Ads Top

O que não fazer em ações de marketing para e-commerce

No mercado atual, estratégias de marketing são imprescindíveis para qualquer empresa. Afinal, é cada vez mais necessário se destacar da alta concorrência e fidelizar o público. Quando se trata do setor de e-commerce isso é ainda mais verdadeiro. Isso porque, diferente dos pontos de vendas físicos, as lojas virtuais dependem das ações de marketing para atrair potenciais clientes e agregarem valor à marca.

Entretanto, mais do que criar campanhas isoladas ou fazer postagens aleatórias em redes sociais, é preciso planejar e organizar a comunicação sob diversos aspectos. Isso deve ocorrer de forma a minimizar o desperdício de recursos e evitar situações que comprometam as metas e resultados do e-commerce, bem como a sua imagem nos canais online.

Pensando nisso, separei 8 dicas valiosas sobre o que não fazer de errado nas ações de marketing em sua loja virtual. Confira cada uma delas e saiba o que fazer para evitar que falhas de estratégia prejudiquem os resultados!

1 – Sua loja online está desatualizada, com problemas ou não foca na experiência de compra

Se o seu e-commerce está com visual pouco atrativo e recursos desatualizados, provavelmente está afastando potenciais clientes — os quais, por sua vez, migram para a concorrência. Isso ocorre por vários motivos. Para começar, quando um visitante encontra o site durante suas buscas e o acessa, pode ter certa desconfiança em função do layout pouco profissional e inadequado.

Outro ponto é relacionado aos recursos disponibilizados. Como por exemplo checkouts complicados e que requerem dados em excesso. Acredite: isso faz com que o consumidor abandone o carrinho! Sem contar que, ao se deparar com uma loja virtual que apresenta lentidão, falhas de carregamento, falta de produtos ao fechar a compra, entre outros problemas, o consumidor dificilmente permanece na loja virtual.

Além disso, outra situação que pode comprometer o desempenho da loja virtual é a falta de mensuração de sua performance. Ou seja, se o e-commerce não se utiliza de ferramentas de análise até mesmo gratuitas, como o é o caso do Google Analytics e Google Search Console, possivelmente está perdendo pontos para a concorrência.

Nesse caso, é importante fazer uma avaliação interna sobre a loja virtual em relação à atualização, estética e facilidade de navegação. Assim, a partir das conclusões, você pode investir em novas plataformas, implementar as mudanças necessárias e passar a controlar o desempenho do site.

2 – Sua loja online não usa ou atualiza as redes sociais

Entre as estratégias de marketing digital mais eficientes para um e-commerce está a presença constante nas redes sociais. Entre elas, destaque para Facebook, Instagram e Pinterest. Além de serem vistos como canais valiosos para o relacionamento e engajamento do público, também permitem a venda direta.

No entanto, ainda há quem resista à criação de perfis nas redes sociais por acreditar que não façam tanta diferença em relação aos resultados. Ou, ainda, cria-se páginas que não são constantemente atualizadas, o que gera uma imagem negativa junto ao público e compromete significativamente os resultados pela falta de constância.

Se você se identificou com alguma das situações citadas, é o momento de rever essa questão e ter uma presença digital assertiva nesses importantes meios online.

3 – Você não produz conteúdo de qualidade

Conteúdos de qualidade em um e-commerce estão diretamente ligados ao aumento das conversões. Isso porque dificilmente um consumidor faz uma compra na primeira vez que entra em contato com a marca. Portanto, deve ser nutrido em toda a jornada, até que efetue a compra e seja fidelizado.

Um dos grandes erros de quem tem um e-commerce é justamente deixar de valorizar estratégias de marketing digital. Aqui eu destaco o marketing de conteúdo e o inbound marketing, os quais conduzem os potenciais e atuais clientes de forma natural pelo funil de vendas.

Nesse sentido, é importante ter em mente que, por mais que uma estratégia não traga resultados instantâneos em vendas, é imprescindível manter um bom relacionamento com a audiência. E, claro, oferecer uma experiência de excelência em todos os canais de relacionamento.

4 – Você não aplica as técnicas de SEO na sua loja e em seus conteúdos

Se deixada de lado, a estratégia de Search Engine Optimization (SEO) pode prejudicar seriamente o desempenho do e-commerce. Isso porque a loja virtual fica despreparada para disputar com as concorrentes as primeiras posições no Google.

Por isso, no momento de criar uma loja virtual, tenha em mente que é fundamental aplicar internamente as técnicas de SEO. Além disso, elas devem ser empregadas constantemente nos conteúdos produzidos, de modo a contribuir com o posicionamento orgânico no buscador.

5 – Você não acompanha os resultados das estratégias

Mensurar resultados leva às empresas a otimizarem a operação constantemente. Afinal, elas podem se utilizar dos indicadores para continuar investindo nas ações que estão dando certo e readaptar aquelas com baixa performance, de modo a atingir o objetivo esperado.

Entre os principais KPIs a serem monitorados estão: ticket médio; taxa de abandono de carrinho; custo de aquisição por cliente (CAC); e taxa de conversão.

Do contrário, os e-commerces que não avaliam as suas estratégias certamente desperdiçam recursos, empregam esforços em ações pouco efetivas e não conseguem ter um crescimento sustentável, já que desconhecem quais os melhores caminhos para atingir essa meta.

6 – Você não respeitou o tempo para dar retorno ao seu lead

Um estudo realizado pela Inside Sales mostrou que, após o primeiro contato de um lead por um chat online, a empresa não deve esperar mais que cinco minutos para dar uma resposta. Caso a loja virtual demore muito a responder um chamado, é possível que o consumidor desista.

Esse é outro exemplo sobre o que não fazer em um e-commerce — deixar os clientes esperando para serem atendidos. Lembre-se que agilidade é uma das características mais valorosas para eles atualmente.

7 – Sua equipe não está alinhada

De nada adianta investir em ações de marketing digital e outras ferramentas para conquistar clientes, se não possui uma equipe bem treinada e alinhada aos propósitos da marca.

Portanto, seguem algumas estratégias que você deve priorizar: comunicação interna; treinamentos constantes; uso de sistemas de gestão integrada, assim como outros recursos que tornem o time engajado, motivado e trabalhando em prol dos mesmos resultados.

8 – Você muda de estratégia quando se sente entediado

Outro erro comum de quem empreende no segmento de e-commerce é mudar constantemente de estratégia. Ou seja, toda vez que uma ação está apresentando bons resultados, o lojista decide implementar uma nova campanha e realizar processos diferentes. Desse modo, perde-se a continuidade necessária ao sucesso.

Como você viu, há algumas falhas de marketing que, por mais que pareçam inofensivas, podem se tornar empecilhos para a conquista de clientes, fidelização e aumento das vendas a curto, médio e longo prazos.

Friso ainda a importância de se investir em plataformas de e-commerce que possibilitem a integração com ferramentas de marketing digital, como redes sociais. E, claro, que ofereçam recursos modernos, atualizados e escaláveis, conforme a necessidade de cada negócio.

O post O que não fazer em ações de marketing para e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre O que não fazer em ações de marketing para e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.