampliar a divulgação de milhões de produtos disponíveis na plataforma do Magalu, além de monetizar a sua forte audiência.

Magalu Ads: um potencial bilionário

Segundo dados da eMarketer, apenas em 2020 o mercado de publicidade digital movimentou R$48 bilhões. Com a ajuda de alta tecnologia e algoritmos eficazes, os anúncios chegam no lugar certo e na hora certa a cada consumidor, de acordo com suas preferências, necessidades e ocasião.

Através de uma plataforma própria, simples e intuitiva, o intuito do MagaluAds é oferecer um serviço descomplicado, permitindo a milhares de sellers e fornecedores do Magalu a autonomia necessária para investir e acelerar suas vendas.

Gostou deste artigo? Não esqueça de avaliá-lo!

O post Marketing de influência e o porquê do Magalu comprar empresas de conteúdo digital apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Marketing de influência e o porquê do Magalu comprar empresas de conteúdo digital. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.