Ads Top

Você Já Cometeu Algum Destes 10 Erros Simples de SEO?

seo website mistakes

Diga-me se isso soa familiar:

Você decide se concentrar em SEO para sua estratégia de tráfego principal, otimizando tudo para que o Google, o Bing e o Yahoo te enviem milhares de visitantes por dia, sem custos. Então, você corre fazer sua pesquisa de palavras-chave e encontra algumas frases que estão trazendo quantidades consideráveis de tráfego. Desnorteado com a oportunidade, você otimiza seu site e recebe vários links, esperando que ele comece a subir nos resultados de busca.

E ele sobe… lentamente.

Depois de trabalhar nisso por várias semanas e até meses, ele certamente subiu, mas você ainda está na página dois ou três. Nada do que você faz parece ajudá-lo a chegar na primeira página, e você fica se perguntando: “O que está acontecendo?”

A boa notícia é que todos nós passamos por isso. O SEO é uma daquelas estratégias que você pode implementar em algumas semanas, mas leva um tempo para dominá-la, até que você possa competir por palavras e frases de tráfego alto. Você ainda está aprendendo e, com alguns ajustes, provavelmente pode conseguir um ranking na primeira página.

Em muitos casos, só é preciso corrigir alguns erros simples para começar a conseguir resultados. Aqui estão os 10 erros mais comuns de SEO que eu conheço, além de conselhos sobre como corrigi-los:

1. Não Usar o Analytics para Ver O Que Converte

SEO não se trata apenas de grandes quantidades de tráfego gratuito. É também sobre conversões.

É fácil se perder observando quais frases estão trazendo mais tráfego para você, e então, ficar chateado quando não consegue ranquear para aquelas palavras-chave super competitivas e de alto tráfego. Mas não é só o tráfego que importa. Muitas vezes, frases com baixo tráfego vão converter melhor por serem mais específicas, e conseguir rankings de primeira página para várias delas, pode gerar um bom número de vendas.

O único jeito de descobrir é rastreando-as. Use um pacote de análises para configurar o rastreamento de conversões para suas palavras-chave, e depois, compare-as para ver qual está tendo o melhor resultado. Saber isso, vai te ajudar a otimizar o seu site como um todo e entender em quais esforços vale a pena se concentrar.

2. Não Otimizar para Busca Local

Se você tem uma empresa que se concentra em clientes de certa Cidade ou região, é importante aprender mais sobre busca local. A maioria dos mecanismos de pesquisa, incluindo o Google, lidam com isso de maneira um pouco diferente das palavras-chave mais globais.

Comece incluindo palavras-chave específicas da região em seus títulos de página e meta descrições. Você também vai querer incluir um endereço e um número de telefone local em suas páginas, no cabeçalho ou rodapé, para aparecer nos resultados locais. Finalmente, vai querer se listar no Yelp, Merchant Circle, Google Places, FourSquare e outros sites baseados em localização e redes de avaliação.

3. Não Otimizar para as Palavras-chave Certas

Esse é um erro dos grandes. É fácil cair na cilada de otimizar para:

· Palavras-chave globais, quando você oferece serviços apenas para clientes locais;

· Palavras-chave genéricas, que atraem visitantes que não têm interesse no que você está oferecendo;

· Palavras-chave que trazem apenas visitantes em busca de informações gratuitas, e não clientes em potencial interessados em comprar algo;

· Palavras-chave amplas que têm muita concorrência, talvez com vários especialistas em SEO trabalhando em tempo integral, para defender o ranking da primeira página.

É melhor ser o mais específico possível. Concentrar-se em palavras-chave genéricas pode trazer muito tráfego, se você tiver sucesso, mas quanto tempo vai levar e quão realista isso é? Às vezes, muitas vezes, é melhor optar por frases mais específicas, que geralmente levam a rankings mais rápidos e tráfego mais qualificado.

Por exemplo, um web designer não iria querer usar a palavra-chave “web design” no começo. Seria mais fácil ranquear para “serviços de web design para corretores de imóveis em Los Angeles” – palavras-chave que provavelmente começariam a produzir resultados imediatamente. Você pode otimizar para palavras-chave mais competitivas à medida que seu site crescer e ganhar autoridade.

Encontrar as palavras-chave certas de cauda longa, nunca foi tão fácil. Comece visitando o Ubersuggest e digitando sua palavra-chave inicial, como “web design”.

