Ads Top

Empreendedorismo social: o que é, quais suas características e 3 exemplos de projetos

Já ouviu falar de empreendedorismo social? Ele é a prova de que um negócio pode ter lucro e ainda ajudar a mudar o mundo à nossa volta.

O empreendedorismo em si já é um caminho que transforma a vida de muitas pessoas ao redor do mundo. Agora, imagine ser um empreendedor que busca uma solução em prol do bem-estar de uma comunidade.

O empreendedorismo social tem crescido muito no Brasil nos últimos anos, por isso falaremos um pouco sobre ele nesse post.

O QUE É EMPREENDEDORISMO SOCIAL?

O principal atributo do empreendedorismo social é a criação de serviços ou produtos que visam diminuir ou resolver problemas em áreas como como a saúde, educação, alimentação, segurança, meio ambiente, entre outros.

Diferente de uma organização sem fins lucrativos (ONGs), o empreendedorismo social é um modelo de negócio que busca o lucro, mas com a o objetivo de resolver problemas sociais das comunidades em que atua.

Os empreendimentos sociais precisam vender produtos ou serviços que melhorem a qualidade de vida das pessoas e auxiliem na mudança de realidades sociais. E, ao mesmo tempo, permita a manutenção e o da empresa e o crescimento.

EMPREENDEDORISMO SOCIAL CARACTERÍSTICAS

Se você deseja participar do empreendedorismo social criando um negócio, precisa saber que a sua ideia deve ter algumas características essenciais:

  • Ser inovadora;
  • Ser realizável;
  • Ser autossustentável;
  • Precisa envolver várias pessoas e segmentos da sociedade civil, principalmente a população atendida;
  • Deve provocar impacto social e permitir que seus resultados possam ser avaliados.

Segundo o Sebrae, as principais áreas de atuação do empreendedorismo social são:

  • Reciclagem, indústrias limpas e energias alternativas;
  • Moradia de baixo custo;
  • Educação, alfabetização e inclusão digital;
  • Saúde e nutrição comunitárias;
  • Oportunidades para deficientes;
  • Direitos humanos;
  • Agricultura, floresta e uso de água;
  • Diversidade e multiculturalismo;
  • Apoio ao empreendedorismo e microcrédito.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE EMPREENDEDORISMO SOCIAL E EMPRESARIAL?

A principal diferença entre o empreendedorismo social e as empresas tradicionais é a motivação.

Um negócio social, como vimos, tem o propósito acima dos lucros de minimizar ou resolver um problema social. Já uma empresa “clássica” visa o lucro para seus donos, sócios e investidores. E não há nada de errado nisso também.

Mas você pode nos perguntar: “ah, mas minha empresa faz ações sociais todo ano! Não é um empreendimento social?” Infelizmente não!  Sim, a sua empresa ajuda e contribui com causas e campanhas, mas isso é algo pontual.

Vamos dar um exemplo: sua empresa faz uma campanha de brinquedos para ajudar no Natal de crianças carentes. Isso ajuda muito, traz alegria e felicidade para elas nessa data. Isso é ótimo e muito importante.

Mas o foco do produto ou serviço que a sua empresa vende não é propriamente ajudar na diminuição ou erradicação da pobreza dessas crianças e suas comunidades.

EXEMPLOS DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

Alguns projetos de empreendedorismo social se tornaram referência e são conhecidos

GRAAC

Provavelmente você já deve ter ouvido falar do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, o GRAAC, pois é um dos projetos de empreendedorismo social mais conhecidos do Brasil.

Ele foi criado em 1991 pelo oncologista pediátrico Antônio Sergio Petrilli com a missão de disponibilizar um atendimento de alto padrão às crianças e adolescentes com câncer.

PROJETO TAMAR

Seu principal objetivo era proteger tartarugas-marinhas que estão ameaçadas de extinção no litoral brasileiro. Porém, com o tempo, descobriram que o projeto só seria bem sucedido se apoiassem o desenvolvimento das comunidades costeiras.

De que forma? Oferecendo alternativas econômicas que amenizassem a questão social, diminuindo assim a caça das tartarugas-marinhas para a sua sobrevivência.

GRAMEEN BANK

Criado em 1976 pelo professor Muhammad Yunus, de Bangladesh, quando ele emprestou 27 dólares de seu próprio bolso para 42 mulheres da cidade de Jobra, já que os bancos não davam créditos para a população mais pobre.

Seu objetivo era permitir que elas adquirissem matéria-prima para confeccionar o seu artesanato, livrando-as das garras de agiotas que as mantinham em regime de trabalho escravo.

