Ads Top

Segurança no e-commerce: 8 dicas para proteger a sua loja virtual

A segurança no ambiente digital é fundamental em qualquer site. Porém, quando pensamos em e-commerces que realizam transações online e coletam dados importantes dos consumidores, deve-se ter um cuidado ainda mais especial com essa questão.

Além da possibilidade de ataques de criminosos em busca de dados dos clientes, as lojas virtuais podem sofrer a tentativa de fraude em compras com cartões clonados ou serem alvos de golpes. Por isso, a segurança no e-commerce é primordial para você manter a tranquilidade em relação à sua empresa, bem como transmitir confiança aos seus clientes.

Veja, a seguir, dicas que são essenciais para manter sua loja virtual segura:

1 – Escolha uma plataforma segura

A maioria das plataformas possuem forças e fraquezas quando o assunto é segurança. Portanto, vale avaliar qual opção é mais interessante para você e colocar na balança cada ponto positivo e negativo.
A Magento, por exemplo, oferece recursos de segurança desenvolvidos a partir das necessidades dos e-commerces. Essas defesas irão te proteger contra as mais variadas ameaças e garantir uma loja segura para você e seus clientes.

2 – Ative o certificado SSL

O certificado SSL permite a criptografia de dados pessoais e bancários à medida que eles são enviados para o servidor do site, o que assegura que essas informações não sejam roubadas durante o processo de checkout.

Ele é identificado pela URL que muda de HTTP para HTTPS, a última letra representa a segurança no e-commerce. Com o certificado, sua loja deve transmitir mais confiança aos clientes, além de melhorar no ranqueamento dos mecanismos de busca.

O SSL também é fundamental se você deseja investir em campanhas de marketing. No caso do Google Shopping, esse recurso é exigido e indispensável para a veiculação da campanha.

3 – Faça varredura de malware

Verifique com frequência a existência de possíveis malwares, eles colocam em risco seu site, podem roubar dados e até infectar os usuários que acessam a sua loja virtual. A maioria das empresas de plataformas de e-commerce já oferece o serviço de busca de malware, pois os criminosos estão sempre criando novas formas de atacar.

Garanta que seu site esteja sempre seguro e que você seja notificado caso haja alguma ameaça. Isso é muito importante para manter a credibilidade da sua loja e a segurança dos seus clientes.

4 – Use senhas fortes

Utilize senhas fortes, ou seja, que contenham mais caracteres diversificados entre números, letras e símbolos. O caps lock também pode ser usado a seu favor. Outra dica é aplicar, sempre que possível, a autenticação de dois fatores. Essa prática irá reduzir a chance de seu site ser atacado.

Incentivar que seus clientes também utilizem senhas mais elaboradas irá ajudar a proteger a conta dele. Por isso, exija sempre que ele coloque diferentes caracteres na senha. A segurança no e-commerce também é muito importante para a satisfação dos clientes em relação à sua loja, portanto, garanti-la é essencial para conquistar mais consumidores.

5 – Mantenha um backup

O ideal é você se prevenir de qualquer ataque, mas, apesar disso, ninguém está completamente a salvo dessa ameaça. Nesse sentido, você precisa pensar também em um cenário extremo. Se seu site for invadido, você tem as informações guardadas em outro local para recuperação?

Se sua resposta for não, é hora de providenciar o quanto antes um backup das informações. Caso tudo se perca no site, você poderá recuperá-las rapidamente. Também é fundamental que o backup seja atualizado com certa frequência.

6 – Aposte em selos de segurança

Valide a proteção da sua loja por meio dos selos de segurança. Esses certificados irão melhorar a credibilidade e reputação do site, contribuindo para a confiança dos consumidores. Alguns selos, como o Ebit, avaliam a impressão dos consumidores em relação ao seu site, atribuindo medalhas de bronze, prata ou ouro.

Já com o Site Blindado é possível detectar vulnerabilidades na segurança do e-commerce, proteger os dados dos clientes e receber diagnósticos que te ajudam a solucionar problemas que podem surgir.

7 – Gerencie os dados dos seus clientes

Esse é um assunto que está sendo muito discutido recentemente, especialmente pela implementação da LGPD (lei geral de proteção de dados). É papel da empresa que está coletando os dados deixar claro para o cliente o motivo de pedir tais informações e, principalmente, explicar o que fará com elas.

Nesse sentido, os dados dos clientes devem receber um gerenciamento cuidadoso, já que eles são cobiçados por muitos criminosos. Procure pedir apenas as informações necessárias e armazene-as separadamente de outros arquivos do site. A criptografia de dados, como o SSL, citado anteriormente, também é crucial para mantê-los seguros.

8 – Utilize plugins autênticos

Não é difícil encontrar na internet módulos ou plugins desenvolvidos por qualquer pessoa. O problema é que nunca se sabe se o plugin é realmente seguro ou se possui alguma ameaça embutida. Esse arquivo pode até funcionar normalmente e você nem desconfiar dessa infecção.

Portanto, se você utiliza uma plataforma de código aberto, escolha sempre módulos desenvolvidos de forma confiável. O ideal é contar com uma empresa especializada para te amparar nessas atualizações.

O post Segurança no e-commerce: 8 dicas para proteger a sua loja virtual apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Segurança no e-commerce: 8 dicas para proteger a sua loja virtual. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.