Agora, clique em “ideias de palavras-chave”, para ver uma lista de mais de 500 palavras-chave de cauda longa.

Ao descer pelos resultados em busca de palavras-chave para segmentar, preste atenção às outras quatro colunas:

  • Volume: o volume médio mensal de busca pela palavra-chave;
  • CPC: o custo por clique, se quiser pagar por um anúncio do Google;
  • PD: dificuldade paga, variando de 1 (baixa) a 100 (alta);
  • SD: dificuldade de pesquisa, variando de 1 (baixa) a 100 (alta).

Geralmente, eu gosto de segmentar as palavras-chave de maior volume que tenham uma SD de 40 ou menos.

Depois de analisar toda a lista, clique em “relacionados”, acima dos resultados, para ter acesso a mais de 65.000 palavras-chave. Isso deve te manter ocupado por um bom tempo!

4. Não Ter Title Tags e Meta Descrições Exclusivas

Ainda me surpreendo quando vejo sites que têm o nome da empresa ou do site como título de todas as páginas. É um erro muito prejudicial.

Cada página deve ter um título exclusivo e não apenas para fins de SEO. Os títulos das suas páginas, normalmente são compartilhados em tweets e usados como texto quando alguém adiciona seu site aos favoritos. Por isso, títulos descritivos e exclusivos são muito importantes.

Então, olhando o portfólio de um web designer, eles poderiam ter serviços de web design como palavra-chave da página inicial, então, o título da página inicial seria algo como “ABC Web Design Studio – Serviços de Web Design”. E outras páginas do portfólio poderiam focar em serviços mais específicos que são consultas populares, como:

  • Personalização do WordPress Customization – ABC Web Design Studio
  • Design de Template Personalizado – ABC Web Design Studio
  • Design de Site eCommerce – ABC Web Design Studio

Como é possível ver, você pode carregar o nome da sua empresa em todas as suas páginas, enquanto se concentra em palavras-chave específicas para cada umas delas. Basta colocá-lo no final.

As meta descrições também são importantes. Elas são uma apresentação de venda para sua página, de 160 caracteres, nos resultados de pesquisa.

Portanto, faça cada uma o mais exclusiva e persuasiva quanto possível. Sua página inicial e cada página do seu site, devem incluir uma meta descrição personalizada que fará com que as pessoas desejem clicar no seu listing nos resultados de pesquisa, além de incluir palavras-chave relevantes. Por exemplo:

  • Descrição da página inicial: O ABC Web Design Studio oferece serviços de web design para pequenas empresas, incluindo personalização de WordPress, design personalizado de template, sites eCommerce e mais.
  • Páginas de personalização de WordPress: ABC Web Design Studio oferece personalizações do WordPress, incluindo design personalizado de template do WordPress, personalização do Theme Thesis e muito mais.

Se você está preocupado com a exclusividade das suas title tags e meta descrições, o Ubersuggest também pode ajudá-lo com isso.

Insira sua URL e clique em “pesquisar”:

Agora, vá até o final da barra lateral esquerda e clique em “auditoria do site”. Ao chegar na página de resultados, role até “principais problemas de SEO”. Você verá o seguinte:

Isso mostra que meu site tem 13 páginas com meta descrições duplicadas e oito páginas com title tags duplicadas. Embora isso possa ser de propósito, você ainda deve verificar para ter certeza.

Por exemplo, é isso o que aparece se você clicar em “8 páginas”:

Clique na lista suspensa associada a cada título. Aqui está um exemplo:

Não há problema aqui, já que o título duplicado está associado a páginas diferentes do meu blog.

5. Não Usar Texto Âncora para Links Internos

Você já viu links no corpo de uma página da web para “clique aqui”, “este post” e outros textos genéricos?

De uma perspectiva de SEO, é um desperdício. Claro, usar um call to action como link pode aumentar os cliques, mas também custa a você a oportunidade de personalizar seu texto âncora, um dos componentes mais importantes do SEO.

Por exemplo, se você escrever um post e quiser fazer link para sua página de serviços de ecommerce, crie o texto âncora “serviços de design de site ecommerce”, ou algo assim. Além disso, se você realmente precisa ter um call to action, tente pelo menos incluir algumas palavras-chave relevantes no link. Por exemplo, “clique aqui para saber mais sobre nossos serviços de ecommerce”.