Para surpresa do próprio Yunus, todos esses empréstimos foram pagos pontualmente. Isso deu a ele uma ideia de que esse processo talvez pudesse ser multiplicado indefinidamente.

A partir disso ele criou o Banco Grameen.

DICA DE DOCUMENTÁRIO SOBRE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

QUEM SE IMPORTA

Esse documentário mostra o que é ser um empreendedor social através das histórias de grandes nomes do empreendedorismo social, como Muhammad Yunus, do Grameen Bank.

Ele ganhou o prêmio Nobel da Paz em 2009 por criar a primeira linha de microcrédito no mundo. Traz também a médica Vera Cordeiro, criadora da Associação Saúde-Criança Renascer em 1991 e Wellington Nogueira, fundador do Doutores da Alegria.

Para saber mais sobre o filme, clique aqui.

LIVROS SOBRE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

Separamos alguns livros para você conhecer mais sobre o empreendedorismo social, seja por meio de história de pessoas e seus projetos, ou com guias de como criar um negócio social.

Veja nossa lista:

1. MUDE, VOCÊ, O MUNDO!: MANUAL DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

Esse livro é um ótimo guia para quem quer entender um pouco mais sobre empreendedorismo social e por onde começar a planejar um negócio social, durante a leitura mesmo.

2. NEGÓCIOS DE IMPACTO SOCIAL: GUIA PARA OS EMPREENDEDORES

O livro aponta as oportunidades para os negócios sociais de impacto e mostra exemplos de empreendedores precursores.

Além disso, apresenta o tamanho desse novo modo de fazer negócios, que alia valor econômico com impacto social e contribui para o alcance dos objetivos do desenvolvimento sustentável.

3. EMPREENDEDORISMO SOCIAL E INOVAÇÃO SOCIAL NO CONTEXTO BRASILEIRO

Esse livro reúne diversos olhares a respeito do empreendedorismo social e de suas possibilidades diversas. Além de uma excelente leitura, é uma ferramenta poderosa para quem quer conhecer mais a respeito, empreender e inovar.

4. DE DENTRO PARA FORA: COMO UMA GERAÇÃO DE ATIVISTAS ESTÁ INJETANDO PROPÓSITO NOS NEGÓCIOS E REINVENTANDO O CAPITALISMO

O livro dá uma boa visão do capitalismo consciente, citando vários exemplos práticos.

Cheio de ótimas histórias de empreendedores dentro e fora das empresas que ousaram pensar fora da caixa e geraram impacto positivo com o empreendedorismo social.

5. CRIANDO UM NEGÓCIO SOCIAL

Nesse livro, o autor mostra como o empreendedorismo social passou da teoria a uma prática de gestão adotada por grandes companhias, empreendedores e ativistas sociais na Ásia, América do Sul, Europa e Estados Unidos.

Muhammad Yunus mostra como esse tipo de negócio pode transformar vidas e ainda oferece conselhos práticos para quem quer criar seu próprio empreendimento social.

6. UM MUNDO SEM POBREZA. A EMPRESA SOCIAL E O FUTURO DO CAPITALISMO

Mais um livro de Muhammad Yunus, que conta um pouco de sua trajetória e relata o lançamento das primeiras empresas sociais.

Ele conta sobre a parceria com a Danone para a venda de iogurtes nutritivos por preço acessível a crianças subnutridas em Bangladesh, a construção de hospitais oftalmológicos que salvarão milhares de pobres da cegueira e dá sugestões de como chegar a um mundo sem pobreza.

7. COMECE ALGO QUE FAÇA A DIFERENÇA

Nesse livro, o autor Blake Mycoskie mostra que você não precisa escolher entre ganhar dinheiro, trabalhar com aquilo que ama ou se dedicar a causas inspiradoras.

Não precisa ser rico para doar e nem ser aposentado para se dedicar todos os dias à uma causa que ama. Você pode unir lucro, paixão e propósito de uma só vez.

Se você pretende adentrar no mundo do empreendedorismo digital, o primeiro passo é elaborar um plano de negócios para apresentar a possíveis investidores, aceleradoras ou instituições financeiras.

Para se tornar um dos muitos empreendedores sociais, foque em apresentar de forma clara e detalhada qual será o impacto social do seu projeto e como será o capital social e o retorno financeiro.

Se você não sabe o que é ou como criar um plano de negócios, clique aqui e acesse esse post que explica tudo.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Empreendedorismo social: o que é, quais suas características e 3 exemplos de projetos. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.