Ads Top

Diversificação de negócios com dropshipping em tempos de Internet

Poucas pessoas economicamente ativas hoje em dia podem dizer que nunca fizeram uma compra que seja pela internet. O online cresce sem parar, e quanto mais tempo passamos em casa ou meramente conectados, inclusive, mais esse número tende a aumentar.

Ao mesmo tempo, um número considerável de pessoas, no Brasil e no mundo, sonha em sair da folha de pagamento e entrar no universo dos lucros e dividendos.

A Internet, novamente, costuma ser a resposta para essa situação. Aqui, um segmento que ganha força surpreende nos últimos anos é o dropshipping. Eu vou falar sobre ele em detalhes para entender do que se trata e como ele pode impulsionar um modelo de negócios inovador — e, o mais importante, potencialmente lucrativo.

Dropshipping
Imagem: Topdser

Utilizando o Dropshipping para impulsionar um novo negócio

Antes de falar sobre como fazer dropshipping, preciso dizer simplesmente sobre o que é essa prática e como ela funciona no mercado atual.

Em termos simplificados, dropshipping é a técnica de se colocar como intermediário entre
produtores/distribuidores e o consumidor final, num papel de intermediário facilitador — sem nenhum uso pejorativo do termo.

Numa empresa que trabalha com dropshipping, não existe estoque, produção ou o controle de nada disso, aliás. O que existe é uma empresa “linha de frente” que vai receber pedidos de determinados mercados. E, por meio de processamento, parcerias e terceirização, irá repassar o produto para o consumidor final.

A pergunta mais óbvia desde já é: por que o comprador final adquiriria o produto com um intermediário ao invés de ir diretamente à fonte? Outra questão também seria: por que o produtor ou distribuidor não faz ele mesmo uma loja ou canal comercial direto, eliminando a necessidade do intermediário?

Para responder isso, te lembro que o e-commerce, de maneira geral, já extrapolou as barreiras nacionais no momento em que nasceu. Da mesma maneira, num cenário macroeconômico, muitas empresas transnacionais/multinacionais não têm tempo ou recursos para criar um nicho de venda final em cada setor estratégico.

Pense numa empresa de outro país, digamos a China. Seu estoque, sistema produtivo e logístico estão a um oceano de distância, e não vale a pena para essa corporação do exemplo criar um escritório regional para cada cidade ou região com importância estratégica em cada país.

É nesse cenário que surgem os negócios que trabalham com dropshipping. Ao invés de criar toda uma operação — que vai além da criação física de um espaço e/ou deslocamento e contratação de pessoal, mas passa até mesmo por pesquisas de marketing, exploração de nichos de mercado em análises, tradutores, adaptação burocrático-documental e por aí vai —, a empresa simplesmente terceiriza.

É aqui que, finalmente, aparece a oportunidade de investimento. No lugar de criar sua operação, a empresa procura por contratos com negociantes locais que tenham uma rede de trabalho sólida e possa servir de ponte entre o consumidor de locais estratégicos e sua própria produção. Surge a possibilidade de ter fornecedores da China para dropshipping.

Para ser relevante no mercado de dropshipping

O nicho de dropshipping existe e se mostra sólido enquanto negócio ano após ano. A questão aqui é saber como explorá-lo e como fazer parte dele a longo prazo.

  • Ofereça serviços sólidos e de confiança comprovada;
  • Tenha um diferencial para oferecer. Por que as empresas e consumidores deveriam optar pela sua marca ao invés da concorrente, seja ela pequena ou um dos tubarões?;
  • Explore nichos onde a concorrência seja fraca para estabelecer raízes e viabilizar um projeto que pode crescer.

Ser referência na sua área de atuação pode ser a diferença entre um negócio que vai prosperar e um que luta para sobreviver e eventualmente morre antes de dar lucros.

Uma dica é escolher ao mesmo tempo um segmento que esteja fraco de representatividade e o qual você já domine — ou, no mínimo, tenha curiosidade e base o suficientes para se aprofundar.

Existem diversas inovações no mercado de dropshipping e que podem ser aplicadas no seu modelo de negócio.

  • Invista em pesquisa, especialmente na Internet, meio de compras favorito do momento;
  • Garanta que seus parceiros sejam de confiança em todas as etapas do processo — produção, distribuição, logística, marketing e pós-venda;
  • Seja visto. Por que alguém deveria fazer negócios com você (em ambos os lados da venda)? Prove que sua marca é a melhor opção.

Não subestime o poder de fidelizar o cliente. Às vezes o consumidor prefere se manter fiel a um serviço no qual paga mais caro do que a um que cobra menos e entrega uma experiência incompleta ou pouco satisfatória.

 

O post Diversificação de negócios com dropshipping em tempos de Internet apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Diversificação de negócios com dropshipping em tempos de Internet. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.