6. Usar o Mesmo Texto Âncora para Todos os Links

Otimizar seu texto âncora é importante, mas não use o mesmo para todos os links de uma página. Parece estranho para os visitantes, e algumas pessoas dizem que também pode prejudicá-lo nos mecanismos de pesquisa, porque parece que você está tentando “enganá-los”.

Então, diversifique. Use variações na frase, o nome da sua empresa ou, eventualmente, até um URL para parecer mais natural para os visitantes e mecanismos de pesquisa. Tente não usar a mesma palavra-chave mais de 50% das vezes.

7. Focar na Quantidade de Links Em Vez da Qualidade dos Links

Embora existam várias maneiras fáceis de conseguir um grande volume de links, você deve dar mais ênfase à qualidade.

Um link de um blog popular, pode fazer mais pelos seus rankings nos mecanismos de pesquisa do que centenas (ou milhares) de links de diretório de baixa qualidade. Sim, eles são mais difíceis de conseguir, mas é por isso que os mecanismos de pesquisa confiam tanto neles. Eles são uma medida mais confiável da qualidade do seu site.

Então, concentre-se em conseguir links que:

  • Sejam relevantes para o seu site e indústria.
  • Não tenham muitos links de saída.
  • Não contenham links para sites adultos, farmacêuticos ou de jogos de azar.

Você também pode usar ferramentas gratuitas como o SEOquake, para verificar a força do domínio e os links de entrada para a página.

8. Usar Conteúdo Mal Escrito

Duas formas populares de criar uma grande quantidade de conteúdo, incluem contratar escritores de artigos com salários baixos e usar spinners de artigos – um software que pega um artigo e o “reescreve” para fazer parecer como vários artigos exclusivos para os mecanismos de pesquisa.

Por que isso não é uma boa ideia?

Claro, o conteúdo pode ser bem otimizado, mas você também precisa pensar na impressão que ele dará aos visitantes. As pessoas conseguem dizer se o conteúdo é exclusivo e valioso, e se não for, você perderá confiança, e terá muito mais trabalho para fazê-los entrar em ação.

Então, se precisar terceirizar conteúdo, contrate escritores que sejam capazes de produzir artigos originais que você terá orgulho de publicar no seu site. É provável que você tenha que pagar mais, mas se resultar em mais conversões, será um investimento muito melhor.

9. Não Criar Conteúdos Dignos de Link

A dura realidade do link building é que, às vezes, o conteúdo mais bem escrito ainda não consegue links.

Se você quer que as pessoas façam link, precisa tornar o conteúdo excepcionalmente valioso. Publique as principais listas, tutoriais em vídeo ou texto e infográficos.

Por exemplo, nossa empresa de web design poderia publicar posts no site como:

  • Os 100 Sites de eCommerce Com o Melhor Design
  • Como Configurar Widgets no WordPress
  • Uma História do Web Design [Infográfico]

10. Não Aproveitar o Ótimo Design Para Conseguir Links

O seu site tem um design personalizado ou é baseado em um template popular?

Existem centenas de CSS e outras galerias de design que farão link para o seu site simplesmente por ter um ótimo design. Você também pode procurar blogs que fazem análises de ótimos designs em indústrias específicas (como mostruários de sites de educação e médicos) e perguntar se eles também vão adicionar seu site à lista.

Os visitantes desses sites provavelmente não irão converter (a não ser que você seja um designer gráfico ou web designer, é claro), mas os links ainda ajudam a construir a autoridade geral do seu domínio e são fáceis de fazer. Se você tem um design exclusivo, envie-o para alguns sites e poderá conseguir alguns links fáceis e de alta qualidade.

Mais Erros de SEO

Você já cometeu algum dos erros acima com sua campanha de SEO? Quais outros erros comuns você já viu serem cometidos por outros sites, e quais as maneiras de corrigi-los?

Além disso, para uma lição mais detalhada sobre os fundamentos de SEO, consulte nosso guia de SEO.

Sobre o Autor: Kristi Hines é uma escritora freelance, blogueira e entusiasta de mídias sociais. Seu blog, Kikolani, foca em marketing de blogs, incluindo estratégias de redes sociais e dicas de blog.

The post Você Já Cometeu Algum Destes 10 Erros Simples de SEO? appeared first on Neil Patel.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Você Já Cometeu Algum Destes 10 Erros Simples de SEO?. